Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Ela é irresistível...”

 

“Sou um homem divorciado, tenho 47 anos e sou advogado num escritório muito conceituado. Sempre tive o sentido de ética profissional muito apurado, mas desde que entrou uma nova assistente no escritório tenho-me sentido extremamente atraído por ela. Penso que é recíproco, pois ela provoca-me bastante, mas não sei o que fazer, pois não quero misturar a vida profissional com a amorosa.”
Aurélio
Caro leitor,
O leitor parece ter noção dos malefícios que podem advir de ter um relacionamento com a sua assistente, caso contrario não estaria com dúvidas em relação ao mesmo. Dessa forma, pense bem antes de tomar o primeiro passo. Se de facto pretender ter uma relação com a sua assistente, não existe nada que o impeça, mas essa relação poderá ter repercussões difíceis de resolver. O leitor está numa posição de poder em relação à sua assistente, por isso, para evitar problemas, aconselho-o a esperar que o trabalho dela deixe de estar directamente relacionado a si antes de iniciar uma relação com ela. Evite ter muito contacto com ela a nível profissional para não ser acusado, por colegas ou empregados, de a estar a favorecer, nem correr o risco de ser acusado de assédio sexual, caso a relação não resulte. Demonstre o seu interesse por ela mas não a faça sentir-se pressionada a sair consigo só porque o leitor é seu superior; processos por assédio sexual são mais comuns do que se pensa, e não imagina os problemas que eles lhe podem causar. Se ela continuar a demonstrar interesse numa relação consigo, converse com ela nesse sentido, mas primeiro avalie a situação e faça o que achar melhor para si.