Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“O orgasmo do homem é igual ao da mulher?”

 

“Gostaria de saber se o homem e a mulher experimentam o orgasmo da mesma forma?”.

Gustavo, Vilamoura

 

Caro leitor

Tanto o homem como a mulher sentem prazer quando têm os seus órgãos genitais estimulados. Masters e Johnson realizaram um estudo sobre o orgasmo e descobriram que homem  pode ter de 6 a 9 contracções da zona pélvica durante o orgasmo enquanto que a mulher pode ter de 9 a 12 contracções durante o orgasmo. Os autores não estabeleceram um valor máximo de contracções da zona pélvica durante o orgasmo, mas os números podem variar bastante, pois cada pessoa é um caso único tendo orgasmos de diferentes intensidades. Em regra geral o orgasmo masculino é acompanhado de ejaculação enquanto que o feminino não. No entanto, existem excepções nas quais homens podem ter orgasmos sem ejacular e mulheres podem ejacular durante o orgasmo. Outra diferença entre o orgasmo feminino e o masculino é o facto da mulher poder ter vários orgasmos múltiplos durante o mesmo acto sexual enquanto que o homem necessita de algum tempo após terminado o acto sexual até que possa recomeçar e ter outro orgasmo.

 

“Será que a vasectomia não vai prejudicar o meu desempenho sexual?”

“Tenho 50 anos e o meu médico sugeriu que eu fizesse uma vasectomia. A minha esposa e eu temos algum medo, pois a minha mulher tem 44 anos e uma possível gravidez, nesta fase, será de risco. Também não desejávamos que ela fosse sujeita a uma intervenção mais dolorosa. Será que depois de fazer uma vasectomia, não conseguirei ter erecção e satisfazer a minha esposa como actualmente?”

 

André, Figueira da Foz

 

Caro Leitor:

 

A vasectomia é uma cirurgia que não implica que vá ficar impotente. A vasectomia é, de facto, uma pequena cirurgia que demora cerca de 20 a 30 minutos e é feita com anestesia local, para que não haja dor. Nesse momento, executam-se dois pequenos cortes no escroto de forma a cortar o canal, conhecido como canal deferente, de cada um dos lados e ata-se as extremidades. Muitos indivíduos do sexo masculino optam por este tipo de cirurgia para que a sua esposa e/ou parceira não seja submetida a uma operação muito maior e muito mais séria, chamada esterilização feminina.

Isto significa que, embora os espermatozóides continuem a ser produzidos nos testículos, já não conseguem percorrer o caminho até ao pénis. No entanto, não se verifica nenhuma alteração no desempenho sexual, nem tão pouco a perda do desejo sexual. Qualquer indivíduo que seja submetido a uma vasectomia continua a ter ejaculação, tal como antes e inclusivamente, o sémen parece exactamente igual.

 

“Será boa ideia fazer strip?”

 

“Vi na televisão uma rapariga que por gosto começou a fazer striptease e adorou. Por isso, lembrei-me se não seria boa ideia fazer striptease para o meu marido. O que acha?”

Mara, Amarante

 

 

Cara Leitora,

Surpreender é sempre uma boa fórmula para revitalizar qualquer relação. Neste sentido essa sua vontade em aprender a fazer striptease pode ser um bom elixir para dar um outro ânimo à sua vida conjugal. Desta forma, o uso da sua sensualidade poderá surpreender pela positiva o seu companheiro. Através de um comportamento irreverente e criativo poderá levar o seu marido ao delírio. Imagine a alegria dele ao ver a sua esposa a oferecer-lhe um show repleto de sensualidade.

Apesar das dificuldades iniciais não se acanhe. O melhor será preparar tudo pormenorizadamente e não dispensar os pequenos detalhes que farão a diferença. Abra os cordões à bolsa e compre uma lingerie sexy, com um ar atrevido e de preferência com ligas. Não se esqueça dos sapatos altos, mas confortáveis para dançar. É muito importante ter em atenção à música escolhida para criar o ambiente perfeito.

Basta colocar a imaginação a funcionar para conseguir proporcionar uma noite inesquecível ao seu marido. Poderá recriar inúmeras cenas fantasiando o que quiser.  Porém, tenha em conta que tudo o que é demais enjoa. Por isso, delicie o seu marido de vez em quando com um espectáculo de strip, mas procure as novidades das sex-shops para continuar a sua vida sexual e quebrar a rotina do dia-a-dia.

Sinta-se Mais Sensual

 

 

 

A chave para parecer sensual é sentir-se sensual. Mantenha tudo simples na sua vida, desde a roupa ao cabelo, da maquilhagem a qualquer outro acessório.

 

Use só o que lhe fica bem. Sentir-se-á sempre radiante. Use as melhores jóias que tiver, e uma roupa que lhe traga bons sentimentos ou memórias. Apesar de tudo, deve sentir-se confortável, por isso não vista nada que a faça sentir reprimida. Se você se quiser baixar ou apanhar uma concha na praia, deve ser capaz de o fazer. Se quiser descalçar os seus sapatos e molhar os seus dedos
numa poça de água, também deve ser capaz. Nunca vista nada que não lhe agrade, mesmo que agrade ao seu par. Vista-se para si.

 

Não exagere no perfume. Um pouco de óleo de essências no pulso e pescoço é tudo o que precisa (os homens vão achar menos sufocante). Se gostar de um perfume específico, use somente esse (como uma assinatura pessoal). Misturando levemente no cabelo, o aroma durará mais tempo. Lembre-se: se você puder cheirar o seu próprio perfume, é porque está a usar muito.

 

Melhore a sua Saúde Sexual. Nada é mais sexy que uma mulher saudável, e você não tem que
ser muito forte ou musculada para parecer saudável e sexy. Fazendo exercícios uns minutos por dia e uns minutos adicionais antes de um encontro, os seus músculos parecerão bem definidos e vai parecer escultural. Espreguiçar-se vai relaxá-la e fazê-la sentir mais confiante. Certifique-se de que mantém sempre a sua postura correcta pois se estiver direita vai parecer mais alta e magra. O
seu estômago também  parecerá liso e o seu peito maior. Você deve fazer exercícios de relaxamento todos os dias, de forma a evitar que a dor e a tensão se instalem. Deitada na sua cama com uma almofada debaixo dos seus joelhos vá descontraindo cada parte do seu corpo, uma
de cada vez. Faça isto depois do trabalho e antes de começar qualquer outra actividade. Isto vai rejuvenescê-la e dar-lhe mais energia. Massaje o seu pescoço e os seus ombros com um creme hidratante e suavemente vá rodando a sua cabeça circularmente, primeiro numa direcção e depois noutra.

Use estas simples sugestões sempre que precisar. Imagine somente o bem-estar e a vitalidade que vai transpirar quando cumprimentar o seu par. Não fique obcecada com as suas curvas. Você pode sentir-se imperfeita – mas ele não acha. Ele pensa que você é maravilhosa. Se for simples e confiante, toda a gente a vai achar bonita.

“Não consigo ter um orgasmo!”

"Tenho 28 anos e neste momento estou a viver uma nova relação que dura há 2 meses, mas tenho um problema, tenho dificuldades em atingir o orgasmo. Gosto do meu namorado e sinto-me bem com ele, mas como já sei que vai ser difícil chegar ao orgasmo tenho cada vez maior tendência para fugir ao contacto sexual com ele, invento desculpas para não fazermos amor e sei que isso o deixa infeliz e o afasta de mim. Gostava de resolver o meu problema, mas não sei como.”

 

Ana, Tomar

 

Cara Leitora,

A dificuldade em atingir o orgasmo é algo muito frequente e trata-se de uma das causas que mais origina insatisfação no campo sexual e consequentemente provoca abalos na relação de casal. A dificuldade em atingir um orgasmo pode deixar o casal nervoso e gerar uma escalada de ansiedades e insatisfações. Obviamente que as causas são várias e a “culpa” por esta situação não pode ser atribuída exclusivamente a nenhum dos elementos de casal, no entanto, um e outro podem auto-culpabilizar-se por esta situação. Por isso o melhor é discutir este assunto com o seu parceiro, explicando-lhe o que sente e a situação que está a viver. E importante que comunique com o seu namorado de forma a que ele saiba o que lhe dá mais prazer. À primeira vista poderá parecer-lhe uma conversa difícil dado o carácter recente desta relação e também dada a ansiedade que esta situação provoca, no entanto, será uma oportunidade única para o fortalecimento da vossa relação.

Dicas Sexuais

 "Os óleos aromáticos de massagem ajudam as suas mãos a deslizar ao longo da pele, e são um encanto para os sentidos."

 

Segredos do Sexo, Michele Pauli

 

Sou muito rápido!

 

“Quando tenho relações sexuais ejaculo muito rapidamente e não tenho a mesma reacção sexual que tinha dantes. Isto aconteceu de um momento para o outro, mas tenho apenas 28 anos, o que me deixa muito assustado. ”

 

Manuel, Faro

 

Caro leitor,

 

Os problemas sexuais podem surgir repentinamente, depois de uma experiência que correu mal e fica marcada na memória. A ansiedade de antecipar o que pode voltar a acontecer pode levar a que aconteça mesmo, pois está preocupado e menos dedicado a sentir prazer. Por outro lado, outros factores podem influenciar a sua capacidade de ter relações sexuais e a penetração: ter um problema, estar cansado, ter bebido muito álcool. Um médico de família ou um urologista podem pesquisar melhor se haverá causas fisiológicas para o seu problema.

Tente abstrair-se de problemas, relaxar, não partir logo para a penetração mas demorar nas carícias, sentir o corpo da outra pessoa e o prazer e satisfação que lhe pode oferecer, descobrir as suas zonas erógenas preferidas…

Seja realista na sua apreciação do tempo de ejaculação: uma relação sexual de penetração não dura tanto como se diz. Um estudo recente (da equipa de Eric Corty da Universidade de Penn State, que saiu no Journal of Sexual Medicine) refere que uma relação sexual ideal dura entre 3 e 13 minutos. Claro que se se sente insatisfeito com o tempo que dura a sua ejaculação, tem razões para procurar ajuda.

Experimente um produto retardante em pomada, que pode ser comprado numa sex-shop, para colocar na glande e fazê-lo perder um pouco a sensibilidade peniana. Pode também colocar um preservativo mais e tentar a masturbação com ele, antes de o colocar na relação sexual (pode inibi-lo e assim tem tempo de treinar sozinho até se sentir à vontade).

Apesar destas sugestões úteis, penso que deveria consultar um especialista, que lhe esclareça esta questão e lhe dê um apoio presencial, pois pode prevenir que este problema continue e o faça sentir-se cada vez pior consigo próprio e nas suas relações sexuais. Não tenha vergonha, a ejaculação precoce ou prematura é muito frequente em homens de muitas idades e tem tratamento! Boa sorte

Pág. 3/3