Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Não tenho vontade de me satisfazer”

“Não tive qualquer tipo de relação sexual depois de me divorciar do meu ex-marido, há um ano, e nem sequer tenho vontade de me satisfazer sexualmente. Será que há algo de errado comigo?”

Paula, Coimbra

Cara Leitora,

O facto de não ter relações sexuais e de não lhe apetecer satisfazer-se através da masturbação não é motivo para se preocupar. Deve fazê-lo apenas se e quando se sentir estimulada para tal. Não se deve sentir diferente ou menos “normal”, pois tudo decorre dentro da normalidade. Há muitas pessoas que julgam que não ter uma vida sexual activa é um motivo para preocupações, e que é prejudicial à saúde, mas tais pensamentos estão completamente errados. Não entre em pânico e tente levar a sua vida de uma forma normal. É claro que, como se sente emocionalmente abalada devido ao divórcio, o seu apetite sexual está mais reduzido. Neste sentido, dê tempo ao tempo e quando tiver a sua vida amorosa reestruturada verá que, com toda a certeza,
irá recuperar o interesse sexual.  

Desejo Sexual no casal

 

 

Estou casada há 2 anos e tenho 27 anos. O meu marido tem 31 anos e desde há um ano que tem falta de apetite sexual, ou seja, temos relações muito menos vezes do que tinhamos. Pior do que isso é que começo a sentir-me bastante frustrada e farta desta situação pois ele nem sequer quer consultar um especialista. Que devo fazer?

Vânia

Cara Vânia,
O desejo sexual num casal nem sempre surge nas mesmas ocasiões e do mesmo modo. Tem de falar positivamente com o seu marido sobre o que aconteceu desde há um ano para que o desejo dele se tenha alterado: problemas no trabalho? Horários diferentes? Relação alterada?... Pode ser muito difícil para um homem admitir que tem menor desejo sexual que a sua mulher, por isso seja cautelosa no seu discurso, para que consigam aproximar os vossos desejos de aproximação, em vez de se afastarem. Há o mito errado de os homens estão sempre prontos para ter sexo, pelo que ele pode estar a sofrer bastante com esta situação, sem saber resolvê-la. Não seja agressiva nem exigente, mas sim criativa e imaginativa nos modos de o seduzir!
Seria desejável consultarem um especialista da sexologia, mas não lhe exija tal, pois pode tornar até a ideia muito negativa… Peça-lhe que experimente consigo, que podem ir os dois e que o fazem pela relação e pelo vosso futuro.
Veja outros posts sobre desejo sexual para mais sugestões!

Depressão e sexualidade

Gostaria de saber o que acontece quando um marido tem relações sexuais com a esposa e depois se sente muito mal. Fica deprimido. Ele tem depressão, normalmente, mas diz que esse mal estar, esse peso em sua cabeça, piora quando  tem relações sexuais com a esposa. O que é isto?
Cláudia
 
Cara Cláudia,
 
Como o seu marido tem uma condição clínica – a depressão – sofre sentimentos e emoções negativos em relação a quase, senão mesmo tudo. Como consequência da própria depressão ou do seu tratamento (se ele estiver a ser medicado psiquiatricamente) sente igualmente mal-estar nas relações sexuais. Seja compreensiva e aguarde que a depressão passe. Não o pressione para que sinta o prazer como antes de estar deprimido e compreenda que nesta doença o isolamento das pessoas de quem se gosta e magoá-las, causa ainda mais sofrimento, num ciclo vicioso de que é difícil sair, mas possível. O facto de ele dizer que piora quando têm relações é sinal desta tendência dele se isolar e a magoar, sem querer e prejudicando ainda mais a sua saúde – não dê demasiada importância. Provavelmente ele dirá o mesmo de todas as actividades que faz e que experiencia de modo diferente do que quando não estava deprimido.
Se ele não estiver a ser tratado ajude-o para que seja, com um psiquiatra e psicólogo (o tratamento com ambos em equipa é o mais eficaz no combate à depressão), sendo a leitora uma fonte de esperança de que ele pode vir a sentir alegria e a ver as coisas com mais cor, menos cinzentas e, claro, a sentir prazer com o vosso amor.

Desinteresse sexual feminino

Gostaria de fazer uma pergunta pois já não sei que fazer em relação ao assunto. Eu tenho relações com a minha namorada há 2 anos e ultimamente ela diz-me que não tem vontade e que começa a não gostar. Eu tento percebê-la mas não me dá razões concretas portanto não o consigo fazer. Será que me podia ajudar?
Mário
 
Caro Mário,
Só a sua namorada o poderá esclarecer sobre a vossa sexualidade. Se a vossa vida sexual há 2 anos era bem vivida pelos dois e com prazer, têm de procurar o que terá mudado. Só com comunicação e sinceridade poderá esclarecer as suas dúvidas e encontrar soluções positivas para a vossa sexualidade. Fale tranquilamente, mostre-lhe como é importante para si a vossa sexualidade e como gostava de se esforçar por melhorar possíveis problemas. Ela poderá não saber as causas dos vossos problemas (cansaço, algum acontecimento triste na vida, estar a tomar medicação anti-depressiva), mas aproximem-se na procura de soluções que vos deixem aos dois felizes.