Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Uma Noite Ardente

 

Planeie a sua noite de sedução começando pelo menos duas horas antes da chegada do seu parceiro. Prepare um menu delicioso, seleccione a sua música favorita, ponha a mesa, e relaxe.
Apague as luzes e acenda muitas velas. Crie uma iluminação exótica, adornando
as lâmpadas com tecidos. A lareira acesa aquece as emoções no Inverno, assim
como uma brisa balançando as cortinas numa noite quente de Verão encanta o
ambiente. Monte uma mesa elegante com um arranjo floral para criar um ambiente
romântico. Mas não se limite! Um sofá com almofadas macias e uma mesa baixa com
um buffet de entradas afrodisíacas  pode ser confortavelmente sensual. Ou, melhor ainda, salte da mesa de jantar para o quarto de dormir, preparando uma mesa revestida com pétalas de rosa na sua
cama, de forma a poder explorar os prazeres da comida. Renda-se à magia dos aromas usando velas aromáticas de baunilha (relaxante), ou canela (hilariante), ou abóbora (estimulante). O cheiro da culinária também excita. Alho cozinhado, pimenta, cebola, especiarias… um quarto com aromas evoca excitação sensual. O que beber com o seu menu sedutor? Pode preparar cocktails e bebidas exóticas, mas não exagere no álcool pois o álcool provoca desejo, mas prejudica o
desempenho sexual.

Tema de hoje: Fantasias

“Tenho 22 anos e há uns meses os meus amigos desafiaram-me a assistir a um espectáculo de striptease. Desde então não consigo parar de pensar na forma como aquelas mulheres dançavam, e masturbo-me várias vezes ao dia a pensar nelas. Serei tarado?”
João, Alcochete
 
 
Caro leitor,
O seu comportamento é perfeitamente normal, por isso esteja descansado quanto às atitudes que tem vindo a ter. Ao contrário do que durante muito tempo se pensou, a masturbação não é um acto perverso, obsceno ou indecente. A masturbação é algo inerente à sexualidade humana e deve ser aceite com naturalidade, tal como as fantasias que a estimulam. Quanto ao facto de gostar de striptease não há qualquer problema, pois a grande maioria dos homens partilha do mesmo gosto, caso contrário não existiriam casas de striptease. A mente humana e as suas fantasias são o mais forte afrodisíaco alguma vez inventado, pois na nossa mente podemos realizar todas as nossas fantasias sem receios ou limites. O que pode estar a deixá-lo apreensivo é a frequência com que as fantasias sobre mulheres a fazer stiptease têm surgido na sua mente e a quantidade de vezes que se tem masturbado ao pensar nisso. Se verificar que esse comportamento se torna incontrolavel, tornando-se constrangedor e incomodativo, procure um especialista na área da sexologia para que este possa aconselhá-lo sobre a melhor forma de ultrapassar esta questão.
 

“Ela quer mais preliminares!”

 

 

“Namoro há 2 anos e sempre considerei o sexo com a minha namorada bastante satisfatório. No entanto, ela disse-me que eu só quero penetrá-la e que fujo dos preliminares. Porque será que os preliminares são tão importantes para ela? Será que eu não a satisfaço apenas com a penetração?...”

Paulo, Figueira da Foz

 

 

Caro leitor:

Infelizmente, a maior parte dos homens pensa como você, pois essa é uma das mais frequentes queixas das mulheres. Para os homens basta 2 ou 3 minutos de estimulação sexual directa com a parceira para atingir o orgasmo. Contudo, a mulher normal leva cerca de 20  a 30 minutos para tal. É natural que os preliminares sejam tão importantes para ela. A maioria das mulheres precisa de preliminares para ficarem excitadas e atingirem mais facilmente o orgasmo. Os preliminares não são apenas uma “entrada” para chegarmos ao “prato principal”. É importante ter em mente que para algumas mulheres o clímax só é atingido através dos preliminares. Pense assim: os preliminares melhorarão o sexo para ambos. Saboreie cada nova experiência, relaxe e não tenha pressas. Se ama realmente a sua namorada, leve o tempo que for necessário para que ela possa também gozar dos prazeres do sexo.

 

Tema de hoje: Circuncisão Masculina

 

Comecei agora a ter relações sexuais e tenho bastantes dores. Acho que é porque ainda tenho aquele cordãozinho que agarra a ponta do pénis ao resto (freio ou prepúcio, penso eu). Devo ir a algum médico? É normal isto acontecer?
 
David
 
Caro David,

 

O prepúcio e o freio são duas partes diferentes da anatomia do órgão sexual masculino: o prepúcio é uma pele fina e elástica que cobre a glande e o freio é a ligação do prepúcio à glande.

 

Como descreve dores intensas nas relações sexuais, tal pode acontecer porque o prepúcio não é suficientemente elástico ou porque o freio é curto – em ambas as situações deve submeter-se à pequena cirurgia que refere e prevenir maiores complicações futuras para si.

 

Saiba que muitos homens fazem a circuncisão logo cedo enquanto bebés, por razões culturais ou familiares, embora na cultura portuguesa apenas se faça em situações recomendadas medicamente, como a sua. Saiba que é uma operação simples e rápida, em que o prepúcio é cortado à volta da glande e suturam as peles. Coloca-se então um penso protector que é retirado depois de 2 a 3 dias e os pontos depois de 7 dias. A cicatrização total ficará completa ao fim de 2 a 3 semanas e poderá aproveitar melhor as relações sexuais a partir daí.

 

Pode ter medo de perda de sensibilidade, mas não se preocupe: depois da operação esta aumenta um pouco, mas será fácil de se habituar e como as dores durante o sexo desaparecem, certamente gostará da sua nova sensibilidade!

 

Os médicos que realizam esta operação chamam-se urologistas e poderá ter acesso a uma consulta da especialidade através do seu médico de família, num hospital da sua área de residência.

 

“Clítoris inchado”

Tenho 17 anos e cada vez que eu e o meu namorado curtimos ele toca-me no clítoris, mas eu nunca atinjo o orgasmo, o problema é que passados alguns dias este ainda está inchado e dói-me. O que será que devo fazer?

 

Margarida, Alcácer
do Sal

 

Cara leitora,

Quando as mulheres estão sexualmente excitadas dá-se um aumento da circulação sanguínea na zona genital, e algumas mulheres atingem o orgasmo e outras não. No seu caso, a leitora fica excitada mas acaba por não atingir o orgasmo, o que se deve à sua pouca idade e inexperiência sexual. Por isso não se preocupe pois uma vez que conheça melhor o seu corpo, vai ver que se tornará mais fácil sentir prazer sexual. Quanto ao inchaço do seu clítoris este deve ser devido a um excesso de estimulação por parte do seu namorado, por isso fale com ele para que a estimule de forma mais gentil e durante menos tempo. Experimente também utilizar um gel lubrificante durante a masturbação mutua, ou experimente guiar a mão do seu namorado, para que ele saiba onde e de que forma a deve tocar sem causar desconforto.

 

Sinta-se SEXY

 

Prepare-se, depois de um longo dia de trabalho, tome um banho perfumado. Escolha um aroma excitante para o seu banho, como óleo ilangue-ilangue ou sândalo, para aumentar a sensualidade. Relaxe, leve o tempo de que necessitar e pense no que se vai seguir.

A combinação do óleo perfumado com a agua morna vai fazer o seu corpo brilhar de sensualidade.

 

Existem óleos com propriedades afrodisíacas, tais como, Pimenta preta, cardamomo, salva, jasmim,
Zimbro , Flor de Laranjeira, Patchouli, Rosa, Sândalo e Ilangue-Ilangue.

 

"A impotência tem cura?"

"Tenho 43 anos e estou casada há 10. Sempre tivemos uma relação satisfatória a nível sexual, mas ultimamente o meu marido anda com problemas na vida dele, o que tem afectado o seu desempenho na intimidade. Eu acho que o stress o está a tornar impotente, há cura para esta situação? Como posso ajudá-lo?"

Conceição, Matosinhos

Cara Leitora,

São vários os motivos que podem afectar o desempenho sexual do homem, quer sejam factores emocionais, físicos, ou ambos. Recomendo-lhe que aconselhe o seu marido a ir a um médico urologista para realizar alguns exames e medir os níveis de testosterona. Se estes valores forem normais então terão de procurar outras possíveis causas para o problema.
O seu marido está a tomar alguma medicação? Sofre de diabetes, problemas de hipertensão arterial ou coração? Estas são algumas das causas mais comuns de impotência. Quanto a saber se a impotência tem cura, com o desenvolvimento da Medicina, existem cada vez mais soluções de todo o tipo, por isso esteja descansada. Comecem por identificar possíveis causas físicas ou médicas para o problema, se estas forem excluídas então trata-se de algo do foro psicológico, talvez stress, ansiedade, ou mesmo problemas matrimoniais. Dê ao seu companheiro o apoio de que ele necessita e verá que tudo irá correr pelo melhor.

“Passo o dia ao computador a ver pornografia….”

Tenho 34 anos e não tenho namorada. Neste momento estou desempregado, passo o dia em casa e acabo por estar muitas horas ao computador a ver pornografia. Isso faz-me sentir culpado, mas não consigo evitar. Sinto que o meu comportamento não é normal… o que hei de fazer?”

 

José, Matosinhos

Caro leitor,

O que descreve parece ser um caso típico de um comportamento sexual aditivo, como um vício que é vivido da mesma forma que qualquer outro. Existem de facto, muitas pessoas que, tal como você, têm a compulsão de ver pornografia, e devido a isso passam horas a visitar sites de teor sexual. Este comportamento torna-se mais grave quando as pessoas acabam por se desligar da sociedade, dando mais importância ao ecrã e ao mundo virtual do que àquilo que se passa à sua volta, não estabelecendo relacionamentos amorosos e até mesmo perdendo o emprego. O facto de estar desempregado e ter muito tempo livre está a fazer com que se desleixe no dia a dia e vá abandonando as suas rotinas sociais. Apesar de a pornografia não ser, por si só, algo nefasto, o seu consumo excessivo torna-a prejudicial para a sua vida a todos os níveis. Procure passar um dia fora de casa, saia com os seus amigos, obrigue-se a sair e a combinar encontros com outras pessoas, procure emprego ativamente, sem o fazer apenas pelo computador. Comece a reduzir progressivamente o tempo que passa nesses sites e, se não for capaz, procure um grupo de apoio para o ajudar a superar comportamentos aditivos.

“Sempre tive dificuldade em manter a ereção…”

“Tenho 49 anos e sempre tive dificuldade em aguentar muito tempo sem ejacular. Agradecia imenso um conselho seu (pois acredito que compreende a minha ansiedade), se há algum medicamento que possa tomar, quer para manter a libido quer para ajudar a reduzir a ejaculação precoce. “

 

António, Covilhã

 

Caro leitor,

Existe uma técnica utilizada muito frequentemente para ajudar a reduzir a ejaculação precoce, pois apresenta resultados muito satisfatórios: é a chamada técnica do Squeeze, também denominada técnica de Compressão. Para pô-la em prática, deve masturbar-se todos os dias sem se deixar atingir o orgasmo, e quando estiver próximo do momento em que acha que vai ejacular, pare, aperte a base do pénis (sem se magoar) com os dedos polegar e indicador, e conte até 5. Depois retome a masturbação. Deve repetir este exercício diário umas 3 ou 4 vezes e só depois deve permitir a ejaculação. Vai ver que se efetuar esta técnica com regularidade, após algumas semanas vai aguentar bastante tempo mais durante a penetração do que agora.

  

 

“Como dar orgasmos múltiplos à minha namorada?”

 

 

“Amo muito a minha namorada e gostaria de lhe dar ainda mais prazer. Ouvi falar em orgasmos múltiplos, o que é isso? O que devo fazer, para proporcionar à minha namorada orgasmos múltiplos? Como posso praticar isso?...”

 

Mário, Carnaxide

 

Caro Leitor:

Os orgasmos múltiplos são uma sucessão de vários orgasmos cuja intensidade e quantidade varia de mulher para mulher. Apesar de estes serem bastante populares, nem todas as mulheres conseguem ou desejam ter orgasmos múltiplos, por isso, antes de tentar, converse com a sua namorada para saber se isso é algo que ela esta interessada em experimentar ou não. O primeiro passo para atingir o orgasmo múltiplo é dar bastante atenção aos preliminares e estar atento às reações da sua namorada durante o ato sexual. Basicamente, para que uma mulher atinja orgasmos múltiplos requer que o homem proporcione uma estimulação contínua e mais prolongada geralmente do clítoris. Tenha, no entanto, em mente que nem todas as mulheres têm a capacidade de os experimentar, muitas mulheres com vidas sexuais completamente normais e satisfatórias experienciam apenas um orgasmo independentemente da estimulação que recebam.

 

Pág. 1/3