Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Estou arrependida de ter ido para a cama com ele!

o-CASUAL-SEX-facebook.jpg

 

"Tenho 26 anos e não tenho namorado há já algum tempo. Aqui há tempos conheci um rapaz na internet e quando nos conhecemos pessoalmente acabei por ter relações sexuais com ele. No entanto, no dia seguinte fiquei a sentir-me mal por isso, e agora estou arrependida de ter ido para a cama com ele. Será normal sentir-me assim? É frequente acontecer?"

Ana - Leiria

 

Cara leitora,

Não é a primeira nem a única pessoa a quem este tipo de reação sucede. Muitas pessoas acabam por sentir uma dualidade de emoções relativamente às escolhas sexuais que fazem e às atitudes que tomam. Embora o sexo seja algo excitante e que provoca adrenalina e emoção, as coisas nem sempre correm como o esperado e pode haver um gosto "agridoce" no fim, causando sensações de confusão e arrependimento. Para que possa compreender a razão para se sentir assim terá de entender as causas para que tal lhe tenha sucedido. Que tipo de sentimento a liga a este homem? Pode estar emocionalmente envolvida e sentir da parte dele frieza, que a leva a arrepender-se, ou pode suceder o contrário, tendo tido excitação sexual que a levou a envolver-se com ele mas, por não ter tido uma conexão emocional, sentir que foi uma experiência vazia e que não lhe trouxe satisfação por si só. Para algumas pessoas o sexo ocasional com parceiros com quem não tem uma ligação afetiva é uma experiência positiva, mas outras pessoas precisam que haja um envolvimento emocional para poderem ter prazer na experiência física. Tente compreender aquilo que lhe traz satisfação a si, assim como o que espera da ligação com este homem com quem se envolveu, e conversar com ele, se assim o entender, para que possam ter uma relação que traga momentos de felicidade em vez de arrependimento. É importante esclarecer, também, se fez sexo com ele porque tinha efetivamente vontade de o fazer, ou se o fez apenas para lhe agradar a ele, sem que você se sentisse preparada para ter um contato tão íntimo logo no primeiro encontro.