Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Como arrebatar um homem em 10 dias

bedcouple1.jpg

 

Os olhos também comem

Deixe-se de rodeios… já chega de cafés inocentes e de encontros em que não diz o que sente. Chegou o momento de partir à conquista do que deseja. Crie a oportunidade ideal, que neste caso não deve ir além de um café ou um passeio, uma ida a uma exposição ou um jogo de bowling. Neste primeiro dia deve concentrar-se no sentido da visão. O objetivo é que lhe cause uma forte impressão, por isso evite idas ao cinema, em que ele não estará sempre a olhar para si. Pegue no telemóvel e convide-o de forma direta para algo que ele não possa recusar. Se ele não puder, não lhe dê outras hipóteses. Faça-se desejada, não se mostre demasiado disponível, pois o espírito de conquista é um dos ingredientes que mais atiçam a paixão.

 

Quando for ao encontro, vista-se de forma a causar impacto. Atenção, um vestido insinuante, mas fluido, é mais atraente do que uma saia colada a um corpo em que não fica bem. Escolha algo que lhe fique sexy a si. Neste primeiro dia é fundamental que ele perceba o seu interesse nele, mas de forma subtil. Deixe que a conversa se torne um pouco mais íntima e, no momento certo, fixe o olhar dele durante alguns instantes, enquanto lhe transmite mentalmente a mensagem "Quero-te!" Desvie o olhar de seguida, mas volte a fixar-se no dele umas três ou quatro vezes durante o encontro.

 

Dia 2 – Perfume de Mulher

No segundo dia, marque um encontro um pouco mais prolongado, logo no dia seguinte se possível. Neste caso, o ideal será uma ida ao cinema, pois irá concentrar-se no olfato dele, que deverá despertar. Antes de sair tome um banho prolongado, que deixe a sua pele bem cheirosa. Use um creme hidratante em todo o corpo que tenha um cheiro que "abra o apetite", tal como um creme com aroma de chocolate, coco, morango, etc…

 

Escolha um perfume que seja marcante e que se note sem ser excessivo. É conveniente que tenha abordado subtilmente o assunto em conversas anteriores, perguntando-lhe que tipo de aromas prefere. Usar um perfume doce se vai ter com um homem que prefere o aroma natural da pele seria desastroso. Neste segundo encontro não deixe que ele lhe toque mas crie várias oportunidades em que seja impossível ele não notar o seu cheiro. Por essa razão, uma ida ao cinema apresenta boas possibilidades, pois ao trocarem segredos ao ouvido será fácil ele captar o seu cheiro, que ficará na sua memória.

 

Dia 3 – O poder das palavras

No terceiro dia, que deve ser no dia seguinte ou dias depois, irá focar-se no sentido da audição. Fale-lhe de forma suave, doce, mas firme. Tenha atenção para evitar os gritinhos estridentes e os agudos acentuados. Uma gargalhada franca, calorosa, pode ser excitante e sensual, mas os risinhos estridentes de adolescente têm o efeito inverso. Puxe a conversa para temas mais íntimos ou para conversas insinuantes, sem cair no vulgar nem no explícito. Fale-lhe de si, partilhe com ele algo que poucas pessoas sabem sobre a sua vida ou os seus gostos e as suas experiências. Quando a conversa se tornar mais íntima baixe um pouco o tom de voz, que deve ser mais quente e envolvente. Mais perto do final do encontro segrede-lhe algo ao ouvido, de forma espontânea e natural, tocando-lhe ao de leve no braço enquanto o faz. No dia seguinte ou nessa noite ligue-lhe, com a sua voz mais sensual (mas cuidado com os exageros para não cair no ridículo) só para lhe dizer como apreciou a companhia dele ou para lhe desejar doces sonhos…

 

Dia 4 – O caminho para o coração passa pela boca

Depois de dois ou três dias sem nada dizer – o que o vai deixar intrigado, já que estavam a tornar-se tão próximos –convide-o para jantar na semana seguinte. Sugira-lhe um dia, mas seja flexível com as datas, o seu objetivo é que se encontrem mesmo. Sirva um jantar que não seja demasiado requintado, os homens preferem a comida caseira que aconchega o estômago, não faça nada demasiado pesado. Sirva um bom vinho mas tenha cuidado ao beber para não exagerar. Para seduzir pode estar mais descontraída, mas é essencial que esteja sóbria! Depois do jantar convide-o para beber um vinho consigo sentados no sofá, perto um do outro. Deixe que a conversa flua de forma intimista, olhe-o nos olhos de vez em quando, lembre-se das lições anteriores e faça uma voz quente, envolvente. Aproxime-se dele de vez em quando, para que sinta o seu cheiro, toque-lhe aqui e ali e, quando a ocasião surgir, beije-o na boca sem pressas, de forma envolvente. 

 

Os homens acham excitante que as mulheres tomem a iniciativa, no momento certo e com classe, portanto, não fique à espera que ele dê o primeiro passo, desfrute do momento mas não deixe que vá além dos beijos neste primeiro dia. O seu objetivo é deixá-lo com água na boca, por isso ele vai ter de esperar. No entanto, aprimore-se nos beijos. Alguns homens acham mais excitantes os beijos devoradores e selvagens, enquanto outros preferem os beijos suaves e demorados. Brinque com os lábios dele, mordisque-os, provoque-os…

 

Dia 5 – O poder do toque

No dia seguinte ligue-lhe e combine um encontro. Nesta altura ele já deve estar louco de desejo e de vontade de fazer amor consigo, mas terá de esperar mais um pouco pois você vai fazê-lo sofrer… e implorar por mais.

 

O ideal será um passeio num local onde possam estar à vontade, mas não demasiado à vontade, pois irá explorar os toques e carícias, sem avançar demasiado. Abuse dos beijos, explore a boca dele e os toques de lábios sem pressas, com diferentes intensidades e velocidades, alternando entre os beijos mais suaves e os mais "devoradores".

 

Para além dos beijos, vai dedicar-se a explorar o corpo dele com toques provocatórios. Pode abrir-lhe a camisa ou viajar com a sua mão por dentro da t-shirt dele. Quando a temperatura já estiver bem alta, desaperte-lhe as calças e leve a sua mão até territórios mais íntimos. Jogue com os toques por cima e por dentro da roupa, dê-lhe suaves dentadinhas mesmo por cima da roupa, toque a pele dele com a ponta dos seus dedos ou com a palma da mão. Invente antecipadamente uma desculpa para que o encontro não vá para um local mais reservado, onde ele vai querer ir para outros domínios. Deixe-o aceso de vontade, mas sem o deixar aceder ao "menu principal". Para isso… terá de esperar.

 

Dia 6 – Apalpar terreno

O encontro deste dia deve ser na sua casa ou num local onde possam estar à vontade. Não o deixe despir-se por completo mas mime-o da cabeça aos pés, como se fosse uma gueixa. Embora ele possa tocar-lhe a si, não o deixe avançar muito. Hoje será você a comandar e a marcar o ritmo, e ele está à sua mercê. Diga-lhe isso, de forma direta e sem deixar espaço para discussão.

 

Siga a sua intuição e sensibilidade, explore as diferentes partes do seu corpo alternando entre massagens fortes, movimentos vigorosos e outros mais suaves, como o roçar do seu cabelo pelo peito dele, por exemplo. Dedique muita atenção a cada parte do seu corpo, esteja atenta às reações dele a cada tipo de toque e descubra as suas zonas erógenas, aquelas que surtem reações de prazer. Não vá logo diretamente à área genital, dedique-se antes a todas as outras zonas, como pescoço, ombros, costas, braços, pernas, pés, barriga, peito… não tenha pressas nem seja repetitiva, descubra o corpo dele aos poucos, como se estivesse a fazer um puzzle.

 

Os toques leves inesperados podem ser poderosamente eróticos, especialmente se alternados com movimentos mais intensos. Agarre, mordisque, beije, lamba… sem limites. O único limite, que deverá estabelecer desde logo, é apenas um: ele não pode tocar-lhe a si. Não tem de esquivar-se a qualquer toque dele, como é óbvio, mas não deixe que ele inverta o jogo e passe a comandar as operações.

 

Dia 7 – Em banho-maria

Hoje não lhe diga nada. Se ele lhe ligar atenda de forma simpática e carinhosa mas seja breve. Não lhe dê hipótese de estar consigo, mostre que é uma mulher ocupada e, dizendo-lhe que lamenta, diga-lhe que não vai ser possível vê-la. A ideia é deixá-lo confuso e inseguro, sentindo que se calhar você perdeu o interesse nele ou já não se sente tão empenhada na conquista. Isso fará com que ele a deseje mais e se empolgue ainda mais da próxima vez que estiverem juntos. Procure combinar um encontro para daí a dois ou três dias e, durante esse tempo, não seja nem gelada (não desapareça por completo) nem demasiado carinhosa. Seja um pouco desprendida e lembre-se, o objetivo é deixá-lo confuso e com vontade de lutar para a conquistar.

 

Dia 8 – Boca a boca

Neste dia apareça de surpresa ao lado do carro dele, quando ele sair do trabalho. Diga-lhe que o vai levar a passear… no seu carro. Leve-o para um sítio onde estejam à vontade e tenha a certeza que não serão vistos (mas cuidado, não ponham em risco a vossa própria segurança!). O dia de hoje vai fazer o sangue dele fluir e o coração bater a uma velocidade que ele nunca imaginou. Depois dos beijos e das carícias e de o levar à loucura com os seus dedos, chegou o momento de o fazer… com a boca.

 

Dia 9 – Corpo a corpo

Hoje irá, finalmente, deixá-lo chegar ao "topo da montanha". Depois de oito dias de expetativa e de restrições, ele irá finalmente desembrulhar o tão desejado presente. Os homens acham extremamente excitantes as mulheres que se despem sem qualquer pudor.

Ao preparar-se para esse grande momento, tenha em mente que:

- A maior parte dos homens prefere lingerie de renda e acha a depilação total ou o triângulo invertido mais excitantes.

- Vê-la mexer o seu corpo enquanto fazem amor vai provocar-lhe arrepios de um prazer indescritível.

 

Sugestões:

- Sente-se em cima dele, voltada de costas, e acaricie os testículos e a área genital com os dedos, indo desde a base do escroto até ao pénis, e fazendo depois o caminho inverso.

- Besunte um dos seus seios com lubrificante e, segurando-o com a mão, deslize com o mamilo desde os testículos até à ponta do pénis, desenhe círculos na cabeça do pénis e volte a descer.

 

Evite:

- Esconder partes do seu corpo, isso desmotiva-o. Aceite-se como é e mostre-se sem pudor e com orgulho. Uma mulher que não tem vergonha do seu corpo é incomparavelmente excitante.

- Gritar demasiado alto. Embora os gemidos e barulhos sejam estimulantes, se forem exagerados surtem o efeito contrário.

- Se é a vossa primeira vez juntos abstenha-se de usar vibradores ou outros brinquedos eróticos, que devem ser usados quando houver uma maior cumplicidade entre vós. Evite também as palmadinhas e outros mimos mais arrojados.

 

Dia 10 - A recompensa

Hoje ele terá direito a saborear o tão merecido prémio, conquistado arduamente e com uma espera paciente. Faça-se convidada para a casa dele e, quando lá chegar, sussurre-lhe ao ouvido: "Faz o que quiseres comigo!" Dê largas à imaginação e desfrute em pleno do prazer a dois.

Inverter os papéis

shutterstock_135849461.jpg

 

Porque o amor é dar e receber, peça ao seu querido que retribua o mimo e lhe faça a si sexo oral de chorar por mais. Como? "esqueça-se" da revista aberta nesta página em cima da mesa e deixe que ele a veja quando estiver sozinho. Se não resultar, experimente sussurrar ao ouvido dele, com voz quente "quero sentir a tua língua em mim… agora!" ou, numa abordagem menos direta, diga-lhe que adora os beijos dele, e que gostava ainda mais de os sentir noutra parte do seu corpo. Se não se sente à vontade porque tem medo que o cheiro da sua vagina não seja atraente comece por lhe propor um banho demorado a dois.

 

Por ser uma região particularmente sensível, a mulher sente qualquer variação na pressão e no ritmo dos movimentos exercidos na área vaginal e em especial no clítoris. Assim, é essencial captar as sensações que a mulher está a sentir para saber se deve mudar o ritmo ou tocar noutro sítio. Se ela estiver a gostar, as coxas e a pélvis irão relaxar e "oferecer se ão" ainda mais. Se, pelo contrário, ela se sentir desconfortável, irá naturalmente retrair-se, afastando-se mesmo que sutilmente.

Sexo oral à la carte

lips-mouth-saliva-tongue-2525380-1920x1200.jpg

 

"Dar um linguado"… nos lábios vaginais. Peça ao seu mais-que-tudo que repita "em baixo" exatamente o mesmo que faz com a sua boca…

 

Dentadinhas de amor - com muito cuidado para não aleijar, umas dentadinhas aqui e ali – ao de leve – podem surtir resultados inesperados.

 

"Cornetto de amor" - peça-lhe que imagine que está a comer um cornetto e que a sua língua reproduza os mesmos movimentos de quando está a lamber o fundo do cone de bolacha…

 

Variações de ritmo - quer seja ao lamber, quer seja ao chupar, as diferenças de intensidade e de ritmo provocam espasmos de prazer.

 

Quente e frio - soprar ar quente, afastar-se da entrada da vagina e soprar ar frio.

 

Borboletas e esquimós - o leve roçar das pestanas dele e os famosos "beijos de esquimó" – em que o nariz esfrega levemente a pele – causam calafrios muito agradáveis. Com a língua, entra e sai da vagina ou da parte interior dos lábios, "penetrando-a".

Rapidinhas

Fotolia_67774782_Subscription_Monthly_M.jpg

 

Sexo oral para a mulher

Porque o amor é dar e receber, peça ao seu parceiro que ofereça um mimo especial. Uma dica: "esqueça-se" da revista aberta nesta página em cima da mesa e deixe que ele a veja quando estiver sozinho. Se não resultar, experimente sussurrar-lhe ao ouvido, com voz quente "quero sentir a tua língua em mim… agora!" ou, numa abordagem menos direta, diga-lhe que adora os beijos dele, e que gostava ainda mais de os sentir noutra parte do seu corpo. Oriente-o e partam à descoberta deste momento tão íntimo e que vos irá dar tanto prazer.

 

Para a levar ao sétimo céu…

* Faça-lhe cunnilingus, é a técnica utilizada nas mulheres. O homem deve começar por acariciar e beijar o corpo a partir da boca e no sentido descendente, ou estando deitado por baixo da mulher e começando por beijar, lamber e cheirar as suas pernas e interior das coxas, usando as mãos para acariciar o exterior das coxas.

* Movimente as mãos ao longo da virilha e acaricie gentilmente os pelos púbicos. As coxas começarão a abrir-se ainda mais com a excitação, revelando os lábios interiores e exteriores da vagina.

* Afaste os grandes lábios e descubra o clítoris, mova suavemente a língua para a frente e para trás, para dentro e à volta da área. Chupe a ponta do clítoris delicadamente.

* Insira um dedo dentro da vagina, depois lubrificando a área do clítoris com saliva, continue a lamber. Varie a velocidade.

 

Beijo à "francesa"

Peça ao seu mais-que-tudo que repita "em baixo" exatamente o mesmo que faz com a sua boca…

"Gelado do amor"

Peça-lhe que imagine que está a comer um cornetto e que a sua língua reproduza os mesmos movimentos de quando está a lamber o fundo do cone de bolacha…

Espasmos de prazer

Quer seja ao lamber, quer seja ao chupar, as diferenças de intensidade e de ritmo provocam espasmos de prazer.

Quente e frio

Soprar ar quente, afastar-se da entrada da vagina e soprar ar frio.

Intenso

Com a língua, entra e sai da vagina ou da parte interior dos lábios, "penetrando-a".

Beijos na cozinha

French_Kiss.JPG

 

Convide o seu parceiro para jantar em sua casa. Prepare um soufflé de chocolate e peça-lhe que chegue a sua casa enquanto o soufflé ainda estiver no forno. Desta forma ele terá a oportunidade de a ver em ação. Realize o molho do soufflé de chocolate nesta altura. Ele vai querer ajudar – o chocolate é um poderoso afrodisíaco, e o cheiro vai despertar os seus sentidos. No momento certo, prove o molho de chocolate com uma colher (ou ofereça para ele provar), depois dê-lhe um saboroso beijo. Desta forma, talvez fique inspirada para usar o molho de chocolate para o seu prazer criativo... É esse, claro, o seu objetivo para a noite! Vocês tornar se ão num só com esta sobremesa. Seja brincalhona e sexy; estes beijos na cozinha são irresistíveis.

Será prejudicial para o casamento não ter relações frequentemente?

s_2099865b.jpg

 

"Dei por mim a pensar se será prejudicial, para o meu casamento, não ter relações sexuais com frequência. A nossa vida mudou nos últimos anos, temos vindo a ter cada vez menos vezes relações sexuais, e tenho receio que isto possa ter repercussões negativas e acabe por ditar o fim do nosso casamento. É possível que assim seja?"

Mário, Santo Tirso

 

Caro Leitor,

As pessoas têm tendência a diminuir a frequência das relações sexuais com o avançar do tempo. No início de uma relação, existem maiores probabilidades de terem relações sexuais mais vezes do que com o passar dos anos. No entanto, desde que estabeleçam um padrão de frequência dessas mesmas relações e que ambos concordem, não existe preocupação para tal. Não se preocupe tanto com o aspeto sexual da vossa relação, pois apesar de ser importante, não é o principal fator determinante do sucesso de uma relação. A longevidade de uma relação depende de muitos fatores, nomeadamente da qualidade do relacionamento durante o dia a dia, dos interesses que possuem em comum, dos filhos, da intensidade com que cada um investe na relação, seja esta de que forma for e, evidentemente, se gostam um do outro. A frequência das relações sexuais depende de inúmeros fatores e os estudos efetuados neste sentido revelam que a passagem do tempo provoca um declínio natural no ritmo das relações. Existem ações que poderão, de certa forma, colmatar esta falta, como gestos de carinho e ternura, beijos e elogios que demonstrem o verdadeiro afeto que nutrem um pelo outro.

“O que se passa comigo?”

 

Há 2 anos namoro com um rapaz e há 8 meses tivemos relações sexuais pela primeira vez. Correu bem e com muita cautela, fui ao medico antes, receitou-me exames e orientou-me sobre as sensações que possivelmente iria ter... Eu já tomava anticoncepcional desde os meus 14 anos, porque a minha menstruação tem um fluxo muito forte. O meu namorado entretanto fez uma cirurgia e passamos mais de dezoito dias sem ter relações e quando o médico dele o permitiu de novo,  eu não sinto vontade nenhuma, nenhum desejo. Quando tentei forçar senti muitas dores e continuo a sentir e sinto que a minha vagina está com um odor diferente, com muito corrimento.

É normal eu sentir essa falta de interesse por ele? Gosto de beijar, abraçar, mas quando passa para a parte mais quente peço que pare e tenho vontade de chorar. Tenho medo que seja alguma infecção!”

Marta, Leiria

 

  

 

Cara leitora,

 

O seu caso apresenta tantas coisas que deve mesmo falar abertamente com o seu médico para melhor o esclarecer. O facto de fazer contracepção é positivo, para ficar descansada quanto a possíveis gravidezes indesejadas, mas não a protege de contrair infecções sexualmente transmissíveis e isso pode ainda preocupá-la.

 

Não sei como reagiu às suas primeiras relações sexuais, se gostou, se se sentiu confortável, como ficaram depois. Não sei a causa da cirurgia do seu namorado e se pode relacionar-se com a sua falta de desejo. Também não sei se a vossa relação sofreu alguma mudança nesses dias em que não tiveram relações. Qualquer um destes factores pode influenciar o seu desejo sexual e a sua vontade de ter sexo.

 

Reflicta um pouco, sozinha ou acompanhada, sobre o que poderá estar a ter impacto nos seus sentimentos em relação à sexualidade.

 

No que toca a dores, odores e corrimento tem mesmo de fazer um diagnóstico presencial com um médico, pois pode ter desenvolvido apenas algumas bactérias vaginais (a vagina como mucosa tem uma flora vaginal que pode desequilibrar-se e dar tais sintomas), como pode ter sido infectada com uma infecção sexualmente transmissível e estar a reagir negativamente ao sexo por lhe causar dores. 

 

 

“Sonho que estou a beijar mulheres!”

“Tenho sonhado várias vezes que beijo mulheres. Para mal dos meus pecados eu até gosto. No início achei piada, mas agora estou a ficar preocupada. Será que a minha orientação sexual está a mudar?”

 

Rute, Alcobaça

Cara Leitora,

O facto de sonhar com mulheres e, principalmente, de beijá-las foi uma novidade que surgiu na sua vida de uma forma repentina e por isso, inicialmente, foi do seu agrado. Talvez esse sonho tenha sido a indicação que deseja ter uma vida sexual mais apimentada, mas não quer dizer necessariamente que esteja a mudar de orientação sexual. Neste sentido, não dê tanto valor a esses sonhos. Interprete-os, antes, como um sinal de mudança. Procure introduzir novidades na sua rotina sexual. Por exemplo, vá a uma sex-shop e explore tudo aquilo que poderá trazer algum dinamismo à sua performance sexual. Assim sendo, evite ficar com ideias pessimistas em mente. Procure viver a sua sexualidade com prazer e satisfação e cabe-lhe a si fazer com que a monotonia se instale no seu dia-a-dia.

“De olhos bem abertos.”

“Comecei a sair com um rapaz por quem me sinto bastante atraída, ele é muito sexy e envolvente. Mas uma coisa que me deixa um bocado confusa é que já nos beijámos algumas vezes, e ele abre muito os olhos quando me beija. Uma amiga disse-me que as pessoas que beijam de olhos abertos não são de confiança… Eu beijo naturalmente de olhos fechados (a não ser para espreitar e ver se ele está de olhos abertos) e gostava de saber se beijar de olhos abertos representa algo em especial.”

Cátia, Barreiro

Cara leitora,

Não se preocupe pois muito provavelmente o seu namorado só quer ver bem quem está a beijar! Há pessoas que se sentem especialmente estimuladas pelo que veem, pelo que não há nada de extraordinário em ser beijada por alguém que gosta de a ver enquanto a está a beijar! A experimentação é sempre algo de excitante, por isso dê largas à imaginação e faça as coisas de forma diferente. Já pensou no que está a perder por agir sempre do mesmo modo? Feche os olhos se isso lhe dá mais prazer ou abra-os quando assim desejar, o prazer erótico e todo o tipo de atividades que o envolvem tem muito a ver com dar largas à imaginação e descobrir coisas novas! Algumas pessoas preferem fechar de olhos fechados porque isso as faz concentrarem-se melhor no beijo, sem serem distraídas pelo que se passa à sua volta. Por outro lado, olhar olhos nos olhos a pessoa que beija pode ser um pouco intimidante ao início, mas cria uma cumplicidade muito maior entre o casal. 

Kama Sutra

O Beijo de Fechadura

O beijo de fechadura acontece quando um dos parceiros "toma ambos os lábios do

outro entre os seus". Uma mulher, todavia, "só recebe este tipo de beijo de um homem que

não tenha bigode". E na ocasião desse beijo, se um deles tocar nos dentes, na língua e no

palato do outro com a sua língua, isso é chamado de "duelo das línguas". Do mesmo modo,

os dentes de um podem ser pressionados contra a boca do outro.



 

O Beijo que Acende o Amor

Como seu nome sugere, esse é um beijo que uma mulher pode usar para excitar seu amante

quando ele está adormecido e ela sente desejo: "Quando uma mulher olha para o rosto do

amante adormecido e o beija para demonstrar sua intenção ou desejo, isso é chamado de

”beijo que acende o amor.

 

 

 

(Kama Sutra)