Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Afectos entre Crianças e Adultos

 

A prof. Helena Juergens no Programa Essência de Ana Marques

 

Conhecemos o amor e o carinho logo cedo nas relações entre crianças e adultos, nas relações de vinculação entre pais/cuidadores e bebés, o que prepara a nossa sexualidade futura.

Infelizmente,  existem casos em que os adultos traem o desenvolvimento da criança e abusam do poder que têm sobre ela, que não pode saber ainda o que é o consentimento em sexualidade e relações sexuais, com abusos sexuais ou pedofilia.

 

A Pedofilia é uma parafilia, cujo foco parafílico implica a actividade sexual com crianças na pré-puberdade, sendo que o sujeito com pedofilia tem de ter pelo menos 16 anos ou ser 5 anos mais velho que a criança. A atracção pode ser pelo sexo feminino ou masculino, ou por ambos, sendo que as vítimas femininas são mais frequentes.

As pessoas com pedofilia agem sob estes seus impulsos e atracções, mas tal pode constituir vários comportamentos: desde despir a criança e observá-la, exibir-se a masturbar-se perante a criança, tocar na criança e acariciá-la, até realizar fellatio e cunnilingus e penetração vaginal ou anal, com os dedos, objectos ou com o pénis.

A pedofilia é egossintónica, ou seja, o pedófilo com fantasias, impulsos ou comportamentos não sente mal-estar significativo consigo mesmo. Outras pessoas que sentem as mesmas atracções ou impulsos, mas não agem sob eles, não têm comportamentos pedófilos nem padrões de excitação pedófilos não devem ser consideradas pedófilas, embora possa beneficiar de tratamento.

As pedofilia é crime e deve ser denunciada às autoridade competentes, tal como receber tratamento especializado sexológico, quer para as vítimas, os perpetradores ou para os cuidadores da criança.