Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

tema de hoje: Maternidade e desejo sexual

 

Tenho um problema já há tempo e gostaria de saber a sua opinião. Namorei cerca de 3 anos e durante esse tempo não tive qualquer problema ao nível de desejo sexual, entretanto casei e engravidei e tudo correu bem.
Depois do nascimento do meu filho (há 6 meses) e depois de começar a tomar a pílula notei que comecei a perder esse desejo e neste momento não sinto vontade de ter relações sexuais com o meu marido. Eu continuo a gostar dele e quando consigo ter relações até sinto imenso prazer, mas não me apetece. O que posso fazer?
Cátia
Cara Cátia,
O que está a viver é bastante comum: depois do nascimento dos filhos o casal passa por alterações muito grandes na vida que podem levar a certas crises, sendo que crise não é necessariamente negativo, mas sim um período que precisa de reorganizações e reequilíbrios que podem ser difíceis.
Como o seu filho nasceu há apenas seis meses ainda pode estar a amamentar e é muito normal que sinta o seu desejo menos activo (ou hipoactivo). É uma resposta adaptativa do seu corpo, que enquanto tem um bebé para cuidar, se protege da gravidez de um próximo. Durante a amamentação os níveis de progesterona estão mais baixos e os de prolactina estão mais elevados, o que causam redução no desejo sexual. Após deixar de amamentar o seu organismo demora cerca de 8 semanas a voltar ao normal. Se a Cátia não esta a amamentar e continua a sentir falta de desejo sexual, e aconselhável que faça análises ao sangue para ver se tudo está bem consigo ao nível hormonal.
O facto de tomar a pílula pode deixá-la descansada em relação a uma nova gravidez, pelo que é importante tomá-la, mas pode também acontecer que não esteja a adaptar-se bem a essa marca específica. Existem algumas pílulas contraceptivas que devido ao tipo de hormonas e concentração das mesmas, causam redução do desejo sexual nas mulheres, por isso fale com o seu médico e veja se será esse o motivo da sua falta de desejo e tentem encontrar uma solução contraceptiva que a faça sentir-se bem.
Mas outros factores externos a si mesma podem estar a influenciar a sua libido, como por exemplo, o cansaço de cuidar de um bebé e de trabalhar, o ter muitas mais tarefas em casa para fazer, onde é que o vosso filho dorme (já terá ele o seu próprio quarto?), terem menos tempo para se dedicarem um ao outro, a relação de si mesma com o seu corpo – psicologicamente porque ele se altera na gravidez e depois dela e fisicamente porque o parto pode alterar a resposta da sua vagina e vai ter de se habituar às diferenças.
É importante que comunique com o seu marido aquilo que está a sentir, para que encontrem juntos soluções: pode precisar de mais ajuda nas tarefas de casa, agora que têm mais uma pessoa de quem cuidar, de modo a sentir-se menos cansada; pode pedir ajuda a familiares ou amigos para que encontrem um tempo só para os dois, para namorar, ir ao cinema, jantar fora; marquem semanalmente momentos em que se dediquem um ao outro, por exemplo, quando o bebé estiver a dormir, para que recuperem o espaço de intimidade que tinham antes; experimente inovações na sua relação sexual compradas em sex-shops (lubrificantes, vibradores, brinquedos…).