Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Posso deixar de usar preservativo?”  

Retrato de mulher triste e chateada na camisa com dor de cabeça, estresse,  problemas, tocar os templos com os dedos e fechar os olhos, de pé sobre a  parede cinza | Foto

“Tenho 29 anos e comecei um relacionamento há quatro semanas. Estou muito apaixonada pelo meu namorado, temos uma relação sincera e frontal e ele já me falou de todos os relacionamentos que teve no passado. Será que posso deixar de usar preservativo quando temos relações, visto que já o conheço bem e tomo a pílula como método anticoncecional?”

 Vanessa, Sintra

Cara leitora,

Determinar se é seguro deixar de usar preservativos com o seu namorado não é algo tão linear como dizer que já se conhecem bem. Independentemente do grau de sinceridade dele para consigo, o facto de estar apaixonada faz com que veja tudo com uma lente cor-de-rosa que pode corresponder ou não à realidade, podendo correr riscos que condicionam a sua vida para além de qualquer relação. O uso de preservativo é essencial para prevenir a transmissão de infeções e doenças, assim como para evitar uma gravidez indesejada, embora também tome a pílula. O facto de se sentir à vontade com o seu namorado é muito positivo, pois a confiança e a sinceridade são essenciais para poder construir qualquer relação sólida e duradoura. Contudo, a única forma segura de optar por deixar de usar preservativos com o seu namorado é fazerem ambos os testes e exames necessários para se assegurarem que estão ambos saudáveis. Mesmo estando ambos a ser sinceros existe a possibilidade de estarem infetados sem saberem, por não terem ainda sintomas, e nesse sentido é também importante estarem ambos informados para evitar contaminar o outro. Aconselhe-se com o seu médico e façam ambos os testes, tendo em conta que alguns vírus levam seis meses até serem detetados nos testes, e não se precipite pois quatro semanas é ainda pouco tempo para tomar uma decisão tão vital como esta.