Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Estou grávida e não sei o que fazer!

 

Tenho 19 anos e há pouco tempo descobri que estou grávida, mas não sei o que fazer pois não tenho namorado e não tenho possibilidades financeiras para criar uma criança. Necessito de ajuda!
Ana, Lisboa
Cara leitora,
Realmente a leitora está numa situação bastante difícil que lhe tem causado bastante angústia e sofrimento, mas tenha calma pois ter um filho é uma experiência maravilhosa por isso pense bem antes de tomar quaisquer decisão mais drástica da qual se possa vir a arrepender mais tarde. Em Portugal existem várias associações de solidariedade social que a podem ajudar durante este período difícil da sua vida. Por exemplo, a Ajuda de Mãe (Tel.: 213827850) existe para apoiar as mulheres grávidas e ajudá-las a criar condições para melhor acolherem os seus filhos. O SOS Grávida (Tel. 808201139 ou 213862020) é uma linha telefónica de esclarecimento e encaminhamento sobre gravidez, sexualidade e planeamento familiar, a Ajuda de Berço (21 3628274/6/7) é um centro de acolhimento para bebés dos 0 aos 3 anos de idade em situação de risco ou abandono, e o Ponto de Apoio à Vida (800 20 80 90)é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que dá apoio a futuras mães, no sentido de as informar, e encaminhar para instituições especializadas. Tente contactar uma destas associações para ver se a podem ajudar.

“Eu deito leite quando fazemos amor!”

“Eu dei à luz há 3 meses e ainda estou a amamentar, e quando faço amor deito leite dos mamilos. O que devo fazer para isto não suceder?”
Teresa, Gondomar
Cara Leitora,
Tendo em conta que foi mãe há pouco tempo e ainda se encontra a amamentar é perfeitamente normal que liberte leite dos mamilos quando está excitada. Não se preocupe nem iniba a sua vida sexual por esse motivo. Se o facto de libertar leite durante o acto sexual os incomoda, existem duas coisas que podem fazer. A primeira é dar de mamar ao bebé antes de ter relações sexuais fazendo com que os seus seios não estejam tão cheios quando faz amor. A outra coisa que pode fazer e usar um soutien confortável durante a relação sexual, pois dessa forma se libertar leite dos mamilos este será absorvido pela almofadinha do soutien sem que a leitora ou o seu marido se apercebam disso.

Prepare uma Noite de Paixão!

Planeie a sua noite de sedução começando pelo menos duas horas antes da chegada do seu parceiro. Prepare um menu delicioso, seleccione a sua música favorita, ponha a mesa, e relaxe. Apague as luzes e acenda muitas velas. Crie uma iluminação exótica, adornando as lâmpadas com tecidos. Monte uma mesa elegante com um simples arranjo floral para criar um ambiente romântico. Mas não se limite! Um sofá com almofadas macias e uma mesa baixa com um buffet de entradas afrodisíacas pode ser confortavelmente sensual. Ou melhor ainda, salte da mesa de jantar para o quarto de dormir, preparando uma mesa revestida com pétalas de rosa na sua cama, de forma a poder explorar os prazeres das comidas. Renda-se à magia dos aromas usando velas aromáticas de baunilha ou canela. O cheiro da culinária também excita. Alho cozinhado, pimenta, cebola, especiarias…um quarto com aromas evoca excitação sensual. O que beber com o seu menu sedutor? Pode preparar cocktails e bebidas exóticas, mas não exagere no álcool pois como disse Shakespeare, “o álcool provoca desejo, mas prejudica o desempenho”.

“Quero usar tampões”

 

“Tenho 18 anos e gostaria de começar a usar tampões mas não sei bem se estes são seguros?”
Ana, Gondomar
Cara leitora:
A utilização de tampões durante o período é uma opção segura, no entanto existem alguns cuidados que deve ter, tais como não deixar o tampão dentro de si por mais de 6 ou 8 horas, pois tal pode causar um choque tóxico. É importante também que use tampões adequados ao fluxo de cada um dos dias do seu período, pois utilizar tampões muito grandes pode irritar a parede vaginal, optar também por utilizar tampões que não têm cheiro é uma boa ideia para evitar as irritações vaginais. Utilizar tampões não é uma tarefa muito complicada desde que siga estas recomendações, por isso não se preocupe pois desde que mude os tampões com a frequência aconselhada e tenha uma boa higiene íntima, não terá problemas nessa área.

“Quero fazer amor com o meu namorado e com a minha prancha…”

 

“Sou surfista e uma das minhas maiores fantasias é fazer amor na cama com o meu namorado e com a minha prancha, só de pensar nisso fico extremamente excitado. Como hei-de falar-lhe nisto?”
Carlos, Maia
Caro leitor,

as fantasias fazem parte da sexualidade de qualquer indivíduo. Deve tentar abordar o seu namorado para esse tema de uma forma casual, por exemplo dizendo-lhe que teve um sonho no qual isso acontecia, ou que um amigo lhe contou ter essa fantasia. Aí vai ter uma percepção da reacção dele. Se vir que ele acha a ideia apelativa, então num tom malandro sugira que o façam. Se for esse o caso conte-lhe a verdade, diga-lhe que é você mesmo que tem essa fantasia. Se, por outro lado, achar que ele não ficou minimamente interessado nesse tema então deixe a conversa por aí.

O meu marido gosta de me apertar os mamilos…

 

Durante o acto sexual o meu marido gosta de massajar e apertar os meus mamilos, o que me agrada bastante, mas eu tenho receio que isso interfira com a minha capacidade de amamentar.
Maria, Barreiro
Cara leitora,
A estimulação dos mamilos, tanto do homem como da mulher, durante o acto sexual é bastante comum entre casais, uma vez que os mamilos são uma zona erógena bastante sensível. Por se tratar de uma zona do corpo muito delicada qualquer tipo de corte ou ferimento dos mamilos pode vir a causar problemas durante a amamentação mas, a não ser que o seu marido seja bastante violento e goste de apertar os seus mamilos de forma a causar cortes ou cicatrizes nos mesmos, a estimulação dos mamilos durante os preliminares não deve interferir de nenhuma forma com a sua capacidade de amamentar.

Líquido pré-ejaculatório

Eu e o meu namorado tivemos relações há pouco tempo sem protecção, mas ele teve imenso cuidado e antes de ele ejacular ele colocou o preservativo.
Ele diz que não fez nada, mas o facto é que notei algumas vezes, posteriormente, em que nos acariciamos que ele libertava uma substância.
Será que essa substância é esperma? Ou será apenas uma espécie de lubrificação?
Jacinta
Cara Jacinta,
A substância que refere é líquido pré-ejaculatório, é líquido lubrificante e contém já alguns espermatozóides, pelo que pode levar a uma gravidez indesejada. É aconselhável que vão juntos a uma consulta de planeamento familiar, onde possam escolher uma contracepção mais eficaz, que não apenas o preservativo, e onde esclareçam esta ou outra dúvida. O seguimento ginecológico das mulheres com vida sexual activa é essencial e o acompanhamento do casal pode melhorar em muito as vossas actividades sexuais e o prazer em segurança que podem tirar delas.
Em Portugal, muitos centros de saúde têm estas consultas gratuitas, anónimas e têm métodos contraceptivos acessíveis para todos. Reflictam com os técnicos de saúde da equipa quais são melhores para vocês utilizarem: adesivos, implante, anel vaginal…sem esquecer que o preservativo é o único que protege igualmente das infecções sexualmente transmissíveis e das gravidezes indesejadas, pelo que dá segurança dupla.

Apaixonei-me por uma rapariga mais nova!

“Tenho 55 anos, sou casado há 20 anos e o meu casamento sempre foi feliz. No entanto, há um ano, uma amiga do meu filho começou a frequentar a minha casa e depois de várias visitas envolvemo-nos. Sinto-me bastante atraído por ela, mas sinto vergonha de estar a fazer o que faço à minha esposa.”

Carlos, Seixal

Caro leitor,

A situação que está a viver está-lhe a causar instabilidade emocional uma vez que tem mantido uma relação extra-conjugal com uma amiga do seu filho. O leitor diz sentir-se envergonhado por estar a trair a sua esposa, mas não acaba a relação que mantém com essa rapariga. A relação que mantém com a sua esposa é baseada em algo sólido tal como a amizade, carinho e companheirismo, enquanto que a relação que mantém com a amiga do seu filho é baseada em algo passageiro e superficial como a luxúria e a atracão sexual. Cabe a si reflectir e averiguar em qual das relações se sente melhor e quais as suas metas. Deve evitar continuar a viver nesse dilema que já dura há um ano. Viver relações simultâneas não é justo nem correcto para nenhuma das partes.

Primeira vez

Sou virgem e tenho muito medo da minha primeira vez... O meu namorado quer muito, mas eu sinto muitas dúvidas. Se apenas usar o preservativo estou protegida ou corro o risco de engravidar?
Será que me podia explicar como faço as contas para ter menos probabilidade de engravidar? Tenho um período irregular e não sei como resolver isto.
Mónica
Cara Mónica,
Não se deixe pressionar para iniciar a sua vida sexual. Será melhor fazê-lo com alguém que espera pela sua vontade e segurança em o fazer, ao seu ritmo e praticando sexo seguro.
Proponha-lhe irem a uma consulta de planeamento familiar para escolherem um método que vos sirva e a deixe liberta para descobrir o prazer da vossa sexualidade. A contracepção dupla (pílula+ preservativo) é a mais eficaz e recomendada, pois para além de prevenir a gravidez indesejada protege-os a ambos de infecções sexualmente transmissíveis.
O preservativo é muito eficaz na prevenção da gravidez indesejada, mas tem de ser colocado correctamente, veja como:
1) Verifique antes do encontro o estado da embalagem, a data de validade e se tem certificado de qualidade de Comunidade Europeia, que garante que está em boas condições;
2) Quando o homem tiver uma erecção satisfatória e antes de qualquer contacto genital, abra a embalagem exterior do preservativo, sem utilizar os dentes, tesouras, unhas ou algo afiado (pode empurrar o preservativo para um dos lados da embalagem);
3) Com três dedos (polegar, indicador e médio) agarrem a ponta/recipiente do preservativo, para haver espaço para onde o esperma sair – pode ser feito pelo homem ou pela mulher.
4) Logo depois de ejacular, retire o preservativo a partir da base do pénis, sem permitir que saia algum sémen para a zona genital vaginal, dê um nó, embrulhe em papel e deite num caixote do lixo.
Se seguir estas regras e apenas utilizar lubrificante adicional à base de água e nunca à base de óleo, a eficácia na protecção dos riscos sexuais é de 95%. Pode ser necessário o homem praticar sozinho antes da relação sexual e lembre-se que existem em vários formatos, cores, sabores…Descubra qual é o melhor para si!
Em relação ao cálculo do seu período fértil, ou seja, os dias em que há maior probabilidade de engravidar, saiba que como método contraceptivo é muito falível e ineficaz, pois depende muito do casal e de factores difíceis de avaliar. Comece por anotar durante uns 6 meses o primeiro dia da sua menstruação, para saber a média de dias do seu ciclo. Depois, subtraia 18 dias ao seu ciclo mais longo e 12 ao seu ciclo menor – o intervalo entre estes dias é o seu período fértil, sendo que os espermatozóides podem viver dentro do corpo da mulher até 5 dias. Faça as contas aqui: www.sexualidades.com
Lembre-se que como os seus períodos são irregulares é mais complicado fazer estas contas e ficar segura com o método do calendário – consulte um médico e planeie com tempo a sua primeira vez. Verá que não se vai arrepender. Boa sorte.

A tentar engravidar

Há um ano que pretendo engravidar e comigo está tudo bem, mas o meu marido tem poucos espermatozóides. Já fomos ao médico e ele não receitou nada. Disse que não era necessário. Gostaria de saber se é possível engravidar e se me podia dizer algum medicamento para ele tomar e a sua forma de tomar. Por favor responda, gostávamos mesmo de ter um bebé.
Graça
Cara Graça,
A medicina só costuma aplicar tratamentos de fertilidade a casais que estão a tentar há mais de um ano e meio a dois anos, sem contracepção e sem conseguir a gravidez. Como só está a tentar há um ano, pode ser a vossa ansiedade de ter um bebé que não deixa o processo se desenrolar naturalmente, tente relaxar e simplesmente deixar-se levar pelo prazer do sexo, sem pensar demasiado no seu desejo de engravidar.
Em Portugal, os médicos que tratam as questões de fertilidade estão nos hospitais ou clínicas privadas, veja mais em: http://www.apfertilidade.org/ , se sente que o seu médico não lhe responde às suas dúvidas tente marcar uma consulta que a deixe mais descansada. Não poderei dar-lhe uma resposta mais completa por email, pois nestas questões complexas de conseguir ou não engravidar terá mesmo de ser uma equipa especializada a fazer o seu trabalho. Boa sorte.