Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“O álcool é afrodisíaco ou um perigo para a saúde?”

“Tenho uma dúvida que é, em parte, causada por informações dúbias que aparecem na imprensa. Se é um dado comummente divulgado que o álcool é um perigo para a saúde, nalguns jornais e revistas aparece como sendo considerado um afrodisíaco. Poderá esclarecer-me esta dúvida?
Marco – Lisboa
Caro Leitor,
De facto, existem os chamados falsos conceitos relativos ao álcool, como por exemplo que quando consumido pela manhã dá energia, que alimenta durante o dia, que é um afrodisíaco, etc. Este produto, quando consumido diariamente e em grandes quantidades, pode causar problemas de saúde muito graves. Quando consumido numa quantidade muito moderada pode ter um efeito desinibidor e aumentar o desejo sexual, mas com um efeito de redução do desempenho sexual. Pode também ser a causa de impotência nos homens e da frigidez nas mulheres. No entanto, o álcool pode ser considerado afrodisíaco se consumido em quantidades pequenas e esporadicamente. Ajuda a libertar as inibições, fazendo com que todos os receios e ansiedades sejam suprimidos e com que a pessoa seja mais receptiva. Podemos dizer que este produto funciona de duas maneiras contraditórias, se por um lado desinibe, pois o seu efeito reduz os centros inibidores do cérebro, permitindo que certos desejos reprimidos sejam libertados, por outro pode ter o efeito oposto, ou seja, pode fazer com que a pessoa adormeça, ficando sem reflexos e não tire partido da situação de que estava a tentar usufruir. O melhor será optar por outro tipo de afrodisíaco, para não cair na cama e não se divertir.