Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

"O meu marido engordou e não me apetece fazer amor com ele"

 

"Estou casada há 20 anos, e de há algum para cá o meu marido desleixou-se com o seu aspecto físico e tem engordado. Ele ultimamente tem tentado perder peso, algumas vezes resulta mas passado um tempo engorda novamente. Não sei o que devo fazer, pois não me sinto atraída por ele quando ele engorda."

 

Miriam, Guarda

 

Cara leitora,

essa é uma situação complicada, pois não se pode mudar o corpo de uma pessoa de um momento para outro, principalmente depois de uma certa idade… mas também não se pode obrigar ninguém a sentir desejo sexual quando ele não existe. O metabolismo do homem e da mulher sofre alterações com a idade, o que faz com que as pessoas engordem. Lembre-se que o seu marido está, certamente, tão aborrecido com essa situação como você. É bastante frustrante tentar emagrecer e não conseguir, o que afecta bastante a auto-estima de uma pessoa. Tente conversar com ele de forma carinhosa, tentem "os dois" passar a caminhar juntos de manhã, ou fazer exercício no ginásio. Alterem a vossa alimentação, passando a consumir comida mais saudável, é importante que a leitora participe do processo, para que isso seja um projecto vosso e não uma imposição sua. É bastante importante que o seu marido sinta que o ama e que o está a apoiar nesta fase.

Fico muito stressado quando tenho relações!

Tenho 17 anos e ultimamente tenho andado tão stressado que cada vez que tenho relações com a minha namorada fico com torcicolos, e não sei o que fazer.

 

Diogo, Carcavelos

 

Caro leitor,

A adolescência é uma etapa da vida cheia de incertezas e emoções nas quais todos os acontecimentos do dia a dia são vividos de forma bastante intensa, principalmente aquando se dá o inicio da vida sexual. Muitas pessoas sentem sintomas físicos quando estão sob stress, o que parece ser o seu caso, uma vez que cada vez que tem relações com a sua namorada fica tão tenso que fica até com torcicolos. A não ser que o leitor  pratique umas posições que
necessitem de grandes malabarismos, a causa do seu torcicolo é de facto ansiedade, por isso tente descontrair mais nos momentos de intimidade com a sua namorada. Uma forma de aliviar o stress é a prática de desporto, ou de um hobby, o leitor pode também experimentar fazer massagens quando estiver bastante stressado, o que vai ajudar com a tensão muscular que tem sentido no pescoço.

 

“O meu marido é infiel!”

“Desde sempre que o meu marido teve amantes, e eu acabo sempre por descobrir, o que causa muitas brigas. Porém, não consigo deixá-lo porque o amo muito. Como posso lidar com esta situação?”

 

Rosa, Faro

 

Cara Leitora,

o mais provável é que o seu marido não mude, pois a leitora já descobriu várias vezes que o seu marido tem amantes e nunca o deixou, e dessa forma ele continua a ter o mesmo comportamento, pois sabe que a leitora nunca o vai deixar. Por isso, cabe a si determinar o que é mais importante para si, se é mais feliz continuando casada, mas tendo para tal de fingir que não sabe o que se está a passar, ou ficar sozinha e possivelmente encontrar alguém que a ame de verdade e que a respeite. Pense bem, pois apenas a senhora pode decidir o que fazer numa situação destas.

 

“Devo fazer terapia sexual?”

“Tenho tido problemas do foro sexual com a minha esposa, e já fomos a uma psicóloga, mas as coisas não melhoraram. Será que consultar um especialista em sexualidade poderá ajudar?”

Benjamim, Quinta do Conde

 

Caro leitor

A questão que me coloca é a mesma que perguntar se deve consultar um dentista quando tem um problema de dentes? Claro que sim...um sexólogo tem a formação necessária para lidar com qualquer tipo de problema do foro sexual. Se tem tido dificuldades a nível sexual com a sua esposa, definitivamente aconselho-o a procurar um especialista. Além disso, é bastante importante que a sua esposa participe activamente indo às sessões consigo, pois apenas com o empenho de ambos irão ver resultados.

“Perco a erecção com facilidade…”

 

“A minha mulher não consegue engravidar e eu gostaria de saber se o motivo e que o depois de ejacular o meu pénis não fica erecto. “

 Vasco, Castelo Branco

 

Caro Leitor,

 Adopte uma postura mais tranquila, pois após a ejaculação é normalíssimo não continuar com o pénis erecto, uma vez que os homens têm uma fase após a ejaculação durante a qual não conseguem responder a estímulos sexuais. A esta fase dá-se o nome de período refractário. A duração deste período varia de homem para homem, porém será maior quanto mais idade o homem tiver.

 

O facto de a sua esposa não engravidar não está de forma alguma relacionado com a falta de erecção depois da ejaculação, pois uma vez que se dá a ejaculação, a erecção não é necessária para que a gravidez aconteça. Para que possam esclarecer qualquer dúvida, consultem um médico especializado, pois ele será a pessoa indicada para diagnosticar as causas dessa dificuldade em engravidar. Todavia, enquanto não consultam um médico, mantenham-se
descontraídos, porque a tensão em que ambos se encontram, causada pelo desejo de ser pais, pode ser uma das causas que dificultam a gravidez.  

“Não me apetece fazer sexo!”

“Sempre me dei bem com a minha esposa a nível sexual, mas desde que ela teve o nosso filho, há uns meses, já não tenho vontade de fazer amor com ela…”

António, Monte da Caparica

 

Caro leitor,

por melhor que seja a vida sexual de um casal, o nascimento de uma criança é sempre um período de desorganização a nível sexual. Alterações hormonais, depressão pós-parto ou cansaço são muitas vezes associados a diminuição de desejo, mas estas não são as únicas razões. Deixar de ter relações depois de ter um filho é bastante comum para vários casais. É perfeitamente seguro ter relações após o nascimento do bebé, desde que a mulher
se sinta fisicamente preparada para tal. Aconselho-o a tentar criar novos cenários e fantasias, passe uns dias fora com a sua esposa…isto irá ajudá-lo a
aumentar a libido.

" Não aguento mais fazer amor todos os dias"

 

"A minha mulher procura-me quase todos os dias para fazermos amor, mas às vezes estou cansado e não sinto vontade. Como hei-de lhe dizer isso sem que ela ache que a estou a rejeitar?..."

Afonso, Alcobaça

 

 

Caro leitor:

E perfeitamente normal haver dias em que se sinta cansado e nao tenha desejo sexual, por isso tente conversar com a sua mulher sobre o assunto. Diga-lhe que a ama mas que não lhe apetece fazer amor naquele momento porque está cansado ou preocupado com algo, com certeza que se o disser com carinho ela não vai ficar magoada. Deve ter no entanto cuidado na forma como o diz assegurando-a de que gosta de fazer amor com ela e que cotinua a sentir-se atraído por ela, mas que naquele momento nao lhe apetece fazer amor. Desta forma evita que ela pense que já não o excita ou que a está a rejeitar, mas apenas que naquele momento não sente vontade. Deve sentir-se privilegiado por a sua mulher o procurar com tanta frequência pois muitos homens queixam-se do contrário!!

 

Tema de hoje: adolescência

 

“Tenho 16 anos e costumo partilhar com as minhas amigas tudo o que me acontece. Num destes dias falámos sobre a nossa primeira vez, todas elas comentaram que já tinham tido relações, mas eu menti por vergonha, pois a verdade é que ainda sou virgem. Tenho medo, pois os meus pais estão sempre a dizer que sou muito nova e que ter relações na minha idade é perigoso. Isso é realmente verdade?”
 
Sara, Beja
 
Cara Leitora,
A sua questão é um dos temas mais sensíveis na vida de uma adolescente. Para que possa dar esse passo tão importante é necessário que se questione se está preparada para tal e para enfrentar todas as mudanças que daí poderão surgir.
A preocupação dos seus pais é legítima, procure compreendê-los. Não faça nada na sua vida, seja no âmbito da sexualidade ou noutro, só para agradar ou ser aceite pelo grupo. Se cometer o erro de fazê-lo está a provar antes de mais a si própria que é imatura, o que é a prova mais do que evidente de que não está preparada para o fazer!
Lembre-se que existem alguns riscos, tais como as doenças sexualmente transmissíveis, a gravidez e as mudanças psicológicas e físicas, e tenha em conta as precauções devidas para os minimizar. É importante saber que não se deve sentir pressionada a fazer algo que não deseja, dê o primeiro passo apenas quando se sentir preparada e considerar que é o momento certo e a pessoa com quem deseja partilhar essa etapa tão importante da sua vida.

Descobri que a minha namorada se masturba!

 

 

“Sempre pensei que a minha namorada estivesse satisfeita com a nossa vida sexual. Porém, há pouco tempo descobri que ela se masturba com alguma frequência. Porque será?

Susana, Tavira

 

Cara leitora,

 

A masturbação é algo perfeitamente normal. Portanto, não deve ser vista como algo imoral e indecente e muito menos deve duvidar do seu desempenho sexual pelo facto da sua namorada se masturbar. Desta forma, não deve encarar esta situação como uma fraqueza do vosso relacionamento ou do seu próprio desempenho.

A masturbação é uma forma de auto-satisfação, onde a pessoa já conhece as zonas do corpo de devem ser melhor estimuladas para a obtenção do clímax.

Se não se sente à vontade com esta tendência da sua namorada procure falar com ela de modo a esclarecer a situação. Porém, tenha consciência que não deve exigir que ela não se masturbe. Este é um acto pessoal e íntimo. Todavia, é extremamente importante que utilizem o diálogo para não influenciar negativamente a relação. Seja compreensiva e tente não repreender nem julgar a sua namorada.

 

“Perdi o desejo sexual com a maternidade!”

Gustav Klimt

 

 “Sempre me dei bem com o meu marido a nível sexual, mas desde que fui mãe, há uns meses, já não tenho vontade de fazer amor com ele… amo o meu marido, mas sinto que o meu desejo sexual diminuiu bastante. Não sei se se trata apenas de uma fase, a verdade é que tenho medo que o meu marido acabe por procurar outras mulheres…”

 

Sónia, Estoril

 

Cara leitora,

por melhor que seja a vida sexual de um casal, o nascimento de uma criança é sempre um período de desorganização a nível sexual. Alterações hormonais, depressão pós-parto ou cansaço são muitas vezes associados a diminuição de desejo, mas estas não são as únicas razões. Deixar de ter relações depois de ter um filho é bastante comum para vários casais. É perfeitamente seguro ter relações após o nascimento do bebé, desde que a mulher se sinta fisicamente preparada para tal. Aconselho-a a tentar criar novos cenários e fantasias, passe uns dias fora com o seu marido…isto poderá ajudá-la a aumentar a libido novamente.