Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Quais as consequências de uma vasectomia?”

 

Tenho 50 anos e o meu médico sugeriu que eu fizesse uma vasectomia. A minha esposa e eu temos algum medo, pois a minha mulher tem 44 anos e uma possível gravidez, nesta fase, será de risco. Também não desejávamos que ela fosse sujeita a uma intervenção mais dolorosa. Será que depois de fazer uma vasectomia, não conseguirei ter erecção e satisfazer a minha esposa como actualmente?

 

André, Figueira da Foz

 

Caro Leitor,

A vasectomia é uma cirurgia para a esterilidade planeada que não significa que vá ficar impotente. A vasectomia é, de facto, uma pequena cirurgia, que demora cerca de 20 a 30 minutos e é feita com anestesia local, para que não haja dor. Nesse momento, executam-se dois pequenos cortes no escroto de forma a cortar o canal, conhecido como canal deferente, de cada um dos lados e ata-se as extremidades. Muitos indivíduos do sexo masculino optam por este tipo de cirurgia para que a sua esposa e/ou parceira não seja submetida a uma operação muito maior e muito mais séria, chamada esterilização feminina.

Isto significa que, embora os espermatozóides continuem a ser produzidos nos testículos, já não conseguem percorrer o caminho até ao pénis. No entanto, não se verifica nenhuma alteração no desempenho sexual, nem tão pouco a perda do desejo sexual.

Qualquer indivíduo que seja submetido a uma vasectomia continua a ter ejaculação tal como antes e, inclusivamente, o sémen parece exatamente igual.