Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Há risco de gravidez sem penetração?

A-Ejaculação-Precoce-Não-pode-te-Atrapalhar.jpg

 

"Gostaria de saber quais as probabilidade de uma mulher engravidar apenas com o contato direto da vagina com o pénis, mesmo que não haja ejaculação nem penetração?"

Mariana - Vila Nova de Gaia

 

Cara leitora,

As probabilidades não são muito grandes de acontecer uma gravidez, apenas com o contato genital, mas pode acontecer, se o homem tiver já libertado líquido pré-ejaculatório (a lubrificação que sai antes da ejaculação) e se o contato entre os genitais for bastante direto, sem qualquer roupa nem proteção. Lembre-se que mesmo que a gravidez não aconteça as infeções sexualmente transmissíveis podem ser transmitidas numa situação como a que descreve, pelo que a proteção com o preservativo é desejável. 

 

Orgasmos sem ejaculação?

couple-make-love.jpg

 

"Gostava de saber como é que o sexo tântrico funciona exatamente… Ouvi dizer que leva a um orgasmo muito intenso, sem ejaculação, mas gostava de saber mais pormenores… Como é que isso é possível?"

 Cláudio - Setúbal

 

Caro leitor,

As tradições religiosas tântricas encontram-se no hinduísmo e no budismo e veneram as divindades relacionadas com a energia sexual cósmica. O yoga tântrico defende a ideia de que uma "veia" enorme sobe desta a parte do fundo da espinha, onde repousa a kundalini, ou poder, até à mente, o pico mais elevado, simbolizado pelo lótus. No tantra, a maior fonte de energia que existe no universo advém das relações sexuais ritualizadas e o orgasmo é considerado uma experiência cósmica e divina. A prática tântrica chamada "karezza" envolve uma relação prolongada, sem ejaculação. Para tal, as posturas são trabalhadas, a meditação, o controlo da respiração e a pressão dos dedos são usadas como forma de perpetuar o clímax sem chegar à ejaculação. Estes orgasmos sem ejaculação trazem muito prazer e permitem que a relação sexual continue. Requer, no entanto, preparação e conhecimento da técnica. Fisiologicamente isto é possível porque o clímax e a ejaculação implicam duas funções distintas e, embora aconteçam em simultâneo, o orgasmo não precisa da ejaculação para ser considerado como tal.

Não quero que ele ejacule na minha boca!

Embora eu goste de fazer sexo oral ao meu namorado não gosto nada que ele ejacule na minha boca, pois acho desagradável e desconfortável. Há alguma forma de impedir que isso aconteça, sem ter de parar? Como posso prever que ele vai ejacular?

Cláudia, Odivelas

 

 

Cara leitora,

 

Uma vez que não há duas pessoas iguais, a comunicação é o meio mais eficaz para poder evitar algo que lhe desagrada. Não há um tempo definido para um homem ejacular, nem procedimentos a seguir quando se faz sexo oral, e a expressão do prazer varia de pessoa para pessoa. Assim, a melhor forma de antecipar a ejaculação do seu parceiro consiste em prestar atenção aos sinais que ele emite, aprendendo a reconhecer aquilo que precede a ejaculação dele e que poderá identificar através da forma de expressão dele, única e diferente dos outros. Podem, também, estabelecer um código de palavras que ele diz quando está prestes a ejacular. A relação sexual deve sempre trazer prazer aos dois, por isso fale abertamente com ele e esclareça que embora goste de lhe fazer sexo oral não gosta de engolir o sémen, algo que ele aceitará pois também é do seu interesse que você sinta prazer. É importante definirem uma forma de ele a avisar, e também estar atenta à linguagem corporal dele e aprender a interpretá-la, pois o tempo de ejaculação de um homem também varia consoante o seu nível de stress, fadiga, excitação, entre outros.

 

 

“Demoro muito a ejacular…”

 

Tenho 28 anos e demoro muito tempo a ejacular. Gostaria de saber se é normal, acontece apenas de vez em quando, mas é preocupante pois ainda sou muito novo para ter problemas de ejaculação! Sinto-me constrangido pois às vezes a minha namorada perde a lubrificação com a minha demora.”

 

Cláudio, Porto

 

Caro leitor,

O tempo da ejaculação depende de homem para homem e da pessoa com quem está a ter relações sexuais – o que é lento e demorado para uns pode ser curto e rápido para outros. Saiba que uma relação sexual, desde o momento da penetração até à ejaculação e sem contar com os preliminares, dura para a maioria dos casais de 3 a 13 minutos. Conversas públicas muitas vezes criam-nos expectativas irrealistas e podem deixar-nos insatisfeitos com situações perfeitamente normais.

Existe uma perturbação sexual chamada ejaculação retardada, em que o homem sente bastantes dificuldades em ejacular, mas tal deve ser diagnosticado em consultas presenciais e por especialistas em sexologia. Algumas causas desta perturbação podem ser medicamentos que esteja a tomar (como por exemplo alguns anti-depressivos), por isso se for esse o seu caso, consulte o seu médico e explorem a possibilidade de alterar a medicação ou a sua dose. Procurem experimentar novas formas de viver a relação sexual: juntar lubrificante (há de vários tipos, que aumentam a circulação sanguínea, líquidos, pomadas, com diferentes aromas…), ter o orgasmo com masturbação em vez da penetração vaginal, sexo oral, e mesmo a utilização de um vibrador para ajudar a estimular e atingir o orgasmo mais rapidamente - falem um com o outro sobre questões que vos preocupem e possam interferir com o prazer de estarem juntos.

“Como é que as mulheres ejaculam?”

 

“Sou um homem de 37 anos sexualmente ativo e interessado em proporcionar o máximo de prazer às mulheres com quem me envolvo. Tenho ouvido falar em ejaculação feminina e gostava de saber exatamente em que consiste.”

 

Sérgio, Braga

Caro leitor,

A ejaculação feminina é um assunto que já provocou alguma controvérsia, porque o fluido em questão é expelido pela uretra após o orgasmo, o que fez com que se pensasse tratar de um descontrolo urinário. Hoje em dia com as pesquisas e estudos efetuados acredita-se que o fluido ejaculado é produzido pelas glândulas de Skene, localizadas perto da uretra da mulher e feitas de um tecido que é semelhante na sua composição à próstata do homem. Embora naturalmente não contenha sémen, o líquido ejaculatório feminino tem semelhanças na sua composição com aquele que é ejaculado pelo homem. As mulheres que experienciam a ejaculação feminina e os orgasmos intensos que geralmente a acompanham sentem um enorme prazer.

“Ele ejacula tarde!”

ejaculaç

 

Enquanto que eu atinjo o orgasmo bastante depressa, o meu marido demora bastante tempo a atingir o orgasmo. Será que estou a fazer alguma coisa errada?”

Inês, Évora

Cara Leitora,

Não se sinta preocupada pelo facto de o seu marido demorar mais tempo a ejacular do que você, pois certamente isso não está relacionado com nada que a leitora esteja a fazer. Cada pessoa demora o seu tempo até atingir o orgasmo e são raras as vezes que um casal consegue atingir o clímax simultaneamente. Existem factores que podem contribuir para que o homem demore mais tempo para ejacular, nomeadamente a toma de medicamentos para a depressão e ansiedade. Alguns destes medicamentos chegam a ser receitados a homens que sofrem de ejaculação precoce. Se o seu marido estiver sob o efeito de algum tipo de medicação, aconselhe-o a consultar o médico e a perguntar quais os efeitos que esses medicamentos podem ter na sua vida sexual. Se necessário, peça ao médico que lhe receite uma medicação diferente. 

Ejaculo com muita rapidez

impotenza2.jpg

 

"Quando tenho relações sexuais ejaculo muito rapidamente e não tenho a mesma reação sexual que tinha dantes. Isto aconteceu de um momento para o outro, mas tenho apenas 28 anos, o que me deixa muito assustado."

Manuel - Faro

 

Caro leitor,

Os problemas sexuais podem surgir repentinamente, depois de uma experiência que correu mal e que ficou marcada na memória. A ansiedade de antecipar o que pode voltar a acontecer pode levar a que aconteça o mesmo, pois está preocupado e menos dedicado a sentir prazer. Por outro lado, outros fatores podem influenciar a sua capacidade de ter relações sexuais e a penetração: ter um problema, estar cansado, ter bebido muito álcool. Tente abstrair-se de problemas, relaxar, não partir logo para a penetração mas demorar nas carícias, sentir o corpo da outra pessoa e o prazer e satisfação que lhe pode oferecer, descobrir as suas zonas erógenas preferidas… Apesar destas sugestões úteis, penso que deveria consultar um especialista, que lhe esclareça esta questão e lhe dê um apoio presencial, pois pode prevenir que este problema continue e o faça sentir-se cada vez pior consigo próprio e nas suas relações sexuais. Não tenha vergonha, a ejaculação precoce ou prematura é muito frequente em homens de muitas idades e tem tratamento.

É normal gostar muito de sexo aos 40 anos?

canstockphoto4679714.jpg

 

Tenho 40 anos e gosto muito de sexo. Penso mais do que faço. Gostaria de saber se há alguma indicação ou estudo sobre a quantidade de relações por mês num casal pela minha idade. Será normal de três em três meses? Outro dia, quando estava a iniciar, durante os preliminares, quando beijava e tocava, ejaculei em poucos segundos. Terei algum problema? Fiquei de rastos, apesar da compreensão da minha mulher.
Bento Aguiar - Maia

 

Caro leitor,

De uma forma geral casais entre os 20 e 50 anos de idade têm relações sexuais em média entre 1 e 3 vezes por semana, com estudos diferentes indicando valores diferentes. É difícil determinar o que é muito ou pouco sexo entre um casal, pois cada caso é um caso, e cada casal tem a sua frequência ideal, ou seja, o que é considerado normal e satisfatório para si, pode não o ser para outro casal e vice-versa. Dessa forma, se tanto você como a sua esposa estão satisfeitos em ter relações sexuais de 3 em 3 meses, então, não existe nenhum motivo para preocupação. No entanto, uma vez que não tem relações sexuais com bastante frequência vai ter o problema da ejaculação precoce, ou seja a sua sensibilidade vai estar bastante elevada e por isso vai ejacular mais cedo do que deseja. Por isso aconselho que tente ter relações sexuais com um pouco mais de frequência se deseja resolver o problema da ejaculação precoce, ou tente masturbar-se com mais frequência, e dessa forma não vai estar tão excitado quando tiver relações com a sua esposa.

Sexo na Terceira Idade

universo-jatoba-sexo-terceira1.jpg

 

Apesar da informação ser, muitas vezes, escassa a verdade é que o desejo sexual, a ereção, a lubrificação ou a ejaculação não terminam à medida que a idade vai avançando.

 

Tanto o homem como a mulher podem ser potencialmente ativos a nível sexual até ao fim da vida. É normal, no entanto, que necessitem de mais estímulos, pois há certamente algumas mudanças fisiológicas que merecem também algumas mudanças a nível de ação. Muitas vezes, é até mesmo o pessimismo ou a ansiedade (de não ser capaz) que geram o fracasso sexual.

 

Existe ainda um preconceito em relação às pessoas mais velhas que deve e tem que ser ultrapassado. E há ainda que ter em conta que se a quantidade de vezes com que pratica sexo diminui com a idade, não significa que o desejo sexual desapareceu.

 

A qualidade deve, nesta altura, passar a ser muito mais importante do que a quantidade, esta sim tão importante para os mais jovens. O homem é potente sexualmente e consegue ter uma ereção até estar vivo, e consegue igualmente ejacular até aproximadamente aos 100 anos.

 

Existe ainda a ideia errada de que a mulher, depois de deixar de menstruar, deixa também de ter desejo sexual. Uma ideia formada na sociedade e que está completamente errada.

 

A menopausa não interfere em nada com o desejo sexual ou com a capacidade da mulher de continuar a ser atraente e sensual. Existem sim, nesta fase, algumas alterações na mulher que se prendem com a redução da lubrificação e da mucosa vaginal, mas que podem ser colmatadas também com o aumento de preliminares antes da penetração, capazes de estimulá-la mais facilmente.

 

Tal como o homem, a mulher pode ser sexualmente activa até ao final da vida. Quando entra na terceira idade, tanto ele como ela só necessitam aprender a explorar melhor o todo o seu potencial sexual!

“Há risco de gravidez sem penetração?”

 

Gostaria de saber se uma mulher tem muitas probabilidades de engravidar apenas com o contacto directo da vagina com o pénis, mesmo que não haja ejaculação nem penetração?”

 

Mariana, Vila Nova de Gaia

 

Cara leitora,

As probabilidades não são muito grandes de acontecer uma gravidez, apenas com o contacto genital, mas pode acontecer, se o homem tiver já libertado líquido pré-ejaculatório (a lubrificação que sai antes da ejaculação) e se o contacto entre os genitais for bastante directo, sem qualquer roupa nem protecção.

Lembre-se que mesmo que a gravidez não aconteça as infecções sexualmente transmissíveis podem ser transmitidas numa situação como a que descreve, pelo que a protecção com o preservativo é desejável.