Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Chamou-me de velho atrevido”

 

“Tenho 62 anos
e sou viúvo há 4 anos. Desde então nunca mais tive relações sexuais. (…) Porém,
comecei a interessar-me por uma jovem que frequenta a mesmo café que eu. Quando
ganhei coragem para lhe dizer o que sentia, ignorou-me. Embora tenha sido
rejeitado, todas as noites fantasio episódios de amor com ela e masturbo-me.
Isso tem algum mal?”

Joaquim,
Torres Vedras

Caro leitor,

 

A
verdade é que o amor não escolhe idades, mas não se martirize pelo facto de não
ter conseguido cativar a atenção da rapariga pela qual tem demonstrado
interesse. Outras oportunidades poderão surgir!

A
masturbação não é imoral nem nenhum acto perverso e não tem quaisquer
repercussões físicas ou psicológicas.

Para
saciar os estímulos manifestados fisicamente, próprios da sexualidade, o leitor
tem utilizado essa jovem como uma personagem para ilustrar as suas fantasias
sexuais nos momentos em que recorre à masturbação, de modo a atingir com maior
satisfação o clímax. Portanto, é perfeitamente normal aliar a fantasia à
masturbação para quebrar a rotina sexual, e no seu caso a abstinência de actos
que envolvam a penetração, e estimular a excitação.

De
modo a obter novas sensações na masturbação, aventure-se numa sex-shop para
conhecer acessórios e objectos eróticos.