Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Gostaria que me explicasse o que é a posição missionário…”

“Tenho 19 anos e quero iniciar a minha vida sexual. Disse isto ao meu namorado e ele disse que a melhor posição para começar seria a de missionário, mas eu não sei como é e tive receio de lhe perguntar. Poderia esclarecer-me sobre este assunto?”

Vânia, Palhais

 

Cara leitora,

Esta posição, a de missionário, é uma posição sexual bastante adequada ao início da vida sexual de um casal e, por isso mesmo, à vossa relação, pois permite facilmente controlar o ritmo e profundidade da penetração, e como estão de frente um para o outro podem trocar olhares e falar para que tanto a leitora como o seu namorado possam comunicar como se estão a sentir. Consiste na mulher deitada de costas e o homem deitado por cima.

Essa posição é, provavelmente, a mais utilizada entre casais. Existem várias posições que podem experimentar uma vez iniciada a vossa vida sexual, faça experiências com o seu namorado e descubram a posição que melhor se adequa a ambos e que vos dá maior satisfação. Se tiver muitas dúvidas experimente comprar um bom livro acerca deste assunto.

Experimente o Kamasutra!

couple-sexual-kamasutra-love-activity-silhouette-o

 

Em movimento

Sente-se numa cadeira (se tiver rodinhas é melhor ainda), e ele encaixa-se em si. Com os pés apoiados numa mesa, é você quem orienta os movimentos no caminho para as sensações.

 

Chão de estrelas
De costas para ele, curve o corpo para a frente, até apoiar as mãos no chão (se flexibilidade não for o seu forte, pode dobrar os joelhos). Faça-o encaixar por trás, abraçando-a pela cintura. Se o seu parceiro for muito impetuoso, pode usar uma almofada para apoiar as mãos.

 

Continue a praticar

Agora que experimentou estas duas posições práticas do Kamasutra, eleve o corpo e o espírito a outros domínios, continue a experimentar e quem sabe a reinventar o Kamasutra e consiga obter orgasmos cósmicos. A relação vai sair mais fortalecida depois desta aventura do Kamasutra.

 

Para que consiga tirar o máximo de prazer desta forma de fazer amor, não se esqueça de alguns truques que fazem a temperatura subir ainda mais:

- Enquanto está a fazer amor com o seu par pense nas suas fantasias mais loucas e selvagens, sem medos nem tabus. Deixar que o seu cérebro viaje para terrenos que nunca ousou pisar aumenta a sua excitação.

- Esqueça tudo o resto! Deixe o seu trabalho, os seus filhos ou o que se passa na rua ou na televisão para depois. Neste momento, só existem vocês os dois.

- Relaxe bastante! Se estiver tensa ou cansada peça ao seu companheiro que lhe faça primeiro uma massagem e desfrute de cada sensação, concentrando-se nas reações do seu corpo a cada toque.

- Encha o peito de ar! Ao inspirar com profundidade enquanto contrai a zona pélvica aumenta o fluxo sanguíneo nesta área, potenciando o orgasmo.

“O que é a posição do missionário?”

“O meu namorado quer começar a ter relações sexuais e diz que gosta especialmente da posição do missionário, mas eu não sei o que é isso…”

 

 

Cara leitora:

Missionário é o nome de uma posição sexual, esta consiste na mulher deitada de costas para baixo de pernas afastadas e o homem deitado por cima da mulher entre as pernas desta. Existem várias cambiantes desta posição, escolha mais o seu namorado qual a melhor pra ambos. Se tiver muitas dúvidas experimente comprar um bom livro acerca deste assunto.

“O que é um 69?”

“O meu namorado quer variar as nossas actividades sexuais e quer praticar um 69. Eu acho que isso é tipo sexo oral, é verdade?”

 

 

Cara leitora:

Esse termo designa duas pessoas a fazerem sexo oral ao mesmo tempo uma à outra. Quando duas pessoas praticam esta actividade em ficam de cabeça para os pés um do outro, pode parecer o numero 69. Aproveite esta oportunidade de dar e receber prazer ao mesmo tempo.

 

Kama Sutra - Posições

A Posição do Caranguejo

 

Nesta posição muito agradável, que contrai a vagina ao redor do pénis, a mulher encolhe as

pernas e descansa as coxas no estômago dele, como um caranguejo retrai as pinças. O

homem arremete de joelhos.

 

A diversão é uma parte importante das primeiras fases de qualquer relacionamento, e o

sexual não é uma exceção. Quando temos um comportamento divertido, como, por exemplo,

assumindo posições como essa, aprendemos muito uns sobre os outros.

“Está obcecado por novas posições!”

“O meu namorado começou a querer ser mais arrojado sexualmente e sugeriu que experimentássemos novas posições, mas na verdade a maioria é super desconfortável. Não me apetece continuar a experimentá-las, mas ele está obcecado.”

Luísa, Amadora

 

Cara Leitora,

A verdade é que é bastante salutar ambicionar dar um outro estímulo à vida sexual. Todavia, é importante que os membros do casal conheçam os limites de cada um e, por outro lado, ter a consciência que há certas coisas que não passam apenas de pequenas brincadeiras esporádicas e que não podem ser vistas como um ritual diário. É importante perceber o que é praticável e o que poderá ferir o parceiro, tanto fisicamente como no nível psicológico. Nem sempre as posições que vêm referenciadas nos livros eróticos podem ser utilizadas diariamente para fomentar a vida sexual, precisamente pelo desconforto que a maioria causa e a flexibilidade que é necessária para levar algumas a cabo. Se não se sente bem com este tipo de situação, não se iniba e fale com o seu namorado para que ele compreenda o seu desconforto e para que juntos possam fazer novas descobertas que sejam positivas para ambos. 

“As outras posições provocam-me dores!”

 

“O meu namorado é uma pessoa bastante criativa a nível sexual e reconheço que dá maior dinamismo à nossa vida sexual. No entanto, não consigo satisfazer as fantasias dele e inovar, pois só estou bem na posição de missionário, quando tentamos outras posições sinto muitas dores durante a penetração. É normal que isto aconteça?”
 
Cláudia, Lagos
 
 
Cara Leitora,
De facto é bastante salutar numa relação evitar a monotonia e investir em novas situações que tragam um novo fôlego à intimidade do casal. Porém, é importante que se encontre um ponto de equilíbrio para que nenhum dos membros do casal saia lesado. Nem sempre a descoberta de novas posições sexuais se traduz em prazer, pois algumas são desconfortáveis, originado dores e mal-estar, pelo que parece é o seu caso. Procurem experimentar posições menos acrobáticas para que ambos possam aproveitar da melhor forma esse momento de entrega e partilha. Procurem ser cuidadosos nas posições que adoptam e, se mesmo assim as dores persistirem, não hesite em consultar o seu médico assistente, pois poderá ter ocorrido uma lesão no interior da vagina. Todavia, não percam essa vontade de inovar, basta que arranjem outras estratégias que possam continuar a dinamizar a vossa vida a dois.
 

“A penetração é bastante dolorosa quando estou de gatas!”

“Iniciei uma nova relação há pouco tempo e cada vez que faço amor com o meu namorado de gatas sinto bastantes dores. Porque será que isso acontece?

Susana, Elvas

 

Cara leitora

Da mesma forma que o pénis do homem pode ter tamanhos diferentes também as mulheres podem ter vaginas de diferentes comprimentos. Apesar destas variações de dimensões serem bastante pequenas podem ser o suficiente para que a penetração em algumas posições cause desconforto e mesmo dores. Algumas mulheres têm esse problema quando estão de gatas, pois esta posição permite uma penetração mais profunda causando com que o pénis possa bater na zona cervical, ou seja a zona que precede o útero. Se esse for o seu caso experimente pressionar a bexiga durante a penetração o que causará uma pressão nas paredes da vagina movendo o cervix para cima evitando o impacto do pénis. Pode também experimentar fechar as pernas quando está de gatas fazendo com que a penetração não seja tão profunda. Se continuar a ter dores aconselho-a a evitar essa posição e a consultar o seu ginecologista para se certificar de que não existe nenhuma lesão no interior da vagina que possa ser responsável pela dor que sente.