Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Massagens à próstata”

“Eu e o meu companheiro gostamos muito de explorar os nossos corpos, e ele tem grande prazer na estimulação anal. Gostava de o surpreender com uma massagem à próstata pois penso que ele iria gostar bastante, mas não sei como fazer para que lhe dê prazer e não dor.”

Laura, Almada

Cara leitora,

Embora o sexo anal seja considerado uma espécie de tabu por pessoas mais conservadoras, é uma prática sexual da qual muitos homens e mulheres retiram grande prazer. No caso dos homens, este prazer deriva da estimulação da próstata, que se encontra dentro do seu canal anal. A função da próstata é ajudar à reprodução, segregando um fluido para dentro do sémen que facilita a mobilidade e a durabilidade dos espermatozoides mesmo quando o esperma é ejaculado para fora do pénis. Antes da estimulação anal o seu companheiro deve urinar e lavar-se muito bem. Você deve ter as unhas curtas e limpas, podendo usar uma luva de látex e bastante lubrificante à base de água. Ele deve estar bem relaxado, e nesse sentido tomar um bom banho quente, juntos, pode ajudar. Pode, também, fazer-lhe uma massagem relaxante em todo o corpo, com óleo lubrificante, dedicando especial atenção à parte interior das coxas e às nádegas. Usando os seus dedos médio e indicador, toque, esfregue, dê ligeiras pancadinhas e pressione suavemente o períneo, que é a área que se encontra entre os testículos e o ânus, explorando o corpo do seu parceiro com atenção às sensações que lhe provoca. Quando ele já estiver bastante excitado, insira gradualmente um ou dois dedos no ânus dele, usando lubrificante. Quando o seu parceiro se sentir confortável, mova o seu dedo para cima, ao longo da parede anal, e procure uma área bolbosa, arredondada, que é a próstata. Movimente os seus dedos então como se estivesse a dizer a alguém “anda cá”, usando a polpa dos seus dedos para pressionar levemente essa zona. Varie a intensidade da pressão, a velocidade e o tipo de movimentos, sempre consoante a reação do seu par.