Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Tema de hoje: Dores na relação sexual

 

Estou a escrever porque estou a ficar preocupada, pois já tentei ter inúmeras vezes ter relações sexuais e as dores são tão fortes que não conseguimos. O meu namorado diz que é normal isso acontecer, que eu fico muito nervosa mas começo a sentir-me mal com isto. No ano passado fui à ginecologista e ela garantiu-me que estava tudo bem e que não tenho qualquer problema mas confesso que começo a sentir-me mal.
Susana
Cara Susana,
Pela sua descrição não posso saber ao certo a causa das dores. Poderá ser por uma lubrificação fraca, que acontece em muitas mulheres e pode ser resolvida com lubrificantes artificiais; poderá tratar-se de alguma infecção vaginal, pois deve ir à sua médica ginecologista cada 6 meses e fazer alguns exames que despistem possíveis bactérias ou vírus; poderá ainda ser uma perturbação sexual feminina, como a dispareunia ou vaginismo (não sei ao certo se sentirá contracções da vagina). Por enquanto podem explorar outras formas de ter relações sexuais, não só através da penetração… Explorem as massagens, as carícias, a masturbação mútua, o sexo oral, os brinquedos eróticos… Usem a vossa imaginação para reinventarem a vossa sexualidade sem limites!
Para tentar reolver as dores no sexo, compre lubrificante numa sexshop ou numa farmácia e peça ao seu namorado que a penetre aos poucos e de forma gentil, ou seja, sem colocar o pénis todo na vagina de uma vez, e à medida que ele for introduzindo o pénis deve controlar a profundidade e velocidade da penetração, deve também contrair e relaxar os músculos da vagina durante este exercício. Desta forma vai sentir mais controle durante a penetração e vai acabar por descontrair e por sua vez sentir mais prazer. Tenha pensamentos positivos, imagine-se em lugares de sonho, crie uma fantasia e partilhem-na (a encenação de uma cena que a relaxe, por exemplo), não se deixe levar pela ansiedade.
Aconselho também que explore o seu corpo através da masturbação, para que possa descobrir como gosta de ser tocada e o que lhe dá prazer, pois o primeiro passo para sentir prazer com um parceiro é ser capaz de o fazer sozinha.