Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Apaixonei-me pela namorada do meu melhor amigo!

free-wallpaper-22.jpg

 

"Tenho 30 anos e desde sempre repudiei as traições. Porém, há cerca de 6 meses percebi que estou apaixonado pela namorada do meu melhor amigo. Não soube como lidar com a situação, ela sente o mesmo por mim mas não quer terminar com o namorado por causa da família de ambos, e por isso temos mantido um caso em segredo já há algum tempo. Odeio-me pelo que estou a fazer, mas não consigo evitá-lo. Não sei o que fazer!"

João - Lisboa

 

Caro leitor,

Sem saber como viu-se numa situação que sempre reprovou, isto é, acabou por se envolver com a namorada do seu melhor amigo e agora não sabe o que fazer. Porém, agora vê-se sem muitas alternativas, pois sente-se incomodado com a situação gerada, mas, também, não consegue deixá-la pelo facto de estar apaixonado. Apesar de estar a viver uma situação complicada cabe-lhe a si refletir no que deseja para a sua vida daqui a frente, visto que a pessoa que ama não pretende deixar o seu amigo para ficar consigo. Pense na sua felicidade e veja se vale a pena estar a investir numa relação em que vai estar sempre em segundo plano.

“Sou lésbica, e agora?”

 

“Tenho 20 anos e descobri recentemente que sou lésbica. Iniciei um relacionamento com uma mulher um pouco mais velha e experiente do que eu, e embora tudo esteja a correr bem entre nós não sei como contar à minha família e amigos, especialmente aos meus pais, pois acho que vão reagir mal.”

 

Liliana, Leiria

 

Cara Leitora,

Apesar de existir socialmente uma maior abertura, a questão da homossexualidade continua a ser um assunto tabu e rejeitado por muitas famílias. Neste sentido, é natural o seu receio em abordar esta questão com os seus pais. A maior expectativa dos pais é quase sempre que os filhos se casem e lhes dêem netos de modo a alargar a família. Por isso, muitas vezes, falar de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo revela-se bastante complicado.

Tente compreender a posição dos seus pais, não é fácil aceitar e lidar com uma situação que em nada tem a ver com aquela que idealizaram. Procure mostrar-lhes, de forma cautelosa, que a sua felicidade está junto da pessoa que ama, independentemente do seu sexo. Mostre-lhes que compreende a posição deles, mas peça-lhes que compreendam também os seus sentimentos. Certamente que, por gostarem de si, entenderão e respeitarão a sua decisão. Não desista de lutar pela sua felicidade!

 

Ele trabalha demais!

happy-couple-romance-lyubov.jpg

 

"O meu marido é responsável pela gestão de um hospital, o que faz com que se dedique inteiramente à carreira profissional e nem queira ouvir falar em ter filhos. Ele trabalha demais e eu já não sei como lidar com a situação!"

Joana - Castelo Branco

 

Cara leitora,

As exigências da sociedade atual fazem com que muitas pessoas alterem a sua rotina diária favorecendo a vida profissional em detrimento da vida familiar, verificando-se, então, uma mudança nos padrões sociais inicialmente estipulados. Hoje em dia, algumas pessoas escolhem abdicar do desempenho do papel de pais em favor do prestígio e êxito profissional. Porém, apesar de o seu marido pensar assim, parece que a leitora discorda deste tipo de vida, gostaria que o seu marido trabalhasse menos horas e que constituíssem família. Nesse sentido, aconselho-a a ter uma conversa séria e frontal com o seu marido, dizendo que respeita a sua postura, mas que para si também seria muito importante ter uma família para lhe dar o seu amor e carinho. É fundamental que cheguem a um consenso que promova o equilíbrio e a felicidade do casal.

Ela é casada!

casamento.jpg

 


"Namorei sete meses com a mulher que julgava ser a minha alma-gémea, até que um dia descobri que ela era casada. Já tentei esquecê-la, mas não consigo, assim como não a consigo deixar. Acho que me apaixonei por ela. O que posso fazer para a esquecer?"
Jorge - Almoçageme

 

Caro leitor,

Sem qualquer intenção envolveu-se com uma pessoa casada e pelo que conta dá a entender que reprova esta situação. Porém, agora vê-se sem muitas alternativas, pois sente-se incomodado com a situação gerada, mas também não a consegue esquecer pelo facto de a amar bastante. Apesar de estar a viver uma situação constrangedora, sente-se realizado com a relação de ambos, ou seja, sente que está a viver a sua história de amor devido aos bons momentos que passam juntos. Por outro lado, encontra-se a viver um pesadelo pois está apaixonado por uma mulher casada com quem não pode casar ou constituir família. Porém, cabe-lhe a si refletir no que deseja para a sua vida daqui a frente, visto que a pessoa que ama não pretende deixar o marido. Pense na sua felicidade e veja se vale a pena estar a investir numa relação em que vai estar sempre em segundo plano.

Ter uma vida sexual activa depois dos 60 é errado?

homem-meia-idade-homem-1345730781328_956x500.jpg

 

"Tenho 65 anos e sou viúvo. Há um ano e meio que namoro uma senhora de 59 anos de quem gosto e com quem tenciono casar. Damo-nos muito bem e temos uma vida sexual bastante boa, no entanto as pessoas criticam-nos dizendo que somos "velhos demais" para essas coisas e que devíamos ter juízo. Será que eles têm razão?"

Adelino - Carnaxide

 

Caro leitor,

Claro que não! Ao contrário do que algumas pessoas mais jovens possam pensar, muitos homens e mulheres entre os 50 e 80 anos de idade continuam a ter relações sexuais, havendo mesmo quem afirme que sentem mais prazer agora do que quando eram mais novos. Há indivíduos no entanto que reduzem a sua atividade sexual nessas idades, mas por vezes isso é devido à dificuldade em encontrar parceiro, ou deve-se a pressões sociais como as que o leitor está a ser alvo, tabus a nível pessoal acreditando que não é correto ser sexualmente ativo, ou mesmo preocupações de saúde achando que o sexo pode causar doenças. É difícil estimar a atividade sexual em indivíduos de idades mais avançadas, pois tal como os adolescentes, eles tendem a reprimir e esconder a sua vida íntima com medo de serem criticados. Não se preocupe com aquilo que os outros pensam pois provavelmente têm ciúmes da sua relação. Aproveite a boa disposição da sua companheira, divirtam-se e vivam a vossa relação da forma que vos trouxer mais felicidade. Façam aquilo com o qual se sintam confortáveis.

Ritual de Atração

1269121_215753275251300_2112922176_o.jpg

 
Nem sempre a pessoa por quem caímos perdidamente apaixonadas corresponde da mesma forma e isso pode gerar uma sensação de frustração e de tristeza.

 

Esta magia é ideal para quem deseja atrair alguém especial. É fundamental que mantenha pensamentos positivos e alegres, e que aja conforme essa disposição positiva.

Vai precisar de:
• 2 cristais: 1 quartzo rosa e 1 quartzo azul
• Essência do amor
• 1 amuleto
• Pétalas de uma rosa
• 1 pedaço de papel e caneta
• Caixa pequena


No papel escreva o seu nome, a sua data de nascimento e da pessoa que gosta. Verta sobre o papel 7 gotas de essência, dobre em 4 partes e coloque dentro da caixa. Por cima do papel disponha as pétalas de rosa e os dois cristais. Feche a caixa e guarde-a num lugar especial, onde só você tem acesso. Traga o amuleto sempre consigo.


Pode fazer o ritual sempre que quiser encontrar o amor.