Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Apaixonei-me por um rapaz mais novo”

“Sou divorciada, mas tenho medo de assumir a relação com um rapaz muito mais novo do que eu, e não sei o que devo fazer?
 
Simone, Lagos
Cara leitora,
É comum a insegurança que muitos indivíduos demonstram quanto têm de assumir os seus sentimentos por alguém, principalmente numa sociedade que facilmente faz juízos de valor. No seu caso, o que deve fazer, é uma verdadeira avaliação dos seus sentimentos e do rumo que essa relação poderá ter, uma vez que é camuflada e longe dos olhares das outras pessoas, principalmente da sua familia. Tenha uma conversa franca com o seu companheiro de modo a averiguar se ele esta na disposição de assumir publicamente o vosso amor. Se verificar que, de facto, essa relação reúne condições para seguir em frente, por mais que lhe custe, não a oculte da sua familia e amigos. Conte-lhes a verdade e explique-lhes a necessidade de apostar na sua vida sentimental, pois tem todo o direito de ser feliz e o amor que sente por eles não será afectado.
 

 

“Sou virgem e a masturbação causa-me dores!”

 

“Tenho 20 anos e sou virgem. Quando tento masturbar-me tenho muitas dores e não consigo atingir o orgasmo. Será que alguma vez vou ser capaz de ter relações?”
 
Diogo, Setúbal
 
 
Caro leitor,
Uma questao importante é saber se o leitor foi circuncidado ou não, ou seja, se o leitor tem a pele que cobre a cabeca do pénis intacta ou se esta foi removida quando o leitor era bebé. Por vezes, homens que não são circuncidados têm problemas durante as relações sexuais e masturbação devido à pele que cobre a cabeça do pénis não retrair completamente durante o coito e a masturbação. Isto pode causar dores terríveis. Se o leitor não é circuncidado, experimente tentar retrair a pele da cabeça do pénis e veja se isso lhe causa dores. Se for esse o seu caso, o leitor pode necessitar de fazer uma cirurgia na qual essa pele é cortada, permitindo que a cabeça do pénis fique exposta. Essa cirurgia é bastante simples de efectuar e não acarreta quaisquer riscos.

 

“O sexo oral enjoa-me…”

 

“Por várias vezes já tentei praticar sexo oral, mas é muito díficil porque sempre que o faço sinto-me enjoada.”
Maria, Coimbra
 
 
 Cara Leitora,
Apesar de muitas mulheres apreciarem o acto de estimular com a boca os órgãos genitais masculinos, este não parece ser o seu caso. Se a leitora não se sente à vontade para a prática de sexo oral, deve tentar explicar isso ao seu parceiro e juntos devem definir outras estratégias que satisfaçam ambos. Por exemplo pode sugerir que o seu parceiro utilize um preservativo com sabores durante o sexo oral ou mesmo lubrificantes com sabores, que têm por objectivo tornar a prática de sexo oral mais apelativa. Existem muitas outras formas de estimular a vida sexual alem do sexo oral, desde que haja acordo. Procurem juntos as novidades nas sex-shops e não se envergonhem de o fazer, prepare surpresas que revigorem a vossa relação.

“Quer ter sexo numa discoteca…”

 
 
“Quando saímos à noite o meu namorado já me deu a entender que gostaria de fazer sexo na discoteca, quando esta está cheia de gente. Eu tenho medo, pois tenho receio de sermos apanhados.”
Carina, Viana do Castelo 
 
 
 
 
 
 
 
Cara leitora,
Fazer amor em locais públicos onde existe o risco de ser surpreendido é uma fantasia sexual bastante popular. A discoteca, por ser um espaço público que, por sua vez, tem pouca iluminação, faz com que seja um local desejado pelo seu namorado para obter prazer, na medida em que faculta os ingredientes necessários para promover a mistura de risco e intimidade. Todavia, existem alguns cuidados básicos a ter em conta. Para além de correrem o risco de serem apanhados, existem discotecas que são vigiadas por vários seguranças o que, obviamente, constitui uma contra-indicação para realizarem essa fantasia. Se decidirem levar adiante a fantasia do seu namorado, tenham cuidado, se forem apanhados podem vir a enfrentar problemas a nível legal. Quanto a si, se não se sente à vontade para colocar em prática essa fantasia, explique isso ao seu namorado, certamente compreenderá os seus motivos.
 

“A incontinência urinária tem cura?”

 

“Depois do parto do meu filho mais novo comecei a perder urina nas diversas actividades do dia-a-dia. Recentemente fui diagnosticada com incontinência urinária. Esta doença tem cura?”
Susana, Chaves
 
 
Cara Leitora,
A incontinência (perda involuntária de urina) é uma doença que atinge muitas mulheres após o parto, principalmente se este foi demorado e a mulher danificou ou esforço demasiado os músculos da pélvis. Assim sendo, a leitora não se deve envergonhar da situação, e o primeiro passo a dar é procurar ajuda médica. A incontinência pode ser tratada por via oral com o auxílio de medicamentos, através da intervenção cirúrgica com o implante de esfíncter artificial e, também, através de exercícios da musculatura pélvica. Por isso não perca mais tempo e procure um médico que a possa ajudar a ultrapassar esse problema de forma a voltar a ter uma vida normal sem preocupações.
 

“Serei infértil?”

“Sou casado e temos tentado engravidar mas nao conseguimos, por isso eu gostaria de fazer um teste de infertilidade masculina, mas não sei como fazê-lo. ”
Simão, Fundão
Caro Leitor,
A infertilidade masculina resultar do facto de o homem não ejacular, não produzir a quantidade necessária de espermatozóides quando ejacula, ou de os espermatozóides não se movimentarem da forma adequada para que se dê a penetração do óvulo. O exame que é feito com maior regularidade para testar a infertilidade masculina é o chamado espermograma, onde o objectivo principal é analisar o sémen. Através deste exame é possível medir a quantidade, a mobilidade e o formato dos espermatozóides, contudo deve ser complementado por outros exames. Porém, o teste não deve ser feito apenas por um membro do casal, é importante que ambos façam os testes necessários de modo a averiguar de onde podem advir os problemas.
 

O que é a Pílula do Dia Seguinte?

 

“Já por várias vezes tenho ouvido falar da Pílula do Dia Seguinte, mas não sei bem do que se trata. Gostaria de saber se esse é um bom método de contracepção? ”
 
Francisco, Cascais
 
 
 
Caro Leitor,
A Pílula do Dia Seguinte é um método contraceptivo que deve ser utilizado apenas em situações de emergência, por isso não recomendo que o utilize de forma frequente como forma de contracepção. Pode ser utilizada apenas durante as 72 horas após o acto sexual, de modo a prevenir uma gravidez após uma relação sexual desprotegida. Esta pílula ajuda a impedir ou atrasar a ovulação, impedindo a fecundação, isto é, não permitindo que o espermatozóide fecunde o óvulo.
Este contraceptivo não deve ser tomado de forma regular ou como única forma de contracepção, deve ser apenas tomado em caso de risco da ocorrência de uma gravidez e não como uma forma de ultrapassar actos irresponsáveis. Convém salientar que esta pílula tem efeitos secundários e por isso só deve ser tomada em situações de emergência.
 

 

"Sinto muito a falta dela..."

 
Edward Hopper
 
 
 
 
A minha namorada acabou o namoro que tínhamos há 2 anos. Eu tenho estado bastante deprimida e não consigo ter energia para continuar a viver sem ela. O que devo fazer?
 
Susana, Lisboa
 
Cara leitora,

É natural que se sinta deprimida por a sua namorada a ter deixado, pois após dois anos de relacionamento a leitora perdeu a pessoa que ama de um momento para o outro.Apesar de a sua reacção ser normal, um estado de depressão pode ser bastante sério e deve ser tratado como tal. Uma vez que diz estar bastante deprimida e não ter energia para continuar a viver sem a sua namorada aconselho-a a consultar ajuda professional o mais rapidamente possível. Deve marcar uma consulta com um psicólogo, para que este lhe dê apoio psicológico, e com um psiquiatra que lhe receite medicação, pois desta forma terá a ajuda que necessita para ultrapassar o momento dificil pelo qual está a passar. 

“Tenho curiosidade em fazer nudismo”


“Tenho um amigo que todos os verões pratica nudismo e diz ser bastante agradável e eu tenho curiosidade de experimentar. Será que sou tarado por isso?”
Jorge, Castro Marim

 

 

 

Caro leitor,
O nudismo é uma prática naturista praticada por milhares de pessoas em todo o mundo. Apesar de muitas pessoas acharem que o nudismo está de alguma forma relacionado com sexualidade, isso não se passa, pois as pessoas que praticam o nudismo não o fazem com o intuito de se excitarem sexualmente mas sim com o intuito de se sentirem livres e em harmonia com a natureza. Por isso não tenha receio, experimente este verão e veja se gosta. Existem 5 praias em Portugal nas quais se pratica o nudismo, sendo elas a praia da Bela Vista, a praia do Meco, a praia do Salto, a praia da Adegas e a praia da Ilha de Tavira.

 


 

“Apanhei gonorreia e não sei como!”

“Sou solteira e apesar de não ter namorado fixo tenho tido várias experiências sexuais com homens e mulheres diferentes. Há pouco tempo apanhei gonorreia e não entendo como, pois eu pratico sexo seguro.”
Susana, Horta
 
Cara leitora,
A Gonorreia é uma infecção sexualmente transmitida, por isso a única forma de a ter contraído é através do contacto sexual com um indivíduo infectado. Se por norma a leitora utiliza ou um preservativo ou uma barreira dental conforme o parceiro com quem esteja durante o acto sexual, de facto as probabilidades de contágio são menores, mas como deve saber, tanto o preservativo como a barreira dental não são cem por cento eficazes tanto na protecção contra a gravidez como na protecção de infecções sexualmente transmitidas, por isso deve ter havido alguma altura na qual estes não foram utilizados de todo ou não foram utilizados de forma adequada e por isso houve o contágio.
 

Pág. 1/2