Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Que devo fazer para proporcionar à minha namorada orgasmos múltiplos?”

“Amo imenso a minha esposa e gostava de lhe dar mais prazer. Ouvi falar em orgasmos múltiplos, o que é isso?”

Joaquim – Covilhã

 

 

Caro Leitor:

Os orgasmos múltiplos são uma sequência de vários orgasmos cuja intensidade, quantidade e velocidade variam de mulher para mulher. O primeiro passo para atingir o orgasmo múltiplo é dar bastante atenção aos preliminares e estar atento às reacções da sua namorada durante o acto sexual. Descubra o tipo de estimulação de que ela mais gosta, e faça-o durante mais tempo do que o normal, sem parar após o primeiro orgasmo. Basicamente, para que uma mulher atinja orgasmos múltiplos é necessário que o homem proporcione uma estimulação contínua e mais prolongada. Tenha no entanto em mente que nem todas as mulheres têm a capacidade de os experimentar, muitas mulheres com vidas sexuais completamente normais e satisfatórias conseguem ter apenas um orgasmo, independentemente da estimulação que recebam. Converse com a sua namorada sobre isso, pois nenhuma mulher no Mundo se vai importar se o seu parceiro lhe quiser dar mais prazer!

“Tenho tido dificuldade em ficar lubrificada.”

“Tenho 36 anos e estou casada há 8. Eu e o meu marido nunca tivemos problemas a nível sexual, mas ultimamente tenho tido dificuldade em ficar lubrificada. Será que passado todos estes anos estou a ficar seca?”

Vânia, Matosinhos

 

Cara leitora:

Existem várias explicações para o seu problema. Pode dar-se o caso de ter uma infecção vaginal, que causa desconforto durante a penetração e, logo, dificuldade na lubrificação. Pode também dar-se o caso de estar a tomar algum medicamento que diminua o desejo sexual, fazendo com que tenha mais dificuldade em excitar-se sexualmente e atingir a lubrificação necessária para a penetração. Outra possibilidade é a leitora estar em fase de pré-menopausa. Apesar de a maioria das mulheres atingirem a menopausa em idades mais avançadas, existem excepções nas quais mulheres entram em fase de pré-menopausa por volta dos 35 ou 36 anos de idade. Se esse for o seu caso, a dificuldade em ficar lubrificada é devida a níveis irregulares de estrogénio, que nem sempre são acompanhados por ausência de menstruação. Aconselho-a a consultar um médico para descobrir qual a causa da sua dificuldade em ficar lubrificada, mas entretanto utilize lubrificante o que tornará a penetração bastante mais confortável.

“Devo aderir ao Swing?”

 
 
“Sempre fui feliz com a minha companheira, e sempre experimentamos, a nível sexual, tudo o que existia. Agora estou indeciso em aderir ao Swing, talvez por desconhecimento ou receio, mas a verdade é que sinto uma forte curiosidade e a minha companheira partilha do mesmo interesse que eu, sendo que já abordámos este assunto por diversas vezes.”
 
Alexandre, Odivelas
 
Caro Leitor,
O Swinger encara a sexualidade desprovida de preconceitos, na qual há uma libertação de tabus e as fantasias ganham vida com outros casais, aceitando que o parceiro tenha relações sexuais com outras pessoas. Há efetivamente um envolvimento carnal e nunca sentimental. 
Os swingers encaram o casamento como um partilhar em pleno de uma vida a dois, valorizando a fidelidade emocional em detrimento da física. Por isso o que tem de perceber e discutir com a sua parceira é o que pretendem enquanto casal. 
A introdução desta nova prática sexual na vida do casal pode provocar profundas mudanças na forma de viver a vossa relação de casal e a vossa sexualidade. Procure, em conjunto com a sua parceira, ponderar os prós e os contras na adesão a esta prática, equacionando o que será melhor e mais proveitoso para ambos.

Receitas afrodisíacas para cada signo: Carneiro, Leão e Sagitário

filetescomcamarc3a3o.jpg

 

Ponha uma mesa com requinte, coloque um castiçal ou dois com velas bordeaux, faça um centro de mesa com flores brancas e bordeaux junto destas coloque o seu cristal protetor, para que este lhe traga um ano cheio de saúde, amor e sucesso. Use uma lingerie, o mais atrevida possível, de cor bordeaux. Se quiser vestir-se, vista-se!

 

Entrada

Batatas Viagra

Ingredientes

8 batatas

3 ovos cozidos

2 colheres de sopa de natas

1 chávena de café de sumo de limão

1 chávena de café de óleo vegetal

1 cebola ralada

1/2 colher de chá de mostarda

2 pimentos verdes picantes

1 dente de alho esmagado

1 colher de sopa de salsa picada

3 tomates maduros

sal, azeite e pimenta

Preparação

Coza as batatas e os ovos, esmague as batatas antes destas arrefecerem e corte os ovos em quatro partes. Junte numa frigideira o azeite com o sumo de limão, as natas, a cebola, o alho , a mostarda, os pimentos, sal e pimenta q.b., e deixe refogar um pouquinho. Agora deite esse molho sobre as batatas esmagadas e misture bem. Coloque essa mistura num pirex, enfeite com os ovos e os tomates cortados às rodelas já temperados. Agora esta apetitosa entrada está pronta para ir para a mesa. 

 

Sopa

Cenouras saltitantes

Ingredientes

2 cenouras

1 chávena de sumo de laranja

1 colher de sopa de mel

4 colheres de sopa de natas

1 cravinho

1 pau de canela

½ colher de chá de gengibre

1 colher de café de noz-moscada

sal, pimenta q.b.

Preparação

Coloque uma panela ao lume a ferver com todos os ingredientes menos o mel e as natas, e deixe cozer durante 15 minutos. De seguida triture todos os ingredientes. Ligue novamente o lume e junte a esse caldo o mel e as natas, não deixe ferver. A sua sopa está agora pronta a ser servida.

 

Prato principal

Filetes de linguado com molho branco

Ingredientes

1 kg de filetes de linguado;

sal q.b.;

sumo de 2 limões;

2 colheres de sopa de manteiga.

Para o molho branco

4 dl de leite completo;

2 colheres de sopa de alcaparras;

2 colheres de sopa rasas de farinha;

1 pacote de natas.

Preparação

Tempere os filetes com o sumo de limão e um pouco de sal. Deixe tomar gosto por 30 minutos. Com uma colher de manteiga barre muito bem um pirex e, coloque o peixe, com a outra colher de manteiga faça nozinhas e distríbua sobre os filetes, leve ao forno por +/- 30 minutos, regando o peixe com o próprio molho. Entretanto leve ao lume num tachinho a manteiga a derreter, junte a farinha mexa bem sem deixar queimar. Adicione o leite misturado com as natas e mexa até engrossar. Retire o peixe do forno. Misture as alcaparras ao molho branco e verta sobre o peixe. Polvilhe com um pouco de queijo ralado (fac.) e leve ao forno a gratinar. Sirva com arroz branco solto e uma salada verde.

 

Sobremesa

Bavaroise tântrico

Ingredientes

3 claras

½ chávena de açúcar

½ de água

3 colheres de chá de gelatina em pó

½ chávena de natas batidas espessas

1 chávena pequena de café concentrado

1 colher de sopa de chocolate negro

 essência de baunilha e rum

Preparação

Faça um caldo com água, açúcar e umas gotas de essência de baunilha e rum. Bata as claras em castelo. Deite agora pouco a pouco o caldo nas claras e bata suavemente até arrefecer. Desfaça a gelatina no café e chocolate quente. Deite agora este molho por cima das claras, acrescente as natas e mexa suavemente. Coloque, em taças individuas, e leve ao congelador. É servida como um gelado, se quiser pode desenformar.

“Devo fazer terapia sexual?”

“Tenho 46 anos, sou casado há 17, mas de há uns três anos para cá eu e a minha esposa deixámos de nos dar bem a nível sexual. Embora tivéssemos recorrido ao apoio de um
Psicólogo, continuámos com o mesmo problema. Será que consultar um especialista
em sexualidade poderá ajudar?”

Tiago, Seixal

 

Caro leitor,

Sem dúvida que sim, um sexólogo credenciado tem a formação e o treino necessário para saber lidar com qualquer tipo de problema do foro sexual. Se tem tido dificuldades a nível sexual com a sua esposa, definitivamente aconselho-o a procurar um especialista. Além disso, é bastante
importante que ambos sejam sinceros durante a terapia tanto um com o outro como
com o vosso terapeuta, e que ambos participem activamente na terapia indo às
sessões, fazendo os exercícios recomendados em casa e demonstrando empenho e
vontade de melhorar, pois apenas com o empenho de ambos verão resultados.

“ Não consigo atingir o clímax!”


 

“ Sou casada e tenho uma vida sexual activa, mas de há algum tempo para cá não consigo atingir o orgasmo e não entendo porquê!”

 

 

Ana – Loures

 

 

Cara Leitora:

O facto de não conseguir atingir o orgasmo pode ter várias causas: andar mais cansada do que o habitual, estar a passar por um período de desequilíbrio emocional ou uma crise matrimonial, estar a fazer algum tratamento médico cuja medicação bloqueie os receptores de serotonina no cérebro (o que pode dificultar o orgasmo), ou simplesmente andar a pensar demais nesse problema. O facto de antes de começar a relação sexual pensar que pode não atingir o orgasmo já é meio caminho andado para que isso acabe por acontecer. Liberte-se de todo o stress e preocupações que a rodeiam, procure relaxar bastante, se puder goze um fim-de-semana romântico com o seu marido, e verá como o clímax acabará por chegar.

 

Será que o meu marido é gay?

“Estou casada há três anos e eu e o meu marido temos uma relação muito feliz. Sexualmente ambos gostamos de experimentar novas situações, temos a mente aberta e somos pessoas aventureiras. No entanto, houve algo que me surpreendeu e que me tem vindo a suscitar duvidas. Há tempo, enquanto fazíamos amor, introduzi um dedo no ânus do meu marido e notei que ele gostou imenso, teve mesmo prazer. Será que o meu marido é gay?”

Patrícia, Guimarães

Cara leitora,

O ânus é uma região especialmente sensível, quer para homens quer para mulheres, e por essa razão não é caso para ficar alarmada. Existem homens que têm prazer em ser penetrados, o que não faz com que sejam necessariamente gay. Existem, até, brinquedos sexuais que podem ser usados para a penetração masculina, como é o caso dos strap-on, dildos que a mulher pode usar como se de um cinto se tratasse. Mesmo que o seu marido seja bissexual e tenha prazer quer num relacionamento sexual com homens quer com mulheres isso não implica que não tenha prazer consigo e que a vossa relação não possa continuar a ser boa como tem sido até aqui. Converse com ele sem ser crítica e sem fazer julgamentos, pois esta até pode ser uma forma de dinamizar o vosso relacionamento.

Ter uma vida sexual activa depois dos 60 é errado?

homem-meia-idade-homem-1345730781328_956x500.jpg

 

"Tenho 65 anos e sou viúvo. Há um ano e meio que namoro uma senhora de 59 anos de quem gosto e com quem tenciono casar. Damo-nos muito bem e temos uma vida sexual bastante boa, no entanto as pessoas criticam-nos dizendo que somos "velhos demais" para essas coisas e que devíamos ter juízo. Será que eles têm razão?"

Adelino - Carnaxide

 

Caro leitor,

Claro que não! Ao contrário do que algumas pessoas mais jovens possam pensar, muitos homens e mulheres entre os 50 e 80 anos de idade continuam a ter relações sexuais, havendo mesmo quem afirme que sentem mais prazer agora do que quando eram mais novos. Há indivíduos no entanto que reduzem a sua atividade sexual nessas idades, mas por vezes isso é devido à dificuldade em encontrar parceiro, ou deve-se a pressões sociais como as que o leitor está a ser alvo, tabus a nível pessoal acreditando que não é correto ser sexualmente ativo, ou mesmo preocupações de saúde achando que o sexo pode causar doenças. É difícil estimar a atividade sexual em indivíduos de idades mais avançadas, pois tal como os adolescentes, eles tendem a reprimir e esconder a sua vida íntima com medo de serem criticados. Não se preocupe com aquilo que os outros pensam pois provavelmente têm ciúmes da sua relação. Aproveite a boa disposição da sua companheira, divirtam-se e vivam a vossa relação da forma que vos trouxer mais felicidade. Façam aquilo com o qual se sintam confortáveis.

“Porque é que o meu marido se masturba?”

 “Sou casada e tenho uma relação sexual satisfatória com o meu marido. No entanto, sinto-me apreensiva porque há uns dias surpreendi-o a masturbar-se. Não consigo entender porque é que ele se masturba. Será que já não me deseja? Ele diz que é para se livrar do stress do dia-a-dia, mas nunca ouvi falar nisso. O que já ouvi falar é que libertamos a tensão sexual, mas ele diz que não é isso. Gostaria que me ajudasse a compreender o que se passa com ele.”

 

Lídia, Setúbal

 

 

Cara leitora,

 A masturbação é uma actividade de busca de prazer com o próprio corpo e órgãos genitais, que pode ser feita solitariamente ou numa relação sexual. O prazer que o seu marido sente ao fazê-lo sozinho não significa que não goste de si, não goste da vossa relação ou que precise de mais qualquer coisa sexualmente. Há efectivamente pessoas que utilizam a masturbação para aliviar o stress (quanto mais nervosas mais o fazem) e, se isso não significar falta de controlo, inadequação dos sítios e situações onde o fazem, ou seja, se não houver um carácter compulsivo no comportamento, não há problema nem é disfuncional. Apenas pode chocar se não souber que é possível e se moralmente não gostar da ideia de masturbação. Como reagiu negativamente ao perceber que ele o fazia na sua ausência, ele sentiu-se pressionado a dizer que não sentia prazer. Pode ser que o sinta ou não, mas tal não põe em causa o que sente por si e as relações sexuais que tem consigo.

Não se afaste do seu marido nem o trate mal por ter descoberto isto. Tente falar e compreender melhor e abertamente como ele se sente consigo e com a vossa relação e fique descansada que a masturbação não deve interferir no vosso amor. Pode pensar se lhe apetece apimentar a vossa relação e ser a leitora a masturbá-lo – informe-se em livros, em sites da internet ou entre amigas sobre como fazê-lo e como tratar o pénis, para o surpreender e lhe mostrar que a masturbação feita por si pode ser um estímulo de prazer intenso!

“Desejo que a minha namorada me domine!”

 

“Namoro há um ano e sempre quis que a minha namorada me dominasse na cama. Gostaria que ela fosse mais agressiva, mas não sei como pedir-lhe que faça isso, tenho medo que ela me ache depravado.”

 

Miguel, Seixal

 

Caro leitor

Não existe mal algum em gostar de ser dominado quando faz amor com a sua namorada desde que a prática seja inofensiva. Existem milhares de homens e mulheres que partilham da sua preferência, o que pode até ser o caso da sua namorada. Pessoas que optam pela prática sexual sadomasoquista estabelecem regras bem claras para que nenhum dos intervenientes se magoe. Qualquer prática sadomasoquista deve ser consensual, segura, e deve ser terminada assim que um dos intervenientes o deseje. Seja ousado e provoque a sua namorada, leve um lenço de seda para a cama e peça que ela lhe vende os olhos, ou lhe ate as mãos enquanto fazem amor. Fale durante o acto sexual e diga à sua namorada como quer que o toque, isso pode ser bastante excitante para ambos. Dessa forma com certeza que ela vai realizar os seus desejos.

 

Pág. 1/3