Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Sou louco por nádegas!”

“Tenho vinte e três anos e sempre fui louco pelos rabos femininos. Sempre que vejo uma rapariga com um rabo bonito sinto uma vontade quase incontrolável de o agarrar, beliscar, ou de lhe dar palmadas. Gostava de saber se este tipo de pensamento faz de mim um tarado, ou se é parte do comportamento normal do ser humano.”

 

Ricardo, Matosinhos

 

Caro leitor,

É normal as pessoas admirarem e sentirem uma atracção especial por determinadas partes do corpo, formas corporais, cor do cabelo, tom da pele, cheiros, etc. Estes atractivos despertam o desejo e fazem parte da nossa “assinatura sexual” individual. O desejo de “tocar” numa parte específica do corpo de outra pessoa é normal. O que deixa de ser normal é agir de acordo com esses impulsos sem o consentimento da outra pessoa. Desde que reconheça aquilo que o excita e que o discuta com uma parceira que esteja disposta a partilhar fantasias consigo, então não há limites para o seu prazer. No entanto, mesmo quando há mútuo consentimento tenha em consideração que aquilo que é aceite e estimulante num momento poderá deixar de o ser noutras ocasiões. Tocar alguém que não o consente é sempre uma violação do direito individual, por isso lembre-se que as suas fantasias deixam de ser normais a partir do momento em que assumem proporções exageradas no seu pensamento ou que as procura pôr em prática deliberadamente. Nesse caso é aconselhável procurar o apoio de um terapeuta.