Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Beijos que enlouquecem

Conheça-os-30-Beijos-do-Kama-Sutra.jpg

 


Para que os beijos sejam o mais prazeiroso para o casal, ambos têm de mostrar um ao outro como gostam de ser beijados. Falem disso - a própria conversa já é excitante; beijem-se da maneira que gostam ser beijados; durante um beijo, pare e diga "Agora mostra-me como é o meu beijo"; se cada beijo já for muito bom diga-lhe, mostre que gostou.

 

Algumas técnicas podem ser úteis para si e para o alvo dos seus beijos
- Lábios apertados e fechados não se associam a paixão, se não lhe apetece dar um beijo, não dê, mas quando o fizer faça-o com emoção.
- Quando a boca entra em contato com a pele, deve sentir o lado de dentro dos lábios e não apenas o lado de fora. Veja a diferença na sua mão.
- Comece por introduzir a língua aos poucos e aumente a participação dela de beijo para beijo. Certifique-se que não está a pôr e a tirar a língua de fora tão depressa que pareça um pica-pau a picar a madeira – o que não é nada excitante.
- Beijar, morder ou lamber pode ser ótimo, mas é importante que seja feito devagar, a explorar cada centímetro do corpo como se fosse um tesouro.
- Faça de conta que acabou de lavar os dentes e passe a sua língua pelas gengivas e dentes como se estivesse a verificar se estão limpos e macios. Repare na reação do seu parceiro/parceira para perceber se este/a gosta.
- À medida que as coisas aquecem e forem passando à fase seguinte dos preliminares e da relação, a boca pode vaguear pelo corpo, mas lembre-se de voltar aos beijos nos lábios – uma grande sensualidade está mesmo aí.
- Vá devagar: gestos lentos e pensados, mesmo que um de vós queira apressar-se, levam a muita excitação. Não apresse nem deixe que apressem a vossa relação sexual.
 
Onde são os beijos mais excitantes?
Embora a excitação possa variar muito de pessoa para pessoa e observar bem seja essencial…Os locais mais excitantes são:
* Lóbulos das orelhas

* Umbigo (meter a língua ou chupar)

* Mamilos

* Dedos das mãos e dos pés

* A parte de trás dos joelhos

* A base do pescoço

* Debaixo do braço

* A curva das costas

* Qualquer área que ande coberta de roupas ou que lhe dêem um significado especial!

“Sexo anal sem dor…”

“Eu e o meu namorado, por várias vezes, já fizemos sexo anal e devo confessar que até gosto da experiência. O único inconveniente é que sinto algumas dores. Como devo contornar esta situação?

 

Alexandra, Lisboa

Cara Leitora,

Existem inúmeras formas de obter uma relação sexual mais prazerosa e menos dolorosa. Deve ter sempre em conta que sexo deve ser sinónimo de prazer e não de dor. 

Para que possa ter uma relação menos dolorosa, deve evitar estar tensa, pois desta forma facilitará a contração da musculatura tornando este ato mais difícil.

A região do ânus por ser rica em terminações nervosas e sensível às carícias torna-se, por excelência, uma zona que permite a excitação e obtenção plena de prazer.

De forma a diminuir as dores durante o sexo anal, deve apostar nos preliminares para que possa ser estimulada até à excitação e usar lubrificantes, pois o ânus não produz uma lubrificação natural tal como a vagina.

 

“Deixei de ter prazer…”

“Há cerca de um mês para cá, deixei de ter prazer com o meu namorado. A nossa vida sexual era ótima, mas já não consigo ter um orgasmo. Consigo sentir-me com vontade de fazer amor, mas assim que a relação sexual começa deixo de sentir o que sentia. Por vezes dói, outras vezes não. O que é que se passa comigo?”

 

Carla, Bragança

 

Cara leitora,

As mudanças na vida sexual tanto podem ser excitantes, como frustrantes e preocupantes. Há muitas coisas que interferem negativamente com o prazer sexual e, consequentemente, com a relação, pois provocam dor e desconforto. Uma vez que até há pouco tempo não tinha este tipo de problema, é aconselhável consultar um ginecologista pois pode estar com um problema de saúde tal como uma infeção vaginal. Alguns medicamentos, como os antidepressivos e tranquilizantes, podem interferir com o prazer, fazendo com que tenha maior dificuldade em ficar excitada, o que naturalmente lhe causará desconforto e até mesmo dor. A secura da vagina também pode causar dor, e pode surgir se não estiver suficientemente excitada ou lubrificada antes da penetração, o que pode ser resolvido se dedicarem mais tempo aos preliminares. Aconselho-a a consultar um ginecologista, pois a situação que descreve aponta para a forte probabilidade de se tratar de um problema físico.

 

Leve o seu homem à loucura

bedcouple1.jpg

 

- Acorde-o com carícias na nuca, passando os dedos pelo seu cabelo.

- Despeça-se sempre dele antes de saírem de casa, com um beijo demorado que o faça lembrar-se de si durante todo o dia.

- Surpreenda-o no banho, fazendo-lhe companhia.

- Acaricie-o de forma carinhosa e em situações triviais do dia a dia, como enquanto ele está a conduzir, quando estão no cinema ou na fila do supermercado. Passe os dedos pelo braço dele, pelo peito ou pela orelha, mostrando o quanto gosta dele.

- Quando saem com outras pessoas troque olhares com ele enquanto estão afastados, reforçando a cumplicidade entre vós. Envie-lhe uma mensagem "malandra" para o telemóvel, convidando-o a encontrar-se consigo às escondidas na casa-de-banho ou nas traseiras do bar.

- Faça amor com ele antes de irem dormir, com preliminares carinhosos que vão gradualmente aumentando de intensidade. Comece como uma gatinha carinhosa e termine como uma leoa selvagem.

- Vejam filmes eróticos juntos de vez em quando.

- Faça amor com ele com sapatos de salto agulha e use os saltos para o acariciar.

Violência como forma de atingir o orgasmo

o-SADOMASOCHISM-facebook.jpg

 

"De há uns tempos para cá a única forma de o meu parceiro atingir o clímax é se eu lhe bater durante a penetração. Será que é normal?"

 Cátia - Funchal

 

Cara leitora,

Existem inúmeras formas do homem conseguir atingir o prazer sexual e, no caso do seu parceiro, o facto da leitora demonstrar violência é a forma ideal de o estimular sexualmente. Durante os preliminares, existem pequenos toques e gestos que são fundamentais para causar a excitação e que podem viabilizar o prazer. Contudo, existe a diferença entre experiências sexuais para atingir o clímax e situações de dependência de uma determinada situação para atingir o orgasmo. Se o seu parceiro se encontra nesta última situação, será indispensável procurar a ajuda de um especialista que o poderá ajudar a perceber essa necessidade e definir estratégias que o ajudem a superar essa situação.

“Os preliminares são assim tão importantes?”

“Adoro a minha mulher, já temos uma relação estável há 5 anos. No entanto, ela está constantemente a pedir-me para demorar mais tempo nos preliminares e às vezes queixa-se que eu não lhe dou prazer suficiente. A verdade é que nem sempre tenho paciência para preliminares… fazem assim tanta falta?”

Cláudio, Mafra

Caro leitor,

Em primeiro lugar precisa de estabelecer uma maior intimidade com a sua companheira durante a relação. Procure saber aquilo que mais a satisfaz e não tenha preconceitos em satisfazê-la, pois se o fizer é garantido que você também irá tirar maior prazer. Lembre-se que a relação sexual é um prazer a dois. Para a mulher o acto sexual é algo muito íntimo carregado de valor sentimental, por isso muitas mulheres gostam que o seu parceiro demonstre carinho, que as abrace e que as excite antes da penetração. Neste sentido, as mulheres dão muita importância aos preliminares, pois são eles que lhe permitem atingir o grau de excitação necessário para atingirem mais facilmente o orgasmo.

“Gravidez e penetração”

“Tenho 16 anos e como ainda não tive a minha primeira relação, costumo praticar com o meu namorado apenas os "preliminares". No entanto, tenho uma dúvida: ele não colocou o pénis na minha vagina, mas colocou-o na entrada, forçou a entrada mas não ocorreu penetração. Preciso de saber se o líquido que sai antes da ejaculação também pode causar gravidez mesmo sem penetração de facto? Ele não chegou a ejacular e eu estava no meu primeiro dia fértil, por isso tenho muito receio.”

 

Mariana, Matosinhos

 

 

Cara leitora,

O líquido que antecede a ejaculação já tem alguns espermatozóides presentes e o contacto genital desprotegido pode levar a gravidezes indesejadas e à transmissão de infecções sexualmente transmissíveis. Como as probabilidades são menores do que numa relação sexual penetrativa não lhe posso dar uma resposta clara e definitiva. Se a sua menstruação se atrasar faça um teste de gravidez e confirme. Considere ir a uma consulta de planeamento familiar para iniciar uma contracepção eficaz, que lhe permita viver a sua sexualidade com prazer e sem preocupações.

 

“Ela quer mais preliminares!”

 

 

“Namoro há 2 anos e sempre considerei o sexo com a minha namorada bastante satisfatório. No entanto, ela disse-me que eu só quero penetrá-la e que fujo dos preliminares. Porque será que os preliminares são tão importantes para ela? Será que eu não a satisfaço
apenas com a penetração?...”

Paulo, Figueira da Foz

 

 

Caro leitor:

Infelizmente, a maior parte dos homens pensa como você, pois essa é uma das mais frequentes queixas das mulheres. Para os homens basta 2 ou 3 minutos de estimulação sexual directa com a parceira para atingir o orgasmo. Contudo, a mulher normal leva cerca de 20  a 30 minutos para tal. É natural que os preliminares sejam tão importantes para ela. A maioria das mulheres precisa de preliminares para ficarem excitadas e atingirem mais facilmente o orgasmo. Os preliminares não são apenas uma “entrada” para chegarmos ao “prato principal”. É importante ter em mente que para algumas mulheres o clímax só é atingido através dos preliminares. Pense assim: os preliminares melhorarão o sexo para ambos. Saboreie cada nova experiência, relaxe e não tenha pressas. Se ama realmente a sua namorada, leve o tempo que for necessário para que ela possa também gozar dos prazeres do sexo.

 

Quero demonstrar-lhe que não sou uma “santinha”!...

Eu e o meu namorado estamos numa de nos darmos mais intimamente antes de termos relações sexuais... mas ele acha que eu sou muito tímida, e quer que os preliminares sejam mais sensuais. Por isso gostaria que me desse algumas ideias, do que posso fazer para lhe demonstrar que não sou a “santinha” que ele pensa. 



Marlisa, Gondomar

 

Cara leitora,

Devo felicitá-la pela vossa decisão de quererem conhecer-se melhor antes de terem relações sexuais, pois esse período de  descoberta entre o casal é bastante importante na construção de uma base forte para a vossa relação. Muitas vezes os casais,  ao terem muita pressa em iniciar a sua actividade sexual, acabam por não ter oportunidade para explorar o corpo do parceiro  de forma detalhada. Desta forma, o conselho que lhe posso dar é que não tenha receio de ser você mesma, não tenha receio  de dizer o que gosta e o que não gosta, de sussurrar palavras picantes ao ouvido do seu namorado, de pedir que ele lhe faça  carícias, de sugerir novas práticas e carícias. Experimente fazerem massagens um ao outro, tomarem um banho juntos, vendar os olhos do seu namorado e explorar os vossos sentidos com comidas afrodisíacas, enfim, não tenha receio de ser imaginativa.