Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Masturbo-me em público para me aliviar do stress.”

 

Sou casado e tenho 46 anos. Tenho uma boa vida, mas sempre me atraiu masturbar-me em público. Consegui controlar isto toda a vida, mas agora gosto de sair do trabalho e ir para lugares públicos arriscar ser visto, por exemplo, parques de estacionamento com movimento, saídas de supermercados, semáforos… Tenho vergonha de mim próprio e muito medo das consequências, mas o prazer e a descarga que isto me dá são muito fortes.”

 

José Manuel, Vila Nova de Gaia

Caro Leitor,

A masturbação é um comportamento normal e que pode mesmo aliviar do stress em algumas situações. Do que conta o problema não é fazê-lo, mas os sítios e situações em que faz, pois as pessoas à sua volta não têm oportunidade de consentir vê-lo a mostrar a sua sexualidade. Saiba que é um crime e pode trazer-lhe complicações sérias, para além de que cada vez que o fizer ficará com mais sentimentos de culpa e, através da masturbação e do prazer que ele fisiologicamente lhe dá, aumenta a dificuldade de controlar o seu impulso e parar esses comportamentos por sua vontade.

Esse seu comportamento é chamado de exibicionismo e envolve a exposição dos seus genitais a estranhos, por vezes com a intenção clara de chocar ou surpreender o espectador – é considerado uma parafilia, ou seja, uma perturbação sexual e há tratamentos sexológicos para o ajudar a ultrapassar isso. Enquanto não os fizer, pode desde já masturbar-se na casa de banho do seu trabalho, antes de sair e sentirá uma satisfação, na sua privacidade e sem incomodar outros. Como é casado pode pedir igualmente ajuda à sua mulher, através do uso de fantasias nas vossas relações sexuais, em vez de recorrer a estranhos.

Procure ajuda com um especialista em sexologia, com ajuda verá que pode sentir-se melhor consigo mesmo e com a sua sexualidade, sem se colocar em perigo nem incomodar ninguém. 

"Tamanho do pénis"

O tamanho da mão do homem é igual ao
tamanho do seu pénis?

 

Gostaria de saber se é possível saber o tamanho do pénis de um homem através do tamanho da sua mão.

 

Cara Gina,

Realmente a sabedoria popular diz que o tamanho da mão do homem está directamente relacionada com o tamanho do seu pénis, mas lamento informá-la de que essa crença não tem fundamento. A única forma de saber o tamanho do pénis
de um homem é vê-lo despido, por isso nem o tamanho da mão, o tamanho do pé, o tamanho do nariz ou a altura são indicadores das dimensões do pénis de um homem.

Como atingir o orgasmo mais depressa?

De há alguns anos para cá tenho notado que levo cada vez mais tempo a atingir o orgasmo, havendo mesmo situações em ele não acontece. Acho isso estranho, pois nunca tive essa dificuldade antes. Será que vou perder a capacidade de ter orgasmos?”

Paulo, Vilamoura

Caro leitor,

essa situação acontece com mais frequência do que imagina. É normal que com o avançar da idade o homem comece a levar mais tempo a atingir o orgasmo, o que por vezes melhora a vida sexual do casal pois dá mais tempo à mulher para atingir o clímax. Essa situação é especialmente vantajosa para homens que sofram de ejaculação precoce, mas não tanto para homens que já naturalmente demorem algum tempo até atingir o orgasmo. Nesses casos o acréscimo de tempo natural da idade pode tornar-se um problema, o que parece ser o seu caso, fazendo com que em certas ocasiões o orgasmo chegue mesmo a não acontecer. Uma possível solução é aplicar um gel acelerador no pénis antes de iniciada a relação. Este gel vai aumentar o fluxo sanguíneo na área genital fazendo com que o homem fique mais sensível à estimulação, e atinja o orgasmo mais depressa. Em alguns casos a incapacidade em atingir o orgasmo, tanto no homem como na mulher, pode ser um efeito secundário de algum medicamento. Se achar que este pode ser o seu caso, consulte o seu médico e explore a possibilidade de ajustar a dose ou mudar de medicação.

 

“Eu não me masturbo… mas ela sim!”

“Tenho 24 anos e devo ser o único homem à face da Terra que nunca se masturbou, algo que para mim não representa qualquer problema, mas que incomoda a minha namorada. Ela não compreende nem acha normal, pois masturba-se pelo menos duas vezes por dia e muitas vezes insiste que eu veja. Ela acha que o meu comportamento não é normal porque diz que todos os homens se masturbam. É verdade?”

 

Tiago, Braga

 

 

Caro leitor,

Há sempre inúmeros mitos no que à sexualidade diz respeito. Um deles é o mito que diz que todos os homens se masturbam, e que as mulheres não o fazem. De forma simples e direta, deixe-me dizer-lhe que tanto o leitor como a sua namorada são ambos absolutamente normais. A decisão de proporcionar prazer a si próprio através da estimulação direta cabe-lhe a si, e embora muitos homens e mulheres o façam – ou digam que o façam – não há de ser a única pessoa à face da Terra que não o faz. O facto de a sua namorada querer que você a veja enquanto ela se masturba também não é estranho, pois alguns casais gostam de o fazer como forma de aumentarem a intimidade a dois. Deve questionar-se, isso sim, se esta questão da masturbação não denota outros problemas entre os dois, falta de comunicação no casal ou posturas diferentes no que ao sexo diz respeito. Aquilo que realmente importa neste caso é que tenham a capacidade de ter um diálogo honesto e frontal acerca da satisfação que ambos retiram da vossa vida sexual, para que esta possa ser melhor. Quem sabe não experimenta praticar a masturbação mútua com a sua namorada e até gosta? O respeito mútuo e a aceitação são alicerces fundamentais para qualquer relação. 

“Terei herpes genital?”

 

Há algum tempo que tenho uma vermelhidão e sinto ardor no pénis. Será que tenho Herpes Genital?"

Alexandre, Coimbra

 

Caro leitor,

É possível que se trate de Herpes Genital, pois esta doença causa os sintomas que descreve. Herpes provoca também febre e dor muscular, principalmente na primeira vez que se manifesta. Ao contrário de outras doenças transmitidas sexualmente a Herpes não tem cura, podendo o aparecimento de sintomas ser controlado através de medicação, mas o vírus permanece para sempre no organismo. Por isso é fundamental que use um preservativo “sempre” que tiver relações sexuais, caso contrário contagiará a sua parceira ou parceiro. É melhor consultar o seu médico o mais rápido possível para ter certeza do que se trata.

 

“Demoro muito a ejacular…”

 

Tenho 28 anos e demoro muito tempo a ejacular. Gostaria de saber se é normal, acontece apenas de vez em quando, mas é preocupante pois ainda sou muito novo para ter problemas de ejaculação! Sinto-me constrangido pois às vezes a minha namorada perde a lubrificação com a minha demora.”

 

Cláudio, Porto

 

Caro leitor,

O tempo da ejaculação depende de homem para homem e da pessoa com quem está a ter relações sexuais – o que é lento e demorado para uns pode ser curto e rápido para outros. Saiba que uma relação sexual, desde o momento da penetração até à ejaculação e sem contar com os preliminares, dura para a maioria dos casais de 3 a 13 minutos. Conversas públicas muitas vezes criam-nos expectativas irrealistas e podem deixar-nos insatisfeitos com situações perfeitamente normais.

Existe uma perturbação sexual chamada ejaculação retardada, em que o homem sente bastantes dificuldades em ejacular, mas tal deve ser diagnosticado em consultas presenciais e por especialistas em sexologia. Algumas causas desta perturbação podem ser medicamentos que esteja a tomar (como por exemplo alguns anti-depressivos), por isso se for esse o seu caso, consulte o seu médico e explorem a possibilidade de alterar a medicação ou a sua dose. Procurem experimentar novas formas de viver a relação sexual: juntar lubrificante (há de vários tipos, que aumentam a circulação sanguínea, líquidos, pomadas, com diferentes aromas…), ter o orgasmo com masturbação em vez da penetração vaginal, sexo oral, e mesmo a utilização de um vibrador para ajudar a estimular e atingir o orgasmo mais rapidamente - falem um com o outro sobre questões que vos preocupem e possam interferir com o prazer de estarem juntos.

“Como é que as mulheres ejaculam?”

 

“Sou um homem de 37 anos sexualmente ativo e interessado em proporcionar o máximo de prazer às mulheres com quem me envolvo. Tenho ouvido falar em ejaculação feminina e gostava de saber exatamente em que consiste.”

 

Sérgio, Braga

Caro leitor,

A ejaculação feminina é um assunto que já provocou alguma controvérsia, porque o fluido em questão é expelido pela uretra após o orgasmo, o que fez com que se pensasse tratar de um descontrolo urinário. Hoje em dia com as pesquisas e estudos efetuados acredita-se que o fluido ejaculado é produzido pelas glândulas de Skene, localizadas perto da uretra da mulher e feitas de um tecido que é semelhante na sua composição à próstata do homem. Embora naturalmente não contenha sémen, o líquido ejaculatório feminino tem semelhanças na sua composição com aquele que é ejaculado pelo homem. As mulheres que experienciam a ejaculação feminina e os orgasmos intensos que geralmente a acompanham sentem um enorme prazer.

O meu marido engordou bastante e não me apetece fazer amor com ele

homem peso

"Estou casada há 15 anos, e de há algum para cá o meu marido desleixou-se com o seu aspecto físico e tem engordado imenso. Não sei o que devo fazer, pois não me sinto atraída por ele quando ele tem tanto excesso de peso."

 

Maria, Guimarães

 

Cara leitora,

Principalmente depois de uma certa idade não é assim tão fácil mudar o corpo de uma pessoa de um momento para outro… mas também não se pode obrigar ninguém a sentir desejo sexual quando ele não existe. O metabolismo do homem e da mulher sofre alterações com a idade, o que faz com que as pessoas engordem se não reduzirem a quantidade de alimentos que ingerem e se não aumentarem a quantidade de exercício físico que fazem diariamente. Lembre-se que o seu marido está, certamente, tão aborrecido com essa situação como você. Tente conversar com ele de forma carinhosa, tentem "os dois" passar a caminhar juntos de manhã, ou fazer exercício no ginásio. Alterem a vossa alimentação, passando a consumir comida mais saudável, é importante que a leitora participe do processo, para que isso seja um projecto vosso e não uma imposição sua. 

“Tenho dificuldade em ter ereções…”

 

Tenho 27 anos, e há alguns anos que tenho vindo a ter dificuldades em ter ereções. Não sofri nenhum acidente e não tomo medicação, mas a situação deixa-me muito preocupado e constrangido.”

 

Luís, Almada

 

Caro leitor,

De facto a situação que descreve pode causar bastante constrangimento e ansiedade num homem, o que pode ser a causa do seu problema. Nos homens a ansiedade afeta bastante a capacidade física do sangue em chegar ao pénis e manter-se nele o tempo suficiente para ter uma ereção. Outros fatores que afetam a qualidade das ereções são o tabaco, o álcool, haxixe, alguns remédios para a queda do cabelo, diabetes, problemas de coração, pressão arterial alta, o excesso de peso, falta de exercício físico regular (pelo menos 30 minutos 3 ou 4 vezes por semana), alimentação rica em gorduras, açucares e carbohidratos. Dessa forma, avalie o seu estilo de vida e veja se existem algumas alterações que possa fazer para melhorar a sua vida sexual. 

“O orgasmo do homem é igual ao da mulher?”

Gostaria de saber se o homem e a mulher experimentam o orgasmo da mesma forma, sito é, se sentem o mesmo.”

Bernardo, Beja

 

Caro leitor,

Tanto o homem como a mulher sentem prazer quando têm os seus órgãos genitais estimulados. Masters e Johnson realizaram um estudo sobre
o orgasmo e descobriram que homem pode ter de 6 a 9 contracções da zona pélvica durante o orgasmo enquanto que a mulher pode ter de 9 a 12 contracções durante o orgasmo. Os autores não estabeleceram um valor máximo de contracções da zona pélvica durante o orgasmo, mas os números podem variar bastante, pois cada pessoa é um caso único tendo orgasmos de diferentes intensidades. Em regra geral, o orgasmo masculino é acompanhado de ejaculação enquanto que o feminino não. No entanto, existem excepções nas quais os homens podem ter orgasmos sem ejacular e mulheres podem ejacular durante o orgasmo. Outra diferença entre o orgasmo feminino e o masculino é o facto de a mulher poder ter vários orgasmos
múltiplos durante o mesmo acto sexual enquanto que o homem necessita de algum tempo após terminado o acto sexual até que possa recomeçar e ter outro orgasmo.