Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Quero fazer sexo anal!”

 

 “Sempre tive o desejo de experimentar fazer sexo anal, mas tenho algum medo de o dizer à minha namorada pois acho que ela não vai aceitar muito bem esta ideia. Como devo abordar o assunto?”

 

Ricardo, Vila Franca de Xira

 

Caro Leitor,

 O sexo anal é um tabu para a grande parte das mulheres. Deve falar sobre esse assunto de forma cuidadosa sem que a sua namorada se sinta obrigada a concordar. Exponha-lhe a sua fantasia dando sempre a entender que não ficará magoado se ela lho negar, mesmo que até fique um pouco desapontado. Assegure-lhe que não a forçará a nada e que se decidirem fazê-lo, parará se ela assim o pedir. Caso a sua namorada concorde com a prática, não se esqueça do lubrificante, que é fundamental nesta situação!

"Quero fazer sexo anal, mas sou circunsidado."

Gostava de ter sexo anal com a minha namorada, mas não sei se é seguro fazê-lo devido a ser circuncidado”

Gilberto, Rio Maior

 

Caro leitor

Se quer fazer novas experiência vá em frente pois o facto de ser circuncidado não interfere de forma alguma com a prática de sexo anal. Tenha apenas alguns cuidados básicos como usar lubrificante para que a penetração não seja dolorosa e usar um preservativo par evitar que bactérias existentes nos intestinos se alojem no pénis ou na vagina. Não se preocupe, diversifique a sua vida sexual pois isso é fundamental na manutenção de qualquer relação.

“Quero fazer sexo anal!”

 

“Sempre tive o desejo de experimentar fazer sexo anal, mas tenho algum medo de o dizer à minha namorada pois acho que ela não vai aceitar muito bem esta ideia. Como devo abordar o assunto?”
 
Ricardo, Vila Franca de Xira
 
Caro Leitor,
O sexo anal é um tabu para a grande parte das mulheres. Deve falar sobre esse assunto de forma cuidadosa sem que a sua namorada se sinta obrigada a concordar. Exponha-lhe a sua fantasia dando sempre a entender que não ficará magoado se ela lho negar, mesmo que até fique um pouco desapontado. Assegure-lhe que não a forçará a nada e que se decidirem fazê-lo, parará se ela assim o pedir. Caso a sua namorada concorde com a prática, não se esqueça do lubrificante, que é fundamental nesta situação!
 
 

“Penetração anal e vaginal…”

“Tenho 26 anos e eu e o meu namorado temos uma relação sexual saudável e descontraída. Costumamos praticar a penetração anal com o pénis e com os dedos, mas da última vez que o fizemos fiquei preocupada pois ele pôs um dedo no meu ânus e, logo depois, pôs
o mesmo dedo na minha vagina. Tenho medo que isso me traga infecções e doenças… existe esse risco?”

Maria, Esposende

Cara leitora,

De facto a prática que refere pode acarretar riscos para a sua saúde, porque o dedo que explorou as profundidades da cavidade anal pode ter apanhado a bactéria E.coli. O facto de esta bactéria do cólon chegar de alguma forma à uretra é uma das causas mais frequentes de infecções urinárias, por isso ao colocar na vagina um dedo que esteve no ânus está a aumentar a probabilidade de transmissão desta bactéria. Para evitarem que isto aconteça o seu namorado pode usar uma mão para a penetração anal e outra para a penetração vaginal. As mãos devem ser bem lavadas após a penetração do ânus (o uso de sabão é fundamental) e ele pode também usar luvas de látex caso se sinta confortável ao fazê-lo. É essencial manterem as unhas curtas, porque as bactérias alojam-se mais facilmente nas pontas dos dedos em unhas compridas.

 

A minha namorada tem medo que fiquemos "colados"

Eu adoro fazer sexo anal, mas a minha namorada desde que viu um programa que dizia que uma vez um par ficou "colado" nunca mais gostou de o praticar. O que devo fazer?

 

                                                                                                      Luís, Figueira da Foz

 

Caro leitor,

Compreendo que a sua namorada tenha ficado um pouco assustada ao ver um programa no qual as pessoas diziam ter ficado coladas depois de praticar sexo anal. Uma vez que o sexo anal é uma pratica do seu agrado, aconselho-o a conversar com a sua namorada de forma  a acalmar os seus receios, pois durante os meus vários anos de experiência clínica nos Estados Unidos, nunca ouvi falar de ninguém que tenha ficado colado ao parceiro durante a pratica de sexo anal. Tenho conhecimento de pessoas que utilizam objectos durante a masturbação, objectos esses que causam um vácuo dentro da vagina ou ânus e têm dificuldade em ser removidos, mas nunca tive conhecimento que isso sucedesse aos humanos durante o coito ou penetração anal. Por isso tranquilize a sua namorada e não deixe que “histórias” sem fundamento atrapalhem a vossa vida sexual. 

Tema de Hoje: Sexualidade Conservadora

No que toca ao sexo tenho uma atitude aberta e de vale tudo, porém a minha companheira é mais conservadora. Desejo fazer sexo anal ao que ela não acede, porque diz que as dimensões do pénis são muito grandes para tal. Já lhe consegui fazer sexo oral, embora não ela não tenha gostado muito e disse que a minha língua causava infecções na vagina. Raramente consigo que ela me faça sexo oral a mim.
Será que há forma de convencer a minha mulher e ter uma visão do sexo mais aberta? E será que de facto a língua causa infecções na vagina?
Paulo
Caro Paulo,
Parece que o vosso casal tem problemas em explorar a sexualidade de um modo que agrade aos dois. Vão ter de conversar muito e ser criativos, para encontrarem actividades que não choquem a sua mulher e lhe dêem a si as experiencias novas que procura.
Comece por tentar sugerir coisas mais simples e vá complexificando ao longo do tempo: por exemplo, pode começar por sugerir massagens (que podem ser muito excitantes), banhos de imersão em conjunto, masturbação mútua, posições sexuais mais originais e só depois passar para práticas como o sexo oral recíproco ou sexo anal.
O sexo anal deve ser feito com alguns cuidados de higiene extra, que podem responder a esse receio de o pénis ser muito grande: usar lubrificante à base de água, estar bem relaxado (pelo que ter vontade de experimentar é essencial) para o ânus se adaptar, visto que não é tão elástico como uma vagina, e usar preservativo que não tenha sido previamente utilizado no sexo vaginal nem o vá ser para não levar bactérias de um para o outro.
A educação influencia muito o modo como vivemos a nossa sexualidade e a sua mulher claramente não sente a liberdade de experimentar e aproveitar o prazer, sem vergonhas e culpabilidades de o estar a fazer. Tem de ser paciente, comunicar muito (sem criar discussões que vos afastem) com argumentos da ciência - com efeito a língua não transmite infecções à vagina, a menos que tenha herpes labial ou outras condições, em que não deve tocar a pele de outra pessoa na fase contagiosa – tentado que com o tempo a sua mulher compreenda a importância desta dimensão sexual na sua vida e na vossa vida de casal. Não espere mudanças rápidas, mas acredite no potencial do vosso amor e no poder da imaginação!
Pode ajudar-vos terem consultas presenciais de sexologia, para esclarecer alguns mitos da sexualidade e planearem em conjunto actividades sexuais com a ajuda de um profissional. Nós estamos no Saldanha, em Lisboa e pode marcar consulta através do telefone 21 318 25 91.

Tema de hoje: casal

(Jerry Clovis)

 

 

 

Vejo em filmes pornográficos e gostava muito de experimentar sexo anal, mas a minha namorada não quer, diz que é sujo e tem medo. Como a posso convencer? Há alguma maneira de lhe explicar que ela até pode gostar e de a levar a fazê-lo?

Diogo
Caro Diogo,
Não o posso ajudar a convencer a sua namorada: tem de ser o leitor a perceber se a relação que têm lhe permite experimentar uma prática sexual nova e se isso faz sentido para os dois. É importante fazer a sua namorada sentir-se respeitada na sua sexualidade, para que aprecie as vossas relações sexuais. O que se vê nos filmes pornográficos não é necessariamente o que as mulheres preferem nas relações sexuais.
Esta prática pode realmente ser dolorosa para a mulher, pelo que estar confiante e excitada, ao mesmo tempo que relaxada, é muito importante para que sinta algum prazer. Como é uma área genital menos flexível que a vagina há mais probabilidades de fazer fissuras ou feridas e devem ter cuidados para que tal não aconteça, pois aumenta as probabilidades de contrair infecções.
Há modos de tornar o sexo anal higiénico e confortável: usar preservativo e lubrificante à base de água, estar bem relaxada, para prevenir problemas no ânus, tentar a penetração depois de um bom período de excitação e se houver penetração vaginal deve ser com um preservativo diferente do utilizado para a penetração anal, nunca deve passar do ânus para a vagina com o mesmo preservativo.
A vontade de ter novas experiências sexuais é saudável para um casal, por isso tente encontrar coisas que vos estimule aos dois: brinquedos eróticos, posições novas, novos lugares – espero que diversifique a sua vida sexual e partilhe o prazer com a sua namorada o melhor possível!

sexo anal

 

 

Eu adoro fazer sexo anal, mas a minha namorada desde que viu um programa que dizia que uma vez um par ficou "colado" nunca mais gostou de o praticar. O que devo fazer?

Luís, Figueira da Foz

 

 

Caro leitor,
Compreendo que a sua namorada tenha ficado um pouco assustada ao ver um programa no qual as pessoas diziam ter ficado coladas depois de praticar sexo anal. Uma vez que o sexo anal é uma pratica do seu agrado, aconselho-o a conversar com a sua namorada de forma a acalmar os seus receios, pois durante os meus vários anos de experiência clínica nos Estados Unidos, nunca ouvi falar de ninguém que tenha ficado colado ao parceiro durante a pratica de sexo anal. Tenho conhecimento de pessoas que utilizam objectos durante a masturbação, objectos esses que causam um vácuo dentro da vagina ou ânus e têm dificuldade em ser removidos, mas nunca tive conhecimento que isso sucedesse aos humanos durante o coito ou penetração anal. Por isso tranquilize a sua namorada e não deixe que “histórias” sem fundamento atrapalhem a vossa vida sexual.
 

Sangramento durante o Sexo Anal

Magritte

 

 

Dra. Helena Juergens, chamo-me Edson Vieira, visitei o seu Blog, e peço desculpa por incomodá-la, mas eu e a minha esposa temos um problema e não sabemos o que fazer. Às vezes fazemos sexo anal, e por duas vezes que fizémos começou a sair muito sangue. Pergunto-lhe se isso é normal, ou o que temos que fazer, pois estamos muito preoculpados, pois isso nunca aconteceu antes... Agradeço a compreensão.
 
Obrigado ...
 
 
Caro Edson,

A zona do ânus não é tão elástica como a vagina, daí por vezes algumas pessoas sentirem dores durante o sexo anal. Uma vez que a sua esposa teve uma hemorragia durante as últimas duas vezes que tiveram sexo anal, é aconselhável que não o façam durante algum tempo, especialmente até que ela consulte um médico. Ela provavelmente fez uma fissura na pele, ou pode mesmo ter rompido um músculo, o qual vai necessitar de acompanhamento médico para sarar. Nao tenham receio e consultem um médico de forma a que este possa examinar a sua esposa e determinar a origem do sangramento que ela tem tido.