Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Tenho vergonha de pedir ajuda…”

 Young sad woman. | Stock Images Page | Everypixel

“Tenho 39 anos e a minha vida sexual nunca foi feliz. Não me sinto à vontade com a minha sexualidade e sempre tive diversos problemas nos meus relacionamentos, mas tenho vergonha de pedir ajuda. Não sei o que posso fazer…”

Susana, Ericeira

Cara Leitora,

Muitas pessoas estão ainda um pouco apreensivas em respeito à inclusão de técnicos de sexologia para ajudar a superar os problemas conjugais. Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS – tratar da saúde sexual é um direito que assiste a qualquer cidadão. Acredite que a intervenção de um técnico especializado pode ajudar a ultrapassar situações decorrentes de disfunções sexuais que, por vezes, prejudicam a vivência entre o casal. O papel principal de um terapeuta reside em conseguir detetar problemas e encontrar uma solução que ajude a superar a situação. Estas terapias demonstram uma maior eficácia se forem feitas pelo casal. Assim sendo, não tema recorrer à ajuda de um terapeuta sexual, pois a sua ajuda poderá ser determinante.

 

“É possível urinar e ejacular ao mesmo tempo?”

“Fiquei um pouco surpreendida com uma situação que aconteceu enquanto eu e o meu marido estávamos a fazer amor, ele ejaculou e pareceu-me ter também urinado. É possível que isso aconteça?”

 Joana, Guimarães

 

Cara leitora,

O corpo masculino tem um sistema que impede que seja possível urinar e ejacular ao mesmo tempo. No período de excitação sexual, os músculos que se encontram na base da bexiga contraem-se, de forma a bloquear a passagem entre a bexiga e a uretra, o canal através do qual quer a urina quer o sémen são expelidos. Como tal, é impossível que ele tenha urinado, mas se detetou um fluido diferente do esperma pode tratar-se de líquido pré-ejaculatório, um fluido mais claro do que o esperma, que é libertado pouco depois de o homem ter uma ereção. Este líquido serve para limpar a uretra, preparando-a para a passagem do esperma antes da ejaculação, porque a urina, que também passa pela uretra, é ácida, e por isso cria um ambiente pouco saudável para os espermatozoides. O líquido pré-ejaculatório não contém esperma, a não ser que o homem não tenha urinado desde a sua última ejaculação. O líquido pré-ejaculatório pode, no entanto, transportar vírus que transmitem infeções sexualmente transmissíveis, e por isso é fundamental colocar o preservativo ainda antes de este líquido ser libertado. Por outro lado, o líquido que a surpreendeu pode ter sido também esperma, que nem sempre apresenta a mesma consistência.

 

 “Serei estéril?”

“Tenho trinta e dois anos e sou um homem saudável. Comecei a viver com uma mulher por quem estou muito apaixonado e começámos a falar em ter filhos. No entanto, assaltou-me o medo de que eu possa ser estéril, pois tenho um tio que é. Gostaria de saber o nome do teste de infertilidade masculina e como fazê-lo.”

Jorge, Penafiel

Caro Leitor,

A infertilidade masculina acontece quando o homem não ejacula ou não produz a quantidade necessária de espermatozoides, ou estes não se movimentam da forma adequada para poder chegar ao óvulo. O exame que é feito com maior regularidade para testar a infertilidade masculina é o chamado espermograma, cujo objetivo principal é analisar o sémen. Através deste exame é possível medir a quantidade, a mobilidade e o formato dos espermatozoides. Este é um exame bastante comum entre casais que têm dificuldades em conceber uma criança após vários meses de tentativas frustradas. Porém, em casos de casais que tem dificuldade em ter filhos, os testes de infertilidade não devem ser feitos apenas por um membro do casal, é importante que ambos façam os testes necessários de modo a averiguar de onde podem advir os problemas. Note-se que os problemas que mais potenciam a infertilidade masculina são: problemas hormonais (redução de testosterona), acumulação de sangue nos testículos (varizes escrotais), consumo de álcool, drogas e anabolizantes, doenças genéticas, tratamentos de radioterapia e quimioterapia e obstrução dos canais que transportam os espermatozoides dos testículos à uretra.

"Tive um orgasmo enquanto fazia abdominais!"

Exercícios abdominais: entenda a importância e conheça os melhores - A  revista da mulher 

"Pratico desporto diariamente e aqui há tempos estava a fazer abdominais com um aparelho que comprei e tive um orgasmo! Fiquei estupefacta, mas a verdade é que agora acontece-me com frequência. Já li que as mulheres podem ter orgasmos a andar a cavalo ou de bicicleta, entre outras atividades, mas não entendo como posso ter orgasmos apenas ao contrair os abdominais! Passa-se algo estranho comigo?"

 

Diana, Aveiro

 

Cara leitora,

De facto é possível ter orgasmos de inúmeras formas, nomeadamente através do exercício que se pratica, pelo que deve considerer-se uma sortuda, pois além de tonificar os abdominais ainda tem prazer! Enquanto que algumas mulheres apenas atinngem o orgasm através da estimulação directa do clitoris e/ ou pela penetração, outras conseguem atingi-lo através de uma grande variedade de sensações, pensamentos e experiências. Enquanto faz exercício físico, as contrações pélvicas e os agachamentos podem provocar o orgasmo, pois os músculos são apertados e relaxados repetidamente, e estas contrações repetidas podem causar excitação e provocar uma resposta corporal. Por outro lado, a roupa pode também roçar nos pontos certos, causando uma massagem rítmica que provoca excitação. Pode, ainda, ter descoberto por acaso um ponto erógeno do seu corpo em particular – por isso aproveite!

"Não tenho prazer com ela!"

couple sad bed | Shana James Coaching

“Tenho um relacionamento com uma rapariga de quem gosto muito e com quem me identifico, mas ela não me consegue excitar e não tenho prazer nenhum quando temos relações sexuais. O que hei-de fazer para não a ferir?

César, Barcarena

 

Caro Leitor,

A comunicação verbal é muito importante em qualquer relação, se não houver diálogo, como é que ambos poderão saber o que se passa efetivamente com cada um, e encontrar a melhor forma de ultrapassar os diversos problemas que possam surgir, tal como aquele que descreve? Se o leitor não lhe disser o que lhe dá prazer, como poderá ela mudar? Tente ter uma conversa e abordar este assunto de uma forma subtil e, depois de iniciada a conversa, tente encaminhá-la no sentido que pretende. Quando ela fizer alguma coisa que o satisfaça sexualmente, demonstre-o através de gestos ou de carinhos para que ela possa perceber bem a mensagem que lhe está a transmitir, se ao contrário ela fizer algum gesto que não lhe agrade e que não o satisfaça sexualmente, comunique isso à sua namorada de forma carinhosa demonstrando como prefere que ela lhe toque.

 

“Confessei-lhe que fingia o orgasmo!”

“Estou há três anos com o meu namorado e finalmente ganhei coragem para confessar que sempre fingi o orgasmo, pois nunca tive um orgasmo, nem com ele nem com nenhum outro parceiro. Ele foi bastante compreensivo, e não tinha tido relações sexuais antes de mim, mas neste momento sinto-me insegura, pois cada vez que começo a manifestar excitação tenho medo que ele pense que estou a fingir. O que hei-de fazer?”

 

Cara leitora,

O facto de ter ganho coragem para contar a verdade é extremamente positivo e é o primeiro passo para conseguir efetivamente ter prazer. A comunicação honesta e sincera entre os parceiros é fundamental para ter uma vida sexual satisfatória para os dois. Para conseguir ter um orgasmo verdadeiro, liberte-se da pressão de o conseguir. Experimente fazê-lo primeiro através da masturbação, sem pressas, e diversificando as vossas atividades sexuais, experimentando através do sexo oral, da masturbação mútua, etc. Concentre-se nas sensações, a sós ou com o seu par, sem querer controlá-las, entregando-se simplesmente a elas. Quanto mais relaxar, mais fácil será. Se mesmo assim não conseguir, não desanime. Uma vez que diz nunca ter tido um orgasmo pode ser necessário consultar um terapeuta que possa fazer um acompanhamento personalizado do seu caso.

“Ele ejacula tarde!”

“Enquanto que eu atinjo o orgasmo bastante depressa, o meu marido demora bastante tempo a atingir o orgasmo. Será que estou a fazer alguma coisa errada?”

Inês, Évora

Cara Leitora,

Não se sinta preocupada pelo facto de o seu marido demorar mais tempo a ejacular do que você, pois certamente isso não está relacionado com nada que a leitora esteja a fazer. Cada pessoa demora o seu tempo até atingir o orgasmo e são raras as vezes que um casal consegue atingir o clímax simultaneamente. Existem factores que podem contribuir para que o homem demore mais tempo para ejacular, nomeadamente a toma de medicamentos para a depressão e ansiedade. Alguns destes medicamentos chegam a ser receitados a homens que sofrem de ejaculação precoce. Se o seu marido estiver sob o efeito de algum tipo de medicação, aconselhe-o a consultar o médico e a perguntar quais os efeitos que esses medicamentos podem ter na sua vida sexual. Se necessário, peça ao médico que lhe receite uma medicação diferente.

"O meu marido engordou bastante e não me apetece fazer amor com ele"

When Your Husband Gets Fat

"Estou casada há 15 anos, e de há algum para cá o meu marido desleixou-se com o seu aspecto físico e tem engordado imenso. Não sei o que devo fazer, pois não me sinto atraída por ele quando ele tem tanto excesso de peso."

Maria, Guimarães

Cara leitora,

Principalmente depois de uma certa idade não é assim tão fácil mudar o corpo de uma pessoa de um momento para outro… mas também não se pode obrigar ninguém a sentir desejo sexual quando ele não existe. O metabolismo do homem e da mulher sofre alterações com a idade, o que faz com que as pessoas engordem se não reduzirem a quantidade de alimentos que ingerem e se não aumentarem a quantidade de exercício físico que fazem diariamente. Lembre-se que o seu marido está, certamente, tão aborrecido com essa situação como você. Tente conversar com ele de forma carinhosa, tentem "os dois" passar a caminhar juntos de manhã, ou fazer exercício no ginásio. Alterem a vossa alimentação, passando a consumir comida mais saudável, é importante que a leitora participe do processo, para que isso seja um projecto vosso e não uma imposição sua.

 

“Não lhe apetece fazer sexo!”

Couples fail bigtime at understanding partner's sad feelings: study |  Relationships News – India TV

“Amo muito a minha esposa e sempre nos demos muito bem a nível sexual, mas desde que ela teve o nosso filho, há 6 meses, já não tem vontade de fazer amor comigo…”

Luis, Lisboa

 

Caro leitor,

O nascimento de uma criança é sempre um período de adaptacao tanto a nível do relacionamento como a nivel sexual. Deixar de ter relações depois de ter um filho é bastante comum para vários casais. Alterações hormonais, depressão pós-parto ou cansaço são muitas vezes associados a diminuição de desejo, mas estas não são as únicas razões. É perfeitamente seguro ter relações após o nascimento do bebé, desde que a mulher se sinta psicologicamente e fisicamente preparada para tal. Aconselho-o a tentar aliviar algum do trabalho da sua esposa com o bebe, arramjem uma ama, ou alguem de familia que tome conta do bebe para que voces possam passar tempo juntos, criem novos cenários e fantasias, passe uns dias fora sozinhos, e isto irá ajudar o vosso relacionamento.

 

“Será que ela perdeu a virgindade? 

Young Couple Pictures [HQ] | Download Free Images on Unsplash

“Tenho 15 anos e sou virgem. Namoro com uma rapariga de 14 anos que também é, e temos experimentado algumas práticas sexuais. Há umas semanas eu e a minha namorada mantivemos em contacto os nossos sexos sem haver penetração, mas quando a estava a masturbar apercebi-me que havia sangue e parámos, pois pensámos tratar-se do seu período. Ela diz que afinal não foi o período e não sabe o que se passou. Como ela é virgem, será que rompeu o hímen?                                                                                                     

Bruno, Évora 

Caro leitor,

uma vez que a sua namorada é virgem, é bem possível que com as carícias resultantes da vossa aventura sexual ela tenha rompido o hímen. O hímen é uma membrana que cobre a entrada da vagina, e algumas mulheres têm hímenes bastante elásticos que não se rompem com tanta facilidade, enquanto que outras mulheres têm hímenes bastante sensíveis que se podem romper sem que haja qualquer tipo de penetração. Algumas mulheres rompem o hímen enquanto praticam ginástica ou equitação, enquanto que outras só o rompem durante o coito. Por isso, não se preocupe pois provavelmente o hímen da sua namorada rompeu-se enquanto o leitor a estava a acariciar. Será aconselhável, de qualquer das formas, que ela conte esta situação ao seu médico ginecologista.