Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Como atingir o orgasmo mais depressa?

De há alguns anos para cá tenho notado que levo cada vez mais tempo a atingir o orgasmo, havendo mesmo situações em ele não acontece. Acho isso estranho, pois nunca tive essa dificuldade antes. Será que vou perder a capacidade de ter orgasmos?”

Paulo, Vilamoura

Caro leitor,

essa situação acontece com mais frequência do que imagina. É normal que com o avançar da idade o homem comece a levar mais tempo a atingir o orgasmo, o que por vezes melhora a vida sexual do casal pois dá mais tempo à mulher para atingir o clímax. Essa situação é especialmente vantajosa para homens que sofram de ejaculação precoce, mas não tanto para homens que já naturalmente demorem algum tempo até atingir o orgasmo. Nesses casos o acréscimo de tempo natural da idade pode tornar-se um problema, o que parece ser o seu caso, fazendo com que em certas ocasiões o orgasmo chegue mesmo a não acontecer. Uma possível solução é aplicar um gel acelerador no pénis antes de iniciada a relação. Este gel vai aumentar o fluxo sanguíneo na área genital fazendo com que o homem fique mais sensível à estimulação, e atinja o orgasmo mais depressa. Em alguns casos a incapacidade em atingir o orgasmo, tanto no homem como na mulher, pode ser um efeito secundário de algum medicamento. Se achar que este pode ser o seu caso, consulte o seu médico e explore a possibilidade de ajustar a dose ou mudar de medicação.

 

“Demoro muito a ejacular…”

 

Tenho 28 anos e demoro muito tempo a ejacular. Gostaria de saber se é normal, acontece apenas de vez em quando, mas é preocupante pois ainda sou muito novo para ter problemas de ejaculação! Sinto-me constrangido pois às vezes a minha namorada perde a lubrificação com a minha demora.”

 

Cláudio, Porto

 

Caro leitor,

O tempo da ejaculação depende de homem para homem e da pessoa com quem está a ter relações sexuais – o que é lento e demorado para uns pode ser curto e rápido para outros. Saiba que uma relação sexual, desde o momento da penetração até à ejaculação e sem contar com os preliminares, dura para a maioria dos casais de 3 a 13 minutos. Conversas públicas muitas vezes criam-nos expectativas irrealistas e podem deixar-nos insatisfeitos com situações perfeitamente normais.

Existe uma perturbação sexual chamada ejaculação retardada, em que o homem sente bastantes dificuldades em ejacular, mas tal deve ser diagnosticado em consultas presenciais e por especialistas em sexologia. Algumas causas desta perturbação podem ser medicamentos que esteja a tomar (como por exemplo alguns anti-depressivos), por isso se for esse o seu caso, consulte o seu médico e explorem a possibilidade de alterar a medicação ou a sua dose. Procurem experimentar novas formas de viver a relação sexual: juntar lubrificante (há de vários tipos, que aumentam a circulação sanguínea, líquidos, pomadas, com diferentes aromas…), ter o orgasmo com masturbação em vez da penetração vaginal, sexo oral, e mesmo a utilização de um vibrador para ajudar a estimular e atingir o orgasmo mais rapidamente - falem um com o outro sobre questões que vos preocupem e possam interferir com o prazer de estarem juntos.

“Será que o meu namorado sofre de ejaculação retardada?”

 

“Vivo com o meu namorado há mais de dois anos e antes dele tive alguns parceiros sexuais. Não querendo entrar em comparações, porque cada pessoa é diferente, acho que o meu namorado pode sofrer de ejaculação retardada. Ele não atinge o orgasmo com sexo oral nem com algumas posições sexuais. Nas posições em que chega lá demora muito tempo (para cima de 20 minutos de penetração contínua) e por vezes nem atinge o orgasmo com penetração, pelo que muitas vezes só acontece se se masturbar. Isso não parece incomodá-lo mas para mim por vezes chega a ser penoso pois não consigo manter a excitação tanto tempo, e a partir do momento em que atinjo o orgasmo perco mesmo a vontade. Há alguma coisa que possamos fazer para aumentar a sua sensibilidade?”

Rita, Faro

Cara leitora,

A ejaculação retardada, tal como outras disfunções sexuais, só devem ser diagnosticadas por técnicos de saúde ou de sexologia. Dirija-se com o seu parceiro a uma consulta especializada de sexologia se pensa que a vossa relação está a ser significativamente prejudicada por esta situação.

Pode tentar aumentar a sensibilidade utilizando lubrificante que aquece, pois irá trazer mais irrigação sanguínea ao pénis e pode facilitar o orgasmo, mas certamente que outras condições terão igualmente de estar controladas para que tal aconteça (ele estar à vontade, sem preocupações, nem pressões, o ambiente ser adequado e seguro para ambos, terem tempo para relaxar…).

Não encare a sexualidade de uma forma pré-determinada… Não há problema de um membro de um casal não atingir o orgasmo em algumas relações sexuais, pode haver satisfação suficiente na excitação e no prazer do outro, não há problema se um membro do casal se masturbar depois da penetração (depois de estarem ambos satisfeitos com a penetração). Uma grande vantagem da utilização de lubrificação extra, para além da vossa natural, é não se magoarem depois do seu orgasmo e enquanto ele tenta o seu. Fale com ele sobre como o pode ajudar, sem criticar nem pressionar, e divirta-se com o prazer que podem ter os dois!

“O que é a ejaculação retardada?”

 

“Já tenho ouvido falar sobre a ejaculação precoce e estou mais ou menos esclarecido sobre o tema. No entanto, sei que também existe a ejaculação retardada, e gostava que me explicasse o que é…”

 

Sérgio - Coimbra

 

Caro Leitor,

A ejaculação retardada é o oposto da ejaculação precoce, a qual se manifesta com menos frequência. Como tal, os homens têm dificuldade em atingir o orgasmo por uma série de causas, que podem ser físicas ou psicológicas. Se o homem estiver sob o efeito de bebidas alcoólicas, drogas ou medicamentos, estas situações podem ocorrer, pelo simples facto destes produtos retardarem os reflexos. Outra das causas possíveis é o homem retardar deliberadamente a ejaculação, na esperança de que a parceira atinja o orgasmo ao mesmo tempo. Por fim, as preocupações que o homem possa sentir no momento da relação sexual também dificultam, consequentemente, a própria erecção e a respectiva ejaculação. Não existe nada mais sensato, em qualquer caso, do que uma boa comunicação entre parceiros para poderem ultrapassar todos os obstáculos que possam surgir.

Verificar o preservativo

Eu e a minha namorada temos sempre relações sexuais com preservativo, mas eu tenho muito medo de engravidar. Fazemos sempre com camisinha e eu verifico-as para ver se alguma por acaso furou (situação que nunca aconteceu). Gostava de confirmar se considera que encher a camisinha com água e apertá-la para ver se furou é um bom método para ter a certeza que funcionou?
Eu nunca cheguei lá só com a penetração, ou seja, nunca tive orgasmo na penetração e não percebo porquê.
Rui
 
Caro Rui,
 
Pelo seu email noto em si uma grande preocupação com a gravidez indesejada, apesar de ter cuidados extremos com a contracepção que utilizam. Antes da relação sexual repare no estado da embalagem do preservativo, reveja a colocação correcta (no blog) e, no final de cada relação sexual, repare no estado no preservativo. Se o está a encher de água ANTES do sexo está a DANIFICÁ-LO e não a certificar-se que está em bom estado. Aconselho-vos a adicionarem um outro método anticonceptivo, pois sentir-se-à mais seguro e disponível para sentir o prazer da sexualidade.
Não ignore o facto de ter o seu orgasmo/ejaculação retardada: as suas preocupações e cuidados podem estar a interferir com a sua capacidade de se entregar ao prazer e à descoberta do que podem sentir. Veja mais sobre esta situação no blog (http://consultoriosexologia.blogs.sapo.pt/tag/ejacula%C3%A7%C3%A3o+retardada) na Tag da ejaculação retardada.