Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Dicas Sexuais

 "Comece, talvez, com uma posição fácil (e mais estável) - a "união apoiada" ou a posição das "três pegadas". O homem está de pé com ambos os pés no chão enquanto que a sua amante de frente para ele, tem uma perna no chão e outra à volta da sua cintura."

 

 

(Segredos do Sexo, Michelle Pauli)

 

 

“Porque não consigo engravidar?”

 

“Sou casada há dois anos, tenho 30 e sempre fui saudável. Há um ano eu e o meu marido decidimos ter um filho, mas ainda não consegui engravidar. Não entendo o que se passa, pois consultei a minha médica e os exames que fiz não apontam para nenhuma anomalia. Porque não consegui ainda engravidar.”
 
Joana, Seixal
 
 
Cara leitora,
É aconselhável que o seu marido também faça exames, pois se a leitora já os fez e está tudo bem consigo, é possível que haja algum problema com a qualidade dos espermatozóides dele. Por outro lado, a ansiedade que demonstra também pode estar a impedi-la de conseguir aquilo que mais deseja. O stress que tem estado a sentir e a pressão de engravidar fazem com que você não engravide, e a única solução para isso é relaxar. É por isso que muitas mulheres que tentam engravidar sem sucesso durante anos acabam por engravidar após ter adoptado uma criança. Tente tirar umas férias, deixar de tentar engravidar durante algum tempo, fazer massagens, etc., de forma a que o seu organismo se sinta preparado para conceber um bebé. 
 

Dicas Sexuais

 "Qualquer posição é insatisfatória se não for possível beijar; o prazer será incompleto, porque o beijo é um dos maiores e mais potentes estimulantes existentes."

 

 

(Segredos do Sexo, Michelle Pauli)

 

 

“Ele traiu-me…”

 

“Sempre pensei que tinha um namoro estável e sem problemas. Qual não foi o meu espanto quando um dia estou a passear num centro comercial e encontro o meu namorado numa esplanada a beijar calorosamente outra rapariga. Não sei o que fazer, mas só me apetece fazer-lhe o mesmo.”
 
Rita, Montijo
 
Cara Leitora,
Depois do episódio de que foi testemunha é normal que os seus sentimentos estejam confusos e não tenha bem a certeza do que deseja fazer. Contudo, advirto-a de que a vingança, tentando fazer o mesmo, não será a melhor solução para ultrapassar esta situação. Procure pensar mais friamente e pense que o que o seu namorado fez foi fruto de alguma imaturidade e que não é pagando na mesma moeda que vai ser mais feliz. Neste sentido, procure conversar com ele para que possa entender as razões que o levaram a ter uma atitude negligente. Após essa conversa poderá avaliar se há a possibilidade ou não de levar avante a relação. Tenha em mente que é possível que ele continue a traí-la, por isso cabe-lhe a si decidir o que deseja para o seu futuro amoroso e se está disposta a perdoá-lo e a viver com receio de que ele volte a fazer o mesmo.

Dicas Sexuais

 "Não limite os beijos aos preliminares: é uma maneira vital de se interligar intimamente com o seu parceiro, antes, durante e depois do acto amoroso."

 

(Segredos do Sexo, Michelle Pauli)

 

 

“Tenho vergonha pois sou pouco experiente…”

 

 
“Tenho 30 anos e acabei recentemente um namoro que durou 10 anos. Gostaria de namorar novamente mas tenho receio de não ter experiência suficiente, pois a minha ex-namorada foi a única parceira sexual que tive e ela era bastante conservadora.”
Tiago, Aveiro
 
Caro leitor,
Não se preocupe! O mais importante quando decidir iniciar uma nova relação é relaxar e deixar que as coisas aconteçam naturalmente. É natural que leve algum tempo a sentir-se completamente à vontade com uma nova parceira pois esteve nove anos com a mesma namorada, mas entregue-se de corpo e alma à descoberta de novos territórios. Não avance depressa demais saltando directamente para a cama, dedique tempo a explorar o corpo da sua nova parceira e verá que esse processo vai ser bastante excitante. Dê largas à imaginação e não tenha medo de experimentar coisas novas mesmo que não tenha a certeza se vai gostar, pois pode ter uma surpresa bastante agradável.

Dicas Sexuais

 "Faça uma pausa dos ritmos de paixão para um momento de intimidade serena. Sintam a energia a rodopiar à vossa volta e apreciem o sentimento dos vossos corpos entrelaçados e a sensação de paz e unicidade."

 

(Segredos do Sexo, Michelle Pauli)

 

 

“Só penso em mulheres…”

Toulouse-Lautrec

 
“Tenho 35 anos e sempre tive relações com homens. No entanto, ultimamente comecei a imaginar-me a fazer sexo com mulheres. São pensamentos que me têm ocorrido frequentemente e sinceramente já estou a ficar preocupada. Não sei se é pelo facto de a minha vida sentimental estar um pouco complicada, uma vez que tenho uma relação com um homem que é casado, mas o que é certo é que só penso em mulheres!”
 
Catarina, Sintra
Cara leitora,
Não se preocupe, pois uma coisa é a imaginação e outra é a realidade. Só porque imagina ter relações com mulheres não significa que o venha a fazer, ou mesmo que o queira vir a fazer. Existem muitas mulheres que fantasiam ter relações com outras mulheres e isso não faz delas lésbicas. Neste momento não reprima as suas fantasias sexuais pois são elas que nos mantêm sexualmente activos. Antes de mais, resolva a relação atribulada em que está envolvida e tire algum tempo para explorar a sua sexualidade. Faça uma reflexão séria e cuidada de forma a averiguar, realmente, qual é a sua preferência sexual. Esteja consciente do que realmente deseja. Caso conclua que esses pensamentos têm fundamento, não se acanhe, pois tem todo o direito de viver a sua sexualidade da forma que bem entender. Afaste-se de tabus e preconceitos, porque tanto a bissexualidade como a homossexualidade são apenas orientações sexuais que devem ser respeitadas e vividas de uma forma conscienciosa e sem pudor. Todavia, não se envergonhe de solicitar a ajuda de um psicólogo e, se for o caso, de assumir a sua orientação sexual. Antes de tudo está a sua felicidade!

Dicas Sexuais

 "O acto amoroso é uma dança de opostos - de energia feminina e masculina, de Yin e Yang - partilhada por amantes. O objectivo final  - uma dança de beleza e harmonia - acontece quando ambos os parceiros estão em sintonia com o equilíbrio dinâmico do jogo sexual, e partilham e fazem circular energias conscientemente durante o acto amoroso."

 

(Segredos do Sexo, Michelle Pauli)

 

“Como sei se atingi o orgasmo?”

 

“Tenho 18 anos e iniciei agora a minha actividade sexual. Adoro fazer amor com o meu namorado e ele faz-me sentir mulher, mas não consigo perceber se já alguma vez atingi um orgasmo com ele!”
 
Ana Clara, Sines
 
 
Cara Leitora,
É normal que o objectivo de uma mulher quando faz amor seja atingir o orgasmo. A definição de orgasmo é muito vasta, porque cada mulher poderá atingi-lo de diferentes formas. No entanto, para que possa compreender melhor, de forma resumida, o orgasmo é um conjunto de contracções e sensações extremamente agradáveis e de curta duração e que transmitem uma sensação de prazer e satisfação. Porém, os orgasmos não são sempre iguais, uns são mais intensos que outros. A leitora poderá estar um pouco confusa devido ao facto de ter iniciado há pouco tempo a sua vida sexual, deste modo aconselho-a a que juntamente com o seu namorado explorem os vossos corpos e descubram o que vos excita mais. Procure não tornar um momento tão especial numa obsessão, isso poderá afectar a vossa relação. Mantenha-se descontraída e dê asas à imaginação. Ainda é jovem e tem uma vida toda pela frente para fazer descobertas surpreendentes sobre a forma de como receber e dar prazer. Aja com naturalidade e tudo correrá da melhor maneira.
 

Pág. 1/7