Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Ter uma vida sexual activa depois dos 60 é errado?

homem-meia-idade-homem-1345730781328_956x500.jpg

 

"Tenho 65 anos e sou viúvo. Há um ano e meio que namoro uma senhora de 59 anos de quem gosto e com quem tenciono casar. Damo-nos muito bem e temos uma vida sexual bastante boa, no entanto as pessoas criticam-nos dizendo que somos "velhos demais" para essas coisas e que devíamos ter juízo. Será que eles têm razão?"

Adelino - Carnaxide

 

Caro leitor,

Claro que não! Ao contrário do que algumas pessoas mais jovens possam pensar, muitos homens e mulheres entre os 50 e 80 anos de idade continuam a ter relações sexuais, havendo mesmo quem afirme que sentem mais prazer agora do que quando eram mais novos. Há indivíduos no entanto que reduzem a sua atividade sexual nessas idades, mas por vezes isso é devido à dificuldade em encontrar parceiro, ou deve-se a pressões sociais como as que o leitor está a ser alvo, tabus a nível pessoal acreditando que não é correto ser sexualmente ativo, ou mesmo preocupações de saúde achando que o sexo pode causar doenças. É difícil estimar a atividade sexual em indivíduos de idades mais avançadas, pois tal como os adolescentes, eles tendem a reprimir e esconder a sua vida íntima com medo de serem criticados. Não se preocupe com aquilo que os outros pensam pois provavelmente têm ciúmes da sua relação. Aproveite a boa disposição da sua companheira, divirtam-se e vivam a vossa relação da forma que vos trouxer mais felicidade. Façam aquilo com o qual se sintam confortáveis.

Receitas afrodisíacas: ostras

5-modos-de-preparar-ostras-2.jpg

 

As ostras são hermafroditas do reino animal, sendo as alquimistas do oceano, e são o afrodisíaco mais conhecido no mundo. Ao longo da história, as ostras e a dança amorosa do desejo parecem ter sido feitas uma para a outra. As ostras nascem na espuma dos estuários e nas marés de baías, e por esta razão estão associadas com o nascimento de Afrodite e de Vénus, as deusas do amor grega e romana. O amante mais famoso do mundo, Casanova, considerava as ostras como "um estímulo para o espírito e para o amor". Ele comia, rotineiramente, cinquenta ostras ao pequeno-almoço colocando-as nos lábios e corpo das suas amantes e comendo uma por uma.

 

Porque é que as ostras estimulam o paladar e a paixão? Existe uma prova clara, química e fisiológica que suporta há mais de 2 milhões de anos a sua justificação histórica, anedótica e mitológica. As ostras são referidas muitas vezes como o "leite do oceano", são poderosamente nutritivas, de baixas gorduras e calorias (uma ostra tem à volta de 10 calorias) e são compostas por zinco, um elemento importante para a produção de testosterona, o qual aumenta a atividade sexual tanto do homem como da mulher.

 

Ostras salteadas:

Este é um prato simples de preparar. Quando comprar as ostras lembre-se que as ostras frescas devem vir com os seus próprios fluidos, e que o líquido da ostra deve ser claro. A maneira correcta de comer ostras é deixá-las na boca por alguns segundos, de forma a apreciar o seu sabor, e depois engoli-las sem as mastigar. Prepare este prato delicioso e sirva com pão de alho e salada para uma refeição amorosa completa.

- 2 Dúzias de ostras frescas

- ½ Chávena de farinha

- Sal e Pimenta preta

- 2 Ovos

- ½ Chávena de miolo de pão

- 2 Colheres de sopa de azeite

- 1 Colher de sopa de margarina

- Rodelas de limão

- Molho de Cocktail

Abra as ostras e ponha-as num prato. Misture a farinha com o sal e pimenta, e mexa os ovos pondo 2 colheres de sopa de água. Coloque as ostras, uma de cada vez na farinha e depois o ovo batido com o miolo de pão. Ferva o azeite com a margarina num recipiente grande e pesado. Vá salteando as ostras, virando-as até as ostras estarem douradas, mais ou menos 3 minutos. Servir com rodelas de limão e molho de cocktail.

 

Ostras naturais:

- 1 Dúzia de ostras

- 1 Limão cortado em pedaços

- Gelo picado

Abra as ostras cuidadosamente sem perder o sumo natural das mesmas. Coloque-as abertas num prato sobre gelo picado. Corte o limão em 4 pedaços e ponha um pouco do sumo de limão em cada ostra antes de a comer.

As pessoas virgens podem ter orgasmos?

0cb5ea9.jpg

 

"Tenho 18 anos e ainda sou virgem, e gostaria de saber se, apesar de ser virgem, posso ter orgasmos?"

Sandra - Almada

 

Cara leitora,

Claro que sim! A capacidade de sentir um orgasmo não está directamente relacionada com o início da atividade sexual com um parceiro. Fisiologicamente não é necessária a existência de um parceiro, ou o coito, para que o indivíduo consiga atingir o clímax. Através da masturbação uma pessoa virgem pode perfeitamente atingir o orgasmo sem qualquer problema. Por isso não se iniba e explore o seu corpo, o que até fará com que tenha mais facilidade em atingir o orgasmo quando decidir iniciar a sua atividade sexual com um parceiro.