Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Os anti-depressivos interferem com o orgasmo?

sem orgasmo.jpg

Tenho estado a tomar anti-depressivos há já algum tempo e tenho notado que o meu desempenho sexual se alterou. Gostava de saber se os anti-depressivos diminuem a frequência dos orgasmos.

 Sara

Cara Leitora,

Alguns anti-depressivos, bem como medicamentos para a redução da ansiedade, têm como efeito secundário a diminuição do interesse sexual e dificuldade em atingir o orgasmo. Medicamentos como o Prozac ou Zoloft são notórios neste âmbito. O anti-depressivo que está no Mercado e que tem tido menos efeitos secundários a nível sexual e o Welbutrim. É bem provável que pelo facto de estar a ser medicada com anti-depressivos o seu desempenho sexual tenha sido afectado. Converse com o seu médico a respeito do que tem sentido, e se achar necessário peça que lhe receite outro anti-depressivo que tenha menos efeitos secundários, ou que altere a dose da medicação que está a tomar.

Será que entrei na Andropausa?

andropausa.jpeg

Tenho 55 anos e ultimamente tenho notado diferenças a nível emocional e sexual, e por isso me pergunto se estarei a entrar na andropausa?

 José

Caro Leitor,

Da mesma forma que a menopausa provoca alterações no corpo e no comportamento das mulheres, a andropausa manifesta-se nos homens provocando oscilações a nível físico e psicológico. Na andropausa, os homens podem observar mudanças a nível do desempenho sexual, bem como algumas alterações físicas e psicológicas. A andropausa define-se pela diminuição do nível de testosterona no homem, resultando no enfraquecimento do desejo sexual, bem como na dificuldade em manter a erecção. Outros sintomas que podem ser resultantes da andropausa são a diminuição do nível de energia física e a depressão. Convém referir que esta não é uma regra básica, pois cada homem é um caso. Porém, se achar necessário aconselho-o a dissipar as suas dúvidas junto de um especialista.

 

A incontinência urinária tem cura?

incontinencia-urinaria-696x392.jpg

Depois do parto do meu filho mais novo comecei a perder urina nas diversas actividades do dia-a-dia. Recentemente fui diagnosticada com incontinência urinária. Esta doença tem cura?

Soraia

Cara Leitora,

A incontinência (perda involuntária de urina) é uma doença que atinge muitas mulheres após o parto, principalmente se este foi demorado e a mulher danificou ou esforçou demasiado os músculos da pélvis. Assim sendo, a leitora não se deve envergonhar da situação, e o primeiro passo a dar é procurar ajuda médica. A incontinência pode ser tratada por via oral com o auxílio de medicamentos, através da intervenção cirúrgica com o implante de esfíncter artificial e, também, através de exercícios da musculatura pélvica. Por isso não perca mais tempo e procure um médico que a possa ajudar a ultrapassar esse problema de forma a voltar a ter uma vida normal sem preocupações.

Sofro muito com as dores do período!

sindrome-pré-menstrual.jpg

Tenho 21 anos e sofro imenso com as dores do período, chegando mesmo a ficar desesperada. Por vezes, fico tão mal disposta que nem sequer consigo ir às aulas.  Como posso ultrapassar este problema?

 Tânia

Cara Leitora,

De forma a evitar a perda excessiva de sangue durante o período da menstruação o útero contrai e liberta prostaglandina que é a substância que provoca a dor. Associadas à dor, principalmente no baixo-ventre e barriga, encontram-se sintomas como o enjoo, diarreia, vómito, enxaquecas, vertigens e cansaço. De forma a minorar a dor menstrual, existem comprimidos para as dores que podem ser tomados logo no início do ciclo. A pílula também pode ser recomendada, principalmente quando existe descontrolo hormonal. Os medicamentos apenas servem para atenuar as dores, não tratam o problema de uma vez por todas. Sendo assim, é aconselhável que solicite a ajuda do seu médico ginecologista para que possa ajudá-la a ter uma melhor qualidade de vida durante a menstruação.

Será que tenho cancro nos testículos?

dor testiculo.jpg

Tenho 37 anos de idade e o meu testículo esquerdo dói-me imenso quando lhe toco, e não sei porquê. Será que tenho cancro testicular?

Gonçalo

Caro leitor,

É importante que marque uma consulta com o seu médico o mais rapidamente possível de forma a que este lhe possa fazer um exame físico detalhado. Geralmente o cancro testicular manifesta-se através de um inchaço dos testículos, na maioria das vezes não acompanhado de dor. Este tipo de cancro é relativamente raro, manifestando-se geralmente em homens com idades entre os quinze e os vinte e cinco anos de idade, especialmente se estes não tiverem um dos testículos descaídos. Pode dar-se o caso de o leitor ter torcido o testículo ou ter feito uma lesão do mesmo resultante de alguma actividade física, por isso é importante que consulte o seu médico para que este lhe possa indicar o diagnóstico e tratamento mais indicados para o seu caso.

Não sou feliz a nível sexual

vida sexual infeliz.jpg

“Tenho 45 anos, sou casada há 15, e ultimamente tenho-me sentido insatisfeita sexualmente. Como devo lidar com a situação?”

Carla, Sacavém

 

Cara Leitora,

Uma vez que já está com o seu marido há 15 anos pode fazer com que a vossa relação tenha caído na rotina. Reflicta um pouco para que possa averiguar o que gostaria de alterar no vosso relacionamento, e converse com o seu marido para que juntos possam delinear estratégias que devolvam alguma diversidade à vossa vida sexual. Tenha imaginação e tente descobrir, juntamente com o seu marido, novas formas de sentir prazer e de estimular a vossa imaginação, não deixe que a vossa relação caia na rotina.

Terapia hormonal

reposição hormonal.jpg

 

"Tenho 30 anos e sou saudável, mas nunca senti muito desejo sexual. Uma amiga falou-me de terapia hormonal, e eu gostaria de saber do que se trata."

Anita, Lisboa

 

Cara Leitora,

A falta de desejo sexual é bastante comum entre as mulheres, principalmente quando o stress do dia a dia se torna excessivo. Existem hormonas, como por exemplo a testosterona, que quando tomadas em forma de suplementos podem fazer aumentar o desejo sexual. A Deidropiandrosterona, uma substância química que causa o aumento de testosterona nos homens e progesterona e estrogénio nas mulheres, é por vezes receitada por médicos com o objectivo de aumentar o nível de energia e bem-estar, em ambos os sexos. Os resultados deste tipo de terapia não estão totalmente provados e ela acarreta alguns efeitos secundários, por isso um médico especializado em sexualidade será a pessoa mais indicada para decidir se este tipo de terapia é aconselhável para si.  

Receitas afrodisíacas para cada signo: Gémeos, Balança e Aquário

Alimentos-Broxantes-x-Alimentos-Afrodisíacos-6---

 

Ponha uma mesa com requinte, coloque um castiçal ou dois com velas douradas, faça um centro de mesa com flores brancas e douradas junto destas coloque o seu cristal protetor, para que este lhe traga um ano cheio de saúde, amor e sucesso. Use uma lingerie, o mais atrevida possível, de cor dourado. Se quiser vestir-se, vista-se!

 

Entrada

Camarão sempre em pé

Ingredientes

10 camarões grandes descascados

½ chávena de vinho branco

½ folha de louro

1 pedacinho de casca de limão e sal

Maionese caseira

Preparação

Coza os camarões no vinho com o louro, o sal e o limão, durante 10 minutos em lume brando. Retire-os e deixe-os arrefecer. Sirva-os temperados com a maionese.

 

Sopa

Cebolas pornográficas

Ingredientes

2  chávenas de caldo de carne

2 cebolas picadas

1 pitada de cravinho em pó

1 pitada de açúcar

1 colher de sopa de óleo vegetal

4 colheres de sopa de queijo gruyère ou parmesão ralado

2 fatias de pão torrado

Preparação

Frite as cebolas em azeite até alourarem, acrescente o caldo e os restantes ingredientes menos o queijo e o pão, deixe cozer durante 10 minutos. Coloque em cada tigela uma fatia de pão e deite por cima o caldo a ferver, polvilhe agora com o queijo e leve ao forno durante 10 minutos.

 

Prato principal

Lulas excitadas

Ingredientes

4 lulas grandes

½ chávena de espinafres cozidos

½ de camarões cozidos

½ de leite

2 fatias de pão sem côdea

1 gema

3 colheres de sopa de óleo

2 colheres de sopa de manteiga

1 colher de sopa de cebola picada

1 alho esmagado

1 pitada de noz-moscada

sal e pimenta

Preparação

Coloque o pão de molho no leite. Coloque uma frigideira com o azeite ao lume e frite a cebola com o alho, sal, noz-moscada, a pimenta e os espinafres. Acrescente o pão bem esmagado e a gema e mexa muito bem, junte agora os camarões picados e a manteiga. Deixe apurar durante 5 minutos, sempre mexendo até obter uma pasta. Agora recheie as lulas com essa pasta que obteve e feche-as com um palito. Frite as lulas em óleo bem quente, coloque-as numa travessa e enfeite-a com rodelas de tomate.

 

Sobremesa

Figos flamejados ao rum

Ingredientes

8 figos grandes maduros e rijos

3 cálices de rum

1 colher de sobremesa bem cheia de manteiga

2 colheres de sopa cheias de açúcar

Preparação

Lave muito bem os figos com água morna, escorra-os muito bem e ponha-os num pirex que possa ir ao forno e à mesa. Salpique os figos com três colheres de sopa de água morna. Polvilhe com o açúcar e nozinhas de manteiga. Leve ao forno (médio) durante cerca 25 a 30 minutos. Retire-os do forno, aqueça um pouco o rum, deite sobre os figos e puxe fogo. Sirva imediatamente os figos em chama.

O meu namorado não quer usar preservativos!

898159.jpg

 

"Tenho 24 anos e iniciei recentemente um relacionamento com um rapaz de 30 anos. Ainda não tivemos relações sexuais, mas ele diz que não quer usar preservativos, e por isso não sei o que fazer, pois tenho receio de apanhar uma doença sexualmente transmissível."

Susana - Coimbra

 

Cara leitora,

Realmente essa é uma situação delicada, e acho que, dadas as circunstâncias, faz bem em esperar para ter relações sexuais com o seu novo namorado. Como a comunicação é a base de uma boa relação, tem de procurar frases e argumentos que o levem a compreender o seu lado nesta questão. A resistência de alguns homens em utilizar o preservativo pode ser grande, pelo que cabe a si defenderem a sua saúde sexual e encontrarem um compromisso que faça sentirem-se ambos seguros na relação sexual. Por vezes é apenas a falta de hábito dos homens que os leva a sentirem-se "apertados", "desconfortáveis" e até mesmo com menos excitação. Tente mostrar-lhe um lado divertido deste método, colocando-o de modos originais, mostrando-lhe como pode fazer aguentar mais tempo de penetração, o que pode até melhorar o sexo para os dois… Se ele continuar a rejeitar o uso do preservativo, sugira que ambos façam testes médicos antes de ter relações. Se ele se recusar, então cabe-lhe a si decidir se quer continuar o namoro com ele ou não, pense bem, pois você é dona do seu próprio corpo.

Dicas Sexuais

 "O Jardim Perfumado recomenda a contracção do músculo do amor, num dos mais íntimos "movimentos de amor" conhecido como "ligação amorosa".

 

(Segredos do Sexo, Michelle Pauli)

 

Pág. 1/3