Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Beijos sensuais”

 

 

“Tenho 19 anos e estou apaixonada por um colega com quem comecei a namorar. Como é o meu primeiro namorado e ainda sou inexperiente, gostava que me desse algumas dicas de sedução, como por exemplo como dar beijos sensuais. Pode ajudar-me?”

 

Marina, Lisboa

 

Cara leitora,

Para os beijos serem o melhor possível para os dois têm de mostrar um ao outro como gostam de ser beijados. Falem disso - a própria conversa já é excitante; beijem-se da maneira que gostam ser beijados; se cada beijo já for muito bom diga-lhe, mostre que gostou. Algumas técnicas podem ser úteis para si e para o seu namorado. Lembre-se que os lábios apertados e fechados não se associam à paixão, se não lhe apetece dar um beijo, não dê, mas quando o fizer, faça-o com emoção. Quando a boca entra em contacto com a pele, deve sentir o lado de dentro dos lábios e não apenas o lado de fora.  Comece por meter a língua aos poucos e aumente a participação dela de beijo para beijo. Certifique-se que não está a pôr e a tirar a língua de fora depressa demais – o que não é nada excitante. Beijar, morder ou lamber pode ser óptimo, mas é importante que seja feito devagar, a explorar cada centímetro do corpo como se fosse um tesouro.

À medida que as coisas aquecem e forem passando à fase seguinte dos preliminares e da relação, a boca pode vaguear pelo corpo, mas lembre-se de voltar aos beijos nos lábios – uma grande sensualidade está mesmo aí.

Vá devagar, os gestos lentos e pensados, mesmo que um de vós queira apressar-se, levam a muita excitação. Não apresse nem deixe que apressem a vossa relação sexual. 

“Posso estar grávida?”

 

“Nos últimos dias sinto a barriga um pouco maior e por vezes sinto-me um pouco enjoada, mas veio-me a menstruação e já fiz dois testes de gravidez que deram negativo - poderei eu estar grávida?”

 

 

Lina, Carcavelos

 

Cara leitora,

Deve consultar um médico numa consulta de planeamento familiar, pois a menstruação que teve pode sê-lo de facto e não estar grávida, como pode igualmente ser o “sangramento de implantação”, um corrimento sanguíneo que se pode confundir com a menstruação em que, com 25% das mulheres, alguns dias após a fecundação, quando o óvulo fecundado se vai implantar nas paredes do útero, o que pode causar sangramento. Algumas mulheres têm um corrimento acastanhado e de fluxo variável durante uns 2 ou 3 dias após a implantação.

Há dois tipos de testes de gravidez – de urina e de sangue, não sei qual destes terá feito, os testes de gravidez da farmácia são bastante fiáveis, se forem feitos correctamente, mas o ideal é fazer uma análise ao sangue. O seu modo de funcionamento consiste em avaliar a existência de uma hormona que se chama hCG (Gonadotropina Coriónica humana), que o organismo produz quando a placenta se está a formar. Os testes imunológicos, feitos através da análise à urina, geralmente, só detectam esta hormona após 4 a 14 dias da falta da menstruação e nunca após a concepção. Pode optar por levar a primeira urina da manhã a uma farmácia e saberá o resultado passado 5 minutos. Se der negativo, pode ainda ser um negativo falso. É muito raro ser um positivo falso, mas pode acontecer.

Os testes enzimáticos (ELISA), feitos através de uma análise ao sangue, são mais seguros, podendo dar conta de uma gravidez logo 12 dias depois da concepção.

A sensação de barriga inchada e enjoos podem ser devidos a outra condição que não a gravidez; mas uma consulta irá esclarecê-la melhor.

 

Dicas sexuais

O orgasmo feminino acontece quando a mulher é estimulada e os músculos do seu corpo estão tensos e relaxam e produzem um conjunto de sensações que partem dos órgãos genitais.

 

Angelina Jolie por David Lachapelle

“Estou noiva mas apaixonei-me por outro!”

 

 

“Estou noiva de um rapaz de quem gosto bastante e com quem já namoro há 6 anos. No entanto, há dois meses atrás comecei a ter um “caso” com um colega de trabalho. Agora estou bastante confusa e não sei se devo casar com o meu noivo ou se devo acabar a relação.

 Ana Sofia, Santarém
 
Cara leitora,

O casamento é um passo bastante sério e representa um compromisso para a vida inteira. A leitora diz que há dois meses que mantém um caso com um colega de trabalho e por isso não sabe se deve casar com o seu noivo. Essa é uma decisão que só a leitora pode tomar, mas parece-me que se a leitora tem estado a trair o seu noivo com outro homem é porque alguma coisa não está bem no seu relacionamento com o seu noivo, caso contrário a leitora não sentiria o impulso de o trair. Pense bem antes de decidir levar por diante os seus planos para casar. O casamento é algo difícil e as probabilidades de divórcio já são tão elevadas entre casais que estão completamente apaixonados, agora imagine as probabilidades entre casais onde um dos membros não tem certeza se deve casar ou não! 

 

“Será que ela perdeu a virgindade?

 

 

“Tenho 15 anos e sou virgem. Namoro com uma rapariga de 14 anos que também é, e temos experimentado algumas práticas sexuais. Há umas semanas eu e a minha namorada mantivemos em contacto os nossos sexos sem haver penetração, mas quando a estava a masturbar apercebi-me que havia sangue e parámos, pois pensámos tratar-se do seu período. Ela diz que afinal não foi o período e não sabe o que se passou. Como ela é virgem, será que rompeu o hímen?

            Bruno, Évora
 

Caro leitor,

uma vez que a sua namorada é virgem, é bem possível que com as carícias resultantes da vossa aventura sexual ela tenha rompido o hímen. O hímen é uma membrana que cobre a entrada da vagina, e algumas mulheres têm hímenes bastante elásticos que não se rompem com tanta facilidade, enquanto que outras mulheres têm hímenes bastante sensíveis que se podem romper sem que haja qualquer tipo de penetração. Algumas mulheres rompem o hímen enquanto praticam ginástica ou equitação, enquanto que outras só o rompem durante o coito. Por isso, não se preocupe pois provavelmente o hímen da sua namorada rompeu-se enquanto o leitor a estava a acariciar. Será aconselhável, de qualquer das formas, que ela conte esta situação ao seu médico ginecologista.

“Ela acha-me gordo…”

“Há algum tempo atrás a minha namorada disse-me que eu estava mais gordo e isso está a deixar-me preocupado. Já pensei em fazer uma dieta, mas depois penso que ela deveria gostar de mim tal como sou. Não sei se é paranóia, mas acho que a atitude sexual dela tem vindo a mudar.”
 
José, Massamá
Caro Leitor,
Procure não levar tão a sério o comentário pouco feliz por parte da sua namorada, pois possivelmente ela não o fez por mal e provavelmente nem se deu conta da instabilidade psicológica que lhe causou com isso. A não ser que a sua obesidade seja tanta que ponha em risco a sua saúde, não se martirize com esse tipo de pensamentos, pois para além de o estar a perturbar psicologicamente está a afectar o seu desempenho e vigor sexual. Converse com a sua namorada sem tabus e mostre o quanto ficou magoado com aquela afirmação. Talvez o facto de achar que o comportamento da sua namorada está diferente também esteja relacionado com a sua mudança de atitude. O amor não tem a ver com a aparência física porque a cumplicidade e o respeito mútuo do casal é que são importantes para a solidificação de uma relação. Através do diálogo e de uma atitude compreensiva podem melhorar a vossa vida sentimental e estimular o desempenho sexual.

“Usei preservativo e engravidei!”

 

“Eu e o meu namorado sempre fomos bastante cautelosos no uso de contraceptivos. Porém, há mais ou menos 2 meses, numa das relações sexuais, o preservativo escorregou e o resultado foi uma gravidez! É normal que o preservativo escorregue?”
 
Maria, Faro
 
 
Cara leitora,
Como sabe não existe nenhum contraceptivo que seja 100% seguro, pois mesmo quando usados correctamente existe sempre uma minúscula possibilidade da mulher engravidar. O preservativo, quando usado correctamente, é um bom método de contracepção que funciona também como forma de protecção contra infecções transmitidas sexualmente. Quanto ao preservativo escorregar ou rasgar acontece a várias pessoas. O facto do preservativo ter escorregado do pénis do seu namorado, concerteza dever-se-á ao facto dele ter perdido a erecção durante a relação sexual. Como consequência da perda do preservativo, a leitora acabou por engravidar, pois é natural que os espermatozóides, ao entrarem em contacto com a vagina durante o período fértil, provoquem uma gravidez. O que deve fazer agora é consultar um médico que possa acompanhá-la da melhor forma. Seja cautelosa e não descure nenhum dos conselhos do seu médico assistente. Em situações semelhantes à sua e de modo a evitar uma gravidez indesejada existe um contraceptivo de emergência – pílula do dia seguinte – que é vendida apenas mediante receita médica e deve ser utilizada em situações de emergência e não como um método contraceptivo comum.

“Sinto-me atraída pelas minhas amigas …”


“Fui casada durante muitos anos, mas recentemente separei-me do meu marido porque ele era muito bruto comigo. Sei que se passa algo de muito estranho comigo, pois sinto-me atraída por mulheres. Estou preocupada, pois sinto-me bem assim…”

 

Margarida, Paços de Ferreira

 


Cara Leitora,

A atracção entre seres do mesmo sexo é algo cada vez mais comum nas sociedades contemporâneas. Porém, provoca ainda algum mau estar em quem assume tais sentimentos. Todavia, este é um assunto que tem vindo, cada vez mais, a ganhar a visibilidade necessária para abordar esta questão numa outra perspectiva e com a seriedade desejada.

O constrangimento e a instabilidade em que vive são perfeitamente compreensíveis devido à indefinição da sua orientação sexual.

Antes de mais, é importante que se sinta bem consigo própria para que possa definir o que se passa verdadeiramente consigo. Não se sinta diferente por optar por uma outra orientação sexual, pois tem todo o direito de optar por aquilo que verdadeiramente a faz feliz.

Assim sendo, caso veja que a atracção por pessoas do mesmo sexo é algo consistente, não tenha receio de assumir. O importante é definir muito bem se é isso que deseja para que não tome nenhuma decisão da qual se possa arrepender. Pondere com calma e seja feliz com a decisão que tomar.

 

Tema de hoje: sexo oral

 

O sexo oral consiste na estimulação dos órgãos sexuais com a boca e pode ser feita por um homem a uma mulher, por uma mulher a um homem, por um homem a um homem ou por mulher a mulher.
Como o seu parceiro pode não saber que tem uma infecção, não ter consciência disso ou não sentir, você deve ser responsável pela sua própria saúde sexual e praticar sempre sexo seguro, com preservativo de todas as vezes, mesmo no sexo oral.
 
Fellatio
 
O sexo oral ao homem, ou fellatio, tem um risco médio de infecção pelo VIH/SIDA, pois o vírus pode entrar por pequenas lesões da mucosa da boca, como aquelas que fazemos ao escovar os dentes. Para aumentar a segurança deve USAR PRESERVATIVO e assim não terá de sentir o sabor do sémen. Se ainda assim decidir não o usar, não engula o sémen, para que este não seja absorvido no estômago.
 
Comece lentamente, toque no pénis, acariciando, agarre-o docemente na sua mão, lentamente mova-a para cima e para baixo ao longo do pénis, mais rapidamente à medida que o homem fica excitado. Ele pode produzir lubrificação nesta altura.
Depois beije, chupe e comece a lamber a glande – a cabeça do pénis - e depois para cima e para baixo ao longo do pénis. Pode também beijar, lamber e chupar os testículos, enquanto agarra o pénis. Agora, lentamente, ponha a cabeça do pénis na sua boca e deixe a saliva escorrer ao longo do pénis para lubrificar. Ao mesmo tempo, estimule o pénis com a mão. Vá primeiro lentamente e depois cada vez mais depressa, mas com suavidade, pois o pénis é muito sensível.
 
Existe um reflexo de vómito no fundo da garganta, por isso se puser todo o pénis dentro da boca irá tocar neste ponto do reflexo e ter vontade de vomitar. O segredo é pôr apenas a cabeça do pénis dentro da boca e coordenar os movimentos da mão e da cabeça num ritmo suave.
A respiração e o corpo dele vão mostrar quando ele estiver quase a ejacular. Peça-lhe que lhe mostre a pressão e rapidez que ele prefere. Se não quer que ele ejacule na sua boca (que é mais seguro em termos de infecções sexualmente transmissíveis) ele deve avisá-la quando vai atingir o orgasmo. A ejaculação não a vai magoar, pode habituar-se com a prática, mas nem toda a gente gosta de sentir o sabor característico do sémen dentro da boca.
Depois dele ejacular pare os movimentos. O pénis está super sensível nesta altura, por isso deixe-o descansar. Ele vai agradecer-lhe!
 
Cunnilingus
 
É muito importante no sexo oral feminino comunicar com a mulher e perceber o que ela gosta, o que lhe dá prazer, o que gosta ou não gosta, ouvir bem os seus ritmos de respiração e respostas corporais.
Tenha consciência que muitas mulheres acreditam que os seus genitais são feios e que não cheiram muito bem. Podem precisar de ser asseguradas que os seus genitais são lindos e excitantes para si. O sexo será muito melhor se ela estiver relaxada.
Ao contrário da opinião popular, a vagina não é o essencial. Anatomicamente, o clítoris é semelhante a um pénis, mas o clítoris tem duas vezes mais terminações nervosas que um pénis.
Comece lentamente, foque as sensações – abraçar, beijar, apertar, roçar-se, aconchegar, passar com os dedos são óptimas maneiras de iniciar a excitação. Muito suavemente, afaste os lábios vaginais e toque no clítoris docemente. Pode senti-lo a ficar erecto e lubrificado. Pode também tocar à volta da abertura vaginal e penetrar gentilmente a vagina com os seus dedos, certificando-se que isso lhe dá prazer.
Para fazer contactos orais lamber, chupar, beijar e soprar suavemente o clítoris pode dar muito prazer. Mas lembre-se - seja muito delicado. Não sopre na vagina. Ao mesmo tempo pode acariciar à volta da abertura vaginal ou da região anal. Fale com ela para ver o que ela prefere.
Muitas mulheres atingem o orgasmo com contactos genitais orais. O sexo oral seguro, na mulher, deve ser feito com uma folha de látex (Dental Dam) ou de poliuretano. Tal consiste num quadrado de látex ou poliuretano que protege os genitais e pode ser comprado em algumas sex-shops. Muitas pessoas substituem isto por um preservativo cortado de um dos lados, aberto com as mãos a proteger as zonas onde a boca entra em contacto com os genitais.
É a melhor protecção para prevenir herpes genital ou outras infecções bacterianas de infectarem os lábios e a boca. No presente, há um debate entre os cientistas sobre alguns condilomas se desenvolverem no estômago e as probabilidades (mínimas) de infecção pelo VIH/SIDA. Mais vale prevenir…
 
Uma técnica especial é a borboleta de Vénus: faça sexo oral no clítoris e estimulação vaginal dentro da vagina, com uma mão e, com a outra, estimule à volta do recto, mesmo penetrando-o, se tal lhe der prazer e ela. Use muita lubrificação nesta técnica. Ela vai agradecer-lhe.

Pág. 2/2