Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Clítoris inchado

 

 

Tenho 17 anos e cada vez que eu e o meu namorado curtimos ele toca-me no clítoris, mas eu nunca atinjo o orgasmo, o problema é que passados alguns dias este ainda está inchado e dói-me. O que será que devo fazer?

 

Margarida, Alcácer do Sal

 

Cara leitora,

Quando as mulheres estão sexualmente excitadas dá-se um aumento da circulação sanguínea na zona genital, e algumas mulheres atingem o orgasmo e outras não. No seu caso, a leitora fica excitada mas acaba por não atingir o orgasmo, o que se deve à sua pouca idade e inexperiência sexual. Por isso não se preocupe pois uma vez que conheça melhor o seu corpo, vai ver que se tornará mais fácil sentir prazer sexual. Quanto ao inchaço do seu clítoris este deve ser devido a um excesso de estimulação por parte do seu namorado, por isso fale com ele para que a estimule de forma mais gentil e durante menos tempo. Experimente também utilizar um gel lubrificante durante a masturbação mutua, ou experimente guiar a mão do seu namorado, para que ele saiba onde e de que forma a deve tocar sem causar desconforto.

Estimulação anal para homens!


 

Estou casada há dois anos e gostaria de inovar a nossa vida sexual através de estimulação anal ao meu marido. Será que isso é muito atrevido, será que ele vai gostar?

 

Nicole, Madeira

 

Cara Leitora,

O que é considerado muito atrevido para alguns, é o pão-nosso de cada dia para outros. Existem muitos casais que praticam esse tipo de estimulação e existem de facto muitos homens que, independentemente da sua orientação sexual, deliram com essa prática, chegando mesmo a atingir o orgasmo sem necessitar de mais nenhum tipo de estimulação. Por isso não se preocupe com rótulos e seja inovadora na cama com o seu marido. A estimulação anal em homens deve ser feita sempre com a utilização de um lubrificante e de forma gradual e cuidadosa. Experimente e verá que o seu marido vai gostar.

 

Sexo oral

 

O Clítoris é talvez o ponto mais sensível no corpo da mulher. Quando um homem aprende a preencher a sua amante desta forma é provável que a sua satisfação aumente tanto como a dela.
A chave para tirar completo proveito da sensibilidade do clítoris dela é o uso controlado da língua, lábios, dentes e dedos. A mulher sentirá imediatamente as mais pequenas mudanças de pressão, velocidade, movimento e direcção.
Qualquer que seja a técnica com que se inicie, convém sentir a reacção da mulher – incluindo a resposta do clítoris – o que ela gosta e o que não gosta. Por exemplo, durante o sexo oral, se uma mulher gosta do que o parceiro está a fazer, a sua pélvis e coxas relaxarão e ela oferecer-se-à mais à sua boca. Se ela sentir desconforto – provavelmente de pressão a mais – ela recuará ou tentará empurrar a sua cabeça para trás. Neste caso, o homem deverá suavizar o toque. Se o clítoris dela aumentar, é porque gosta do que lhe está a fazer. Se ela se retrair é porque não gosta.
 
É importante o homem praticar nos seus próprios dedos para experimentar as diferentes técnicas. Deve usar os lábios e, por vezes, os dentes (suavemente!) para segurar o dedo de forma que fique firme enquanto a língua lhe toca. Logo que a pressão crescente dos seus lábios e dentes provoque uma sensação na ponta do dedo, pode fazer o mesmo no clítoris dela. Se a mulher preferir pouca ou nenhuma pressão dos lábios e dentes, o homem deve experimentar tocar com a língua no dedo sem pressão adicional dos lábios e dentes.
 
Os movimentos da sua boca e lábios podem ser em círculos, em oito, em toques para cima e para baixo, para a esquerda e para a direita… A ajuda dos dedos pode ser preciosa para abrir os lábios e melhor chegar ao clítoris, para massajar a região púbica, para penetrar a vagina (à entrada é onde há mais terminações nervosas), para estimular o ânus.
 
Baseado no livro de Kim Cattrall e Mark Levinson, "Satisfação – A Arte do Orgasmo Feminino", ASA Editores, 2007