Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Sexo Baunilha ou com sabor extra forte?

o-sex-facebook.jpg

 

A designação "Sexo Baunilha", refere-se à relação sexual convencional, por oposição ao sexo praticado em relações de BDSM. A expressão deriva do inglês "vanilla sex", por analogia com o sabor de gelados: aqueles que têm medo de arriscar podem pedir baunilha, pois será sempre aquele sabor familiar, sem surpresas nem riscos. Há, contudo, muitas pessoas para quem "extra forte" nunca é picante demais.

 

Qualquer relação sexual beneficia do "amor" e dos gestos e momentos de puro carinho e troca de carícias com meiguice e cuidado. No entanto, a vida sexual de dois adultos pode, de vez em quando, precisar de alguns elementos mais picantes e de arrebatamentos de paixão para não cair na rotina, que leva à monotonia e, por consequência, ao arrefecimento e à apatia. Nem todas as pessoas gostam de gestos impetuosos ou de soltar a fera que há em si quando têm relações sexuais, e as relações BDSM (com e sem sexo) não são para toda a gente. É importante, antes de mais, ter bem claro que nunca deve ir além daquilo que realmente deseja fazer.

 

O prazer de magoar

O sadismo é uma das atividades do BDSM, e define o prazer em infligir dor no outro, retirando deleite e satisfação do facto de estar a fazer sofrer. Para descanso dos mais suscetíveis, saiba que assim como existem sádicos, há também masoquistas, pessoas que sentem real prazer na dor que lhes é causada. Enquanto que no domínio o dominador procura ter controlo sobre o submisso, no sadismo é na dor que assenta o foco de prazer. Esta dor não é, contudo, cruel: é uma dor apaixonada, na medida em que o que a provoca deseja que ela seja sentida com paixão, e o que a sofre deseja que ela seja infligida com paixão. A excitação é aqui retirada do facto de estar submetido à vontade do outro, no caso dos masoquistas, e de humilhar, fazer sofrer, no caso dos sádicos. O facto de dominar os sentidos do outro excita o que pratica o sadismo, que se sente estimulado pelo seu próprio poder. Este é um jogo de contornos extremos, em que pode haver limites negociáveis e outros indiscutíveis, por serem mais pesados.

 

Uma questão de confiança

Tenha sempre presente que a confiança é a pedra basilar que sustém este tipo de relação. Os praticantes de BDSM (Bondage e Disciplina, Dominação e Submissão, Sadismo e Masoquismo) regem-se por três princípios básicos: ser são, ser seguro e ser consensual. Como tal, existem códigos de conduta que são respeitados. Numa relação de sado-masoquismo, por exemplo, aquele que exerce o domínio apresenta ao que se submete a ele um contrato, onde todos os limites são definidos, assim como o tempo durante o qual o submisso está sob o domínio do seu dominador. A palavra de segurança, que tem de ser acordada entre os dois, é no caso do sado-masoquismo ainda mais importante, pois é ela que define até onde o sádico pode ir. Esta palavra deve ter um significado distanciado do ato praticado, como por exemplo "tangerina" ou "amarelo", pois neste contexto dizer "pára!" ou "não!" pode ser um incentivo a prosseguir…

Receitas afrodisíacas: ostras

5-modos-de-preparar-ostras-2.jpg

 

As ostras são hermafroditas do reino animal, sendo as alquimistas do oceano, e são o afrodisíaco mais conhecido no mundo. Ao longo da história, as ostras e a dança amorosa do desejo parecem ter sido feitas uma para a outra. As ostras nascem na espuma dos estuários e nas marés de baías, e por esta razão estão associadas com o nascimento de Afrodite e de Vénus, as deusas do amor grega e romana. O amante mais famoso do mundo, Casanova, considerava as ostras como "um estímulo para o espírito e para o amor". Ele comia, rotineiramente, cinquenta ostras ao pequeno-almoço colocando-as nos lábios e corpo das suas amantes e comendo uma por uma.

 

Porque é que as ostras estimulam o paladar e a paixão? Existe uma prova clara, química e fisiológica que suporta há mais de 2 milhões de anos a sua justificação histórica, anedótica e mitológica. As ostras são referidas muitas vezes como o "leite do oceano", são poderosamente nutritivas, de baixas gorduras e calorias (uma ostra tem à volta de 10 calorias) e são compostas por zinco, um elemento importante para a produção de testosterona, o qual aumenta a atividade sexual tanto do homem como da mulher.

 

Ostras salteadas:

Este é um prato simples de preparar. Quando comprar as ostras lembre-se que as ostras frescas devem vir com os seus próprios fluidos, e que o líquido da ostra deve ser claro. A maneira correcta de comer ostras é deixá-las na boca por alguns segundos, de forma a apreciar o seu sabor, e depois engoli-las sem as mastigar. Prepare este prato delicioso e sirva com pão de alho e salada para uma refeição amorosa completa.

- 2 Dúzias de ostras frescas

- ½ Chávena de farinha

- Sal e Pimenta preta

- 2 Ovos

- ½ Chávena de miolo de pão

- 2 Colheres de sopa de azeite

- 1 Colher de sopa de margarina

- Rodelas de limão

- Molho de Cocktail

Abra as ostras e ponha-as num prato. Misture a farinha com o sal e pimenta, e mexa os ovos pondo 2 colheres de sopa de água. Coloque as ostras, uma de cada vez na farinha e depois o ovo batido com o miolo de pão. Ferva o azeite com a margarina num recipiente grande e pesado. Vá salteando as ostras, virando-as até as ostras estarem douradas, mais ou menos 3 minutos. Servir com rodelas de limão e molho de cocktail.

 

Ostras naturais:

- 1 Dúzia de ostras

- 1 Limão cortado em pedaços

- Gelo picado

Abra as ostras cuidadosamente sem perder o sumo natural das mesmas. Coloque-as abertas num prato sobre gelo picado. Corte o limão em 4 pedaços e ponha um pouco do sumo de limão em cada ostra antes de a comer.

"Apaixonei-me pela minha massagista!”

“Há seis meses que estou a ter sessões de massagens com uma massagista de quem gosto muito. Com o tempo fomos ganhando à vontade um com o outro e agora acho que estou apaixonado por ela. Não sei o que fazer.”

Gonçalo, Lisboa

 

Caro Leitor,

 

O tempo e a cumplicidade que se vai estabelecendo entre as pessoas, são muitas vezes factores importantes para que nasça o amor e isso foi precisamente o que aconteceu consigo. Com o tempo passou a conhecer melhor a sua massagista e dentro de si foram despertando outros sentimentos além de uma amizade inocente.

De forma a terminar com essa ansiedade, cabe-lhe a si avaliar a receptividade dessa pessoa, ou seja, confirmar se o sentimento é recíproco ou
não e a partir daí ganhar coragem e falar com ela sobre os seus sentimentos. Lembre-se que se não for corajoso nunca saberá os sentimentos que ela nutre por si e viverá permanentemente na incerteza.

 

Culinária erótica

erotic_f8a491_c.jpg

 

Para estimular todo o apetite sexual entre si e o seu parceiro, prepare receitas afrodisíacas com alimentos que estimulam a líbido. Não se esqueça, porém, que o ambiente que envolve as suas refeições com o seu par pode fazer toda a diferença nos momentos mais íntimos.

Os pratos afrodisíacos são mais um complemento para a paixão. Quando colocar na mesa estas delícias acenda duas velas vermelhas (a cor do amor) e acenda um incenso de rosmaninho. A noite vai aquecer se por baixo da sua roupa provocar o seu amante com uma lingerie também vermelha. Para o cenário ficar completo prepare estas maravilhas excitantes.

Creme afrodisíaco de cenoura
Ingredientes: 2 cenouras * 1 chávena de sumo de laranja * 1 colher de sopa de mel * 4 colheres de sopa de natas * 1 cravinho * 1 pau de canela * ½ colher de chá de gengibre * 1 colher de café de noz-moscada * Sal, pimenta q.b.
Preparação: Coloque uma panela ao lume a ferver com todos os ingredientes menos o mel e as natas, e deixe cozer durante 15 minutos. De seguida triture todos os ingredientes. Ligue novamente o lume e junte a esse caldo o mel e as natas, não deixe ferver. A sua sopa está agora pronta a ser servida.

Salada romântica
Ingredientes: 4 colheres (de sopa) de açúcar * 1 melão pequeno * 4 metades de pêssego em calda * 2 dl de natas
canela q.b. * 1 embalagem pequena de gelado de baunilha * 2 merengues já confecionados * gengibre q.b.
Preparação: Corte as metades de pêssego em cubos pequenos. Descasque o melão e corte-o também em pequenos cubos. Coloque 1 colher de gelado no fundo de cada taça e por cima coloque em partes iguais, cubos de pêssego e de melão, polvilhe com canela e gengibre. Faça uma nova camada repetindo a operação anterior. Termine colocando por cima os merengues desfeitos em pedaços. Por fim bata as natas em chantilly e decore a gosto.

Salmão excitante
Ingredientes: 2 filetes de salmão * Caldo de peixe q.b.
natas q.b. * 1 colher (café) de caril em pó * Sumo de 1 limão * Sal, pimenta e azeite a gosto
Preparação: Deixe o salmão a marinar com sal, pimenta e sumo de limão durante 15 minutos. Aqueça o azeite numa frigideira e grelhe o salmão em lume brando. Quando estiver a ficar ligeiramente dourado de ambos os lados, acrescente o caldo de peixe e aumente um pouco o lume. Deixe engrossar o caldo durante mais ou menos 4 minutos. Adicione as natas e o caril e deixe cozinhar mais 2 ou 3 minutos. Sirva acompanhado de arroz branco.

 

Fondue de chocolate
Ingredientes: 500g de chocolate para culinária * 1 pacote de natas * 3 colheres (sopa) de vinho do Porto * 1 pitada de gengibre
Preparação: Numa caçarola coloque o chocolate para culinária partido aos pedaços, e leve ao lume em banho-maria para derreter. Aromatize com o vinho do Porto, junte as natas e a pitada de gengibre e misture. Verta o Chocolate na taça do fondue e sirva com frutas: morangos, ananás, mangas, uva, maçãs, bananas, etc.

“A minha esposa nunca tem vontade de fazer amor!”

 

 

“Estou casado há 12 anos e a minha vida sexual sempre foi bastante boa. No entanto, ultimamente a minha mulher está sempre stressada por causa do trabalho e nunca tem vontade de fazer amor comigo. Não sei o que devo fazer para que ela volte a desejar-me.”

 

Ricardo, Faro

 

Caro leitor,

Um dos factores que mais prejudica a vida sexual de um casal é o stress, por isso tenho de felicitá-lo por se aperceber que isso está a ser um problema no seu casamento. Identificar a tempo a origem do problema permite que intervenha de forma a reacender a chama da paixão. Se a sua mulher anda muito cansada, experimente surpreendê-la, preparando-lhe um banho relaxante ou até mesmo um jantar romântico. Enquanto ela está na sala, vista um rode de banho e encha a banheira com água morna, faça os possíveis por criar um ambiente sensual, no qual pode colocar velas à volta da banheira, sais de banho na água e até ter música ambiente. Quando este “paraíso de prazer” estiver preparado, chame-a para o quarto e peça que ela se dispa e entre na banheira consigo. Trate-a como uma rainha. Faça-lhe uma massagem ás costas para aliviar o stress com um óleo de massagem bem perfumado e depois use os seus dotes masculinos para apimentar a situação. Certamente a sua esposa vai gostar da surpresa e vai sentir-se muito mais relaxada para fazer amor consigo.

 

 

 

“Os chás afrodisíacos resultam mesmo?”

“É cada vez mais frequente ver à venda em ervanárias chás que afirmam estimular o apetite sexual. Gostava de saber se esses afrodisíacos resultam mesmo e se, por outro lado, podem trazer alguma consequência negativa para a saúde.”
Manuel 
Caro Leitor,
 
Hoje em dia é bastante usual ver em revistas e sites na Internet anúncios referentes aos poderes milagrosos de certos produtos. Os afrodisíacos têm como objectivo principal ajudar na desenvoltura sexual, porém, é preciso ter bastante cuidado na selecção destes produtos e dos locais onde são adquiridos. Procure uma ervanária de confiança, aconselhe-se sobre o afrodisíaco mais recomendado e esclareça junto do técnico todas as suas dúvidas. Antes de tomar qualquer produto desta natureza aconselho a que tenha alguns cuidados básicos. Certifique-se de que não é alérgico a nenhum dos elementos que compõem o produto e restrinja-se apenas às doses recomendadas. Os afrodisíacos podem ser utilizados de diversas formas, sendo o chá apenas uma delas. Até pequenos detalhes na alimentação poderão fazer com que haja um maior estímulo sexual. Lembre-se contudo que é muito importante que, aliado ao uso de afrodisíacos, esteja criado um clima propício que favoreça e estimule o acto sexual.
 
 

“O que é que os homens vêem numas mulheres e noutras não?”

“Tenho 36 anos e ainda sou solteira. Já tive várias relações mas até agora nenhuma chegou a ponto de ele me pedir em  casamento. No entanto, quase todas as mulheres que conheço da minha idade já estão casadas. Não consigo perceber o que é que os homens vêem
numa mulher para a pedirem em casamento…”

Lurdes, Beja

 

Cara leitora,

segundo um estudo realizado nos Estados Unidos sobre os factores que pesam na decisão de casamento, chegou-se à conclusão que os homens casam mais frequentemente com mulheres que nos primeiros encontros não falam de casamento, filhos ou compromissos sérios e que mostram estar mais interessadas em conhecer o homem e divertir-se do que propriamente em arranjar marido. Por isso, quando iniciar um novo namoro tente levar as coisas com calma e não fale de compromissos sérios muito cedo na relação, senão vai acabar por assustar o seu pretendente. Por outro lado, aconselho-a a dar alguma “luta” ao seu próximo namorado. Os homens gostam de sentir que dominam a situação e que estão a “conquistar” a mulher (mesmo que seja exactamente o contrario…). Boa sorte!

Como arrebatar um homem em 10 dias

bedcouple1.jpg

 

Os olhos também comem

Deixe-se de rodeios… já chega de cafés inocentes e de encontros em que não diz o que sente. Chegou o momento de partir à conquista do que deseja. Crie a oportunidade ideal, que neste caso não deve ir além de um café ou um passeio, uma ida a uma exposição ou um jogo de bowling. Neste primeiro dia deve concentrar-se no sentido da visão. O objetivo é que lhe cause uma forte impressão, por isso evite idas ao cinema, em que ele não estará sempre a olhar para si. Pegue no telemóvel e convide-o de forma direta para algo que ele não possa recusar. Se ele não puder, não lhe dê outras hipóteses. Faça-se desejada, não se mostre demasiado disponível, pois o espírito de conquista é um dos ingredientes que mais atiçam a paixão.

 

Quando for ao encontro, vista-se de forma a causar impacto. Atenção, um vestido insinuante, mas fluido, é mais atraente do que uma saia colada a um corpo em que não fica bem. Escolha algo que lhe fique sexy a si. Neste primeiro dia é fundamental que ele perceba o seu interesse nele, mas de forma subtil. Deixe que a conversa se torne um pouco mais íntima e, no momento certo, fixe o olhar dele durante alguns instantes, enquanto lhe transmite mentalmente a mensagem "Quero-te!" Desvie o olhar de seguida, mas volte a fixar-se no dele umas três ou quatro vezes durante o encontro.

 

Dia 2 – Perfume de Mulher

No segundo dia, marque um encontro um pouco mais prolongado, logo no dia seguinte se possível. Neste caso, o ideal será uma ida ao cinema, pois irá concentrar-se no olfato dele, que deverá despertar. Antes de sair tome um banho prolongado, que deixe a sua pele bem cheirosa. Use um creme hidratante em todo o corpo que tenha um cheiro que "abra o apetite", tal como um creme com aroma de chocolate, coco, morango, etc…

 

Escolha um perfume que seja marcante e que se note sem ser excessivo. É conveniente que tenha abordado subtilmente o assunto em conversas anteriores, perguntando-lhe que tipo de aromas prefere. Usar um perfume doce se vai ter com um homem que prefere o aroma natural da pele seria desastroso. Neste segundo encontro não deixe que ele lhe toque mas crie várias oportunidades em que seja impossível ele não notar o seu cheiro. Por essa razão, uma ida ao cinema apresenta boas possibilidades, pois ao trocarem segredos ao ouvido será fácil ele captar o seu cheiro, que ficará na sua memória.

 

Dia 3 – O poder das palavras

No terceiro dia, que deve ser no dia seguinte ou dias depois, irá focar-se no sentido da audição. Fale-lhe de forma suave, doce, mas firme. Tenha atenção para evitar os gritinhos estridentes e os agudos acentuados. Uma gargalhada franca, calorosa, pode ser excitante e sensual, mas os risinhos estridentes de adolescente têm o efeito inverso. Puxe a conversa para temas mais íntimos ou para conversas insinuantes, sem cair no vulgar nem no explícito. Fale-lhe de si, partilhe com ele algo que poucas pessoas sabem sobre a sua vida ou os seus gostos e as suas experiências. Quando a conversa se tornar mais íntima baixe um pouco o tom de voz, que deve ser mais quente e envolvente. Mais perto do final do encontro segrede-lhe algo ao ouvido, de forma espontânea e natural, tocando-lhe ao de leve no braço enquanto o faz. No dia seguinte ou nessa noite ligue-lhe, com a sua voz mais sensual (mas cuidado com os exageros para não cair no ridículo) só para lhe dizer como apreciou a companhia dele ou para lhe desejar doces sonhos…

 

Dia 4 – O caminho para o coração passa pela boca

Depois de dois ou três dias sem nada dizer – o que o vai deixar intrigado, já que estavam a tornar-se tão próximos –convide-o para jantar na semana seguinte. Sugira-lhe um dia, mas seja flexível com as datas, o seu objetivo é que se encontrem mesmo. Sirva um jantar que não seja demasiado requintado, os homens preferem a comida caseira que aconchega o estômago, não faça nada demasiado pesado. Sirva um bom vinho mas tenha cuidado ao beber para não exagerar. Para seduzir pode estar mais descontraída, mas é essencial que esteja sóbria! Depois do jantar convide-o para beber um vinho consigo sentados no sofá, perto um do outro. Deixe que a conversa flua de forma intimista, olhe-o nos olhos de vez em quando, lembre-se das lições anteriores e faça uma voz quente, envolvente. Aproxime-se dele de vez em quando, para que sinta o seu cheiro, toque-lhe aqui e ali e, quando a ocasião surgir, beije-o na boca sem pressas, de forma envolvente. 

 

Os homens acham excitante que as mulheres tomem a iniciativa, no momento certo e com classe, portanto, não fique à espera que ele dê o primeiro passo, desfrute do momento mas não deixe que vá além dos beijos neste primeiro dia. O seu objetivo é deixá-lo com água na boca, por isso ele vai ter de esperar. No entanto, aprimore-se nos beijos. Alguns homens acham mais excitantes os beijos devoradores e selvagens, enquanto outros preferem os beijos suaves e demorados. Brinque com os lábios dele, mordisque-os, provoque-os…

 

Dia 5 – O poder do toque

No dia seguinte ligue-lhe e combine um encontro. Nesta altura ele já deve estar louco de desejo e de vontade de fazer amor consigo, mas terá de esperar mais um pouco pois você vai fazê-lo sofrer… e implorar por mais.

 

O ideal será um passeio num local onde possam estar à vontade, mas não demasiado à vontade, pois irá explorar os toques e carícias, sem avançar demasiado. Abuse dos beijos, explore a boca dele e os toques de lábios sem pressas, com diferentes intensidades e velocidades, alternando entre os beijos mais suaves e os mais "devoradores".

 

Para além dos beijos, vai dedicar-se a explorar o corpo dele com toques provocatórios. Pode abrir-lhe a camisa ou viajar com a sua mão por dentro da t-shirt dele. Quando a temperatura já estiver bem alta, desaperte-lhe as calças e leve a sua mão até territórios mais íntimos. Jogue com os toques por cima e por dentro da roupa, dê-lhe suaves dentadinhas mesmo por cima da roupa, toque a pele dele com a ponta dos seus dedos ou com a palma da mão. Invente antecipadamente uma desculpa para que o encontro não vá para um local mais reservado, onde ele vai querer ir para outros domínios. Deixe-o aceso de vontade, mas sem o deixar aceder ao "menu principal". Para isso… terá de esperar.

 

Dia 6 – Apalpar terreno

O encontro deste dia deve ser na sua casa ou num local onde possam estar à vontade. Não o deixe despir-se por completo mas mime-o da cabeça aos pés, como se fosse uma gueixa. Embora ele possa tocar-lhe a si, não o deixe avançar muito. Hoje será você a comandar e a marcar o ritmo, e ele está à sua mercê. Diga-lhe isso, de forma direta e sem deixar espaço para discussão.

 

Siga a sua intuição e sensibilidade, explore as diferentes partes do seu corpo alternando entre massagens fortes, movimentos vigorosos e outros mais suaves, como o roçar do seu cabelo pelo peito dele, por exemplo. Dedique muita atenção a cada parte do seu corpo, esteja atenta às reações dele a cada tipo de toque e descubra as suas zonas erógenas, aquelas que surtem reações de prazer. Não vá logo diretamente à área genital, dedique-se antes a todas as outras zonas, como pescoço, ombros, costas, braços, pernas, pés, barriga, peito… não tenha pressas nem seja repetitiva, descubra o corpo dele aos poucos, como se estivesse a fazer um puzzle.

 

Os toques leves inesperados podem ser poderosamente eróticos, especialmente se alternados com movimentos mais intensos. Agarre, mordisque, beije, lamba… sem limites. O único limite, que deverá estabelecer desde logo, é apenas um: ele não pode tocar-lhe a si. Não tem de esquivar-se a qualquer toque dele, como é óbvio, mas não deixe que ele inverta o jogo e passe a comandar as operações.

 

Dia 7 – Em banho-maria

Hoje não lhe diga nada. Se ele lhe ligar atenda de forma simpática e carinhosa mas seja breve. Não lhe dê hipótese de estar consigo, mostre que é uma mulher ocupada e, dizendo-lhe que lamenta, diga-lhe que não vai ser possível vê-la. A ideia é deixá-lo confuso e inseguro, sentindo que se calhar você perdeu o interesse nele ou já não se sente tão empenhada na conquista. Isso fará com que ele a deseje mais e se empolgue ainda mais da próxima vez que estiverem juntos. Procure combinar um encontro para daí a dois ou três dias e, durante esse tempo, não seja nem gelada (não desapareça por completo) nem demasiado carinhosa. Seja um pouco desprendida e lembre-se, o objetivo é deixá-lo confuso e com vontade de lutar para a conquistar.

 

Dia 8 – Boca a boca

Neste dia apareça de surpresa ao lado do carro dele, quando ele sair do trabalho. Diga-lhe que o vai levar a passear… no seu carro. Leve-o para um sítio onde estejam à vontade e tenha a certeza que não serão vistos (mas cuidado, não ponham em risco a vossa própria segurança!). O dia de hoje vai fazer o sangue dele fluir e o coração bater a uma velocidade que ele nunca imaginou. Depois dos beijos e das carícias e de o levar à loucura com os seus dedos, chegou o momento de o fazer… com a boca.

 

Dia 9 – Corpo a corpo

Hoje irá, finalmente, deixá-lo chegar ao "topo da montanha". Depois de oito dias de expetativa e de restrições, ele irá finalmente desembrulhar o tão desejado presente. Os homens acham extremamente excitantes as mulheres que se despem sem qualquer pudor.

Ao preparar-se para esse grande momento, tenha em mente que:

- A maior parte dos homens prefere lingerie de renda e acha a depilação total ou o triângulo invertido mais excitantes.

- Vê-la mexer o seu corpo enquanto fazem amor vai provocar-lhe arrepios de um prazer indescritível.

 

Sugestões:

- Sente-se em cima dele, voltada de costas, e acaricie os testículos e a área genital com os dedos, indo desde a base do escroto até ao pénis, e fazendo depois o caminho inverso.

- Besunte um dos seus seios com lubrificante e, segurando-o com a mão, deslize com o mamilo desde os testículos até à ponta do pénis, desenhe círculos na cabeça do pénis e volte a descer.

 

Evite:

- Esconder partes do seu corpo, isso desmotiva-o. Aceite-se como é e mostre-se sem pudor e com orgulho. Uma mulher que não tem vergonha do seu corpo é incomparavelmente excitante.

- Gritar demasiado alto. Embora os gemidos e barulhos sejam estimulantes, se forem exagerados surtem o efeito contrário.

- Se é a vossa primeira vez juntos abstenha-se de usar vibradores ou outros brinquedos eróticos, que devem ser usados quando houver uma maior cumplicidade entre vós. Evite também as palmadinhas e outros mimos mais arrojados.

 

Dia 10 - A recompensa

Hoje ele terá direito a saborear o tão merecido prémio, conquistado arduamente e com uma espera paciente. Faça-se convidada para a casa dele e, quando lá chegar, sussurre-lhe ao ouvido: "Faz o que quiseres comigo!" Dê largas à imaginação e desfrute em pleno do prazer a dois.

“Será normal só ter sexo uma vez por semana?”

“Tenho 34 anos e o meu marido tem 36, e estamos casados há 15 anos, e geralmente só temos relações sexuais 1 vez por semana. No início do nosso casamento fazíamos amor muito mais vezes, por isso preocupa-me que a paixão esteja a desaparecer. Será que é normal o que se passa connosco?”

 

Marta, Évora

 

Cara leitora,

A situação de casal que descreve é perfeitamente normal. A frequência com que os casais têm relações sexuais varia bastante, mas de qualquer modo é comum que a frequência diminua com o passar dos anos. Com a idade e com a convivência diária os casais não sentem tanta necessidade de ter relações tão frequentemente, por isso se o facto de ter relações com o seu marido uma vez por semana não é um problema para si nem para o seu marido (converse com ele para ter certeza), então não se alarme pois uma vez por semana não está nada fora da norma. Convém, no entanto, de vez em quando quebrar a rotina e surpreender o seu par, de forma a manter a chama da paixão sempre viva.

 

Os olhos também comem

o-FIRST-DATE-facebook.jpg

 

Deixe-se de rodeios… já chega de cafés inocentes e de encontros em que não diz o que sente. Chegou o momento de partir à conquista do que deseja. Crie a oportunidade ideal, que neste caso não deve ir além de um café ou um passeio, uma ida a uma exposição ou um jogo de bowling.

 

Neste primeiro dia deve concentrar-se no sentido da visão. O objetivo é que lhe cause uma forte impressão, por isso evite idas ao cinema, em que ele não estará sempre a olhar para si. Pegue no telemóvel e convide-o de forma direta para algo que ele não possa recusar. Se ele não puder, não lhe dê outras hipóteses. Faça-se desejada, não se mostre demasiado disponível, pois o espírito de conquista é um dos ingredientes que mais atiçam a paixão.

 

Quando for ao encontro, vista-se de forma a causar impacto. Atenção, um vestido insinuante, mas fluido, é mais atraente do que uma saia colada a um corpo em que não fica bem. Escolha algo que lhe fique sexy a si. Neste primeiro dia é fundamental que ele perceba o seu interesse nele, mas de forma sutil. Deixe que a conversa se torne um pouco mais íntima e, no momento certo, fixe o olhar dele durante alguns instantes, enquanto lhe transmite mentalmente a mensagem "quero-te!". Desvie o olhar de seguida, mas volte a fixar-se no dele umas três ou quatro vezes durante o encontro.