Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Desejo Esfriou no casamento...

Meu nome é Sandra, namorei 5 anos com o meu marido antes de casar. Hoje sou casada há 9 meses com ele. Mas minha vontade de ter relação com ele esfriou, amo ele demais e eu sei bem disso. Quando ele chega é só encostar em mim que ele se excita, eu vejo que realmente ele tem grande atracção por mim. Gostaria de poder reverter esse quadro e ter um apetite sexual normal. Tenho 22 anos e também gostaria de saber se existe remédio estimulante.
Cara Sandra,
 
O desejo sexual pode ser muito diferente entre homens e mulheres: os primeiros têm-no mais espontaneamente, por estímulos visuais (vê-la de certa maneira que considera sensual, por exemplo) e as mulheres mais em resposta a qualquer coisa que lhes agrada (um gesto romântico, um jantar à luz das velas, um elogio muito esperado…). Não tem de se sentir mal consigo própria por não conseguir ter o mesmo desejo do seu marido – não há um nível “normal”, mas sim o que serve bem cada casal e vocês têm de comunicar bem os dois para encontrarem um compromisso que sirva o desejo de ambos, provavelmente menos do que o seu marido desejaria e mais do que a Sandra actualmente deseja.
Lembrem-se que ter relações sexuais não é apenas fazer penetração vaginal, podem explorar outras formas de se darem prazer um ao outro, como a masturbação, as carícias e massagens, sexo oral… Estas e outras formas podem ser alternativas a ter as relações vaginais e que podem excitar-vos e satisfazer-vos.
Pense se precisa de fazer alterações na sua vida e na sua relação para a deixarem com mais tempo para a sua sexualidade. Com efeito, se andar muito cansada, com muitas tarefas em casa e no trabalho, sem tempo de relaxamento é difícil apetecer-lhe fazer amor espontaneamente e deve expressar as suas necessidades ao seu marido e pedir a sua ajuda.
Existe ainda um suplemento vitamínico chamado "Argimax" que parece ter resultados positivos quando tomado com regularidade durante algumas semanas. Existem estudos feitos pela Universidade de Harvard e de Stanford, nos Estados Unidos, que mostram a eficácia deste produto. Há também a possibilidade de fazer terapia de substituição hormonal, mas não é muito recomendável na sua idade (apenas mulheres que não desejam mais ter filhos e que estejam na menopausa). Há alguns tipos de gel lubrificantes que estimulam a circulação sanguínea na zona genital e ajudam a mulher a atingir o orgasmo. A utilização destes pode ajudar a aumentar o desejo sexual pois quanto mais orgasmos se tem mais se quer ter.
Se ainda assim precisar de ajuda, contacte um profissional da sexologia e peça mais conselhos.