Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consulta de planeamento familiar

Eu gostava de saber se as consultas de planeamento familiar têm idade para serem frequentadas?
Carla
 
Cara Carla,

As consultas de planeamento familiar podem ser frequentadas por qualquer pessoa (mulher, homem, casal, jovens, adultos, idosos) e, em princípio, serão gratuitas e terá ainda acesso gratuito a métodos contraceptivos disponibilizados pelo médico ou enfermeiro. Informe-se no seu centro de saúde se têm período semanal específico para as fazer ou qual o médico que as executa. Não sinta vergonha de perguntar, pelo menos a uma enfermeira e verá que será bem atendida.

Coito interrompido

Boa tarde, há já algum tempo que tenho uma dúvida, tive relações com o meu namorado, no entanto não usámos protecção optámos por fazer coito interrompido, já tive dois períodos menstruais entretanto, mas noto algumas diferenças nos meios seios, já fiz um teste de gravidez e deu negativo. No entanto a menstruação este mês está atrasada. È possível estar grávida?
Judite
 
Cara Judite,
 
É possível estar grávida e ter menstruação, ou seja, perdas de sangue que são confundidas com menstruação: 25% das mulheres grávidas têm o que se pode chamar de “sangramento de implantação”, e muitas delas confundem esse corrimento sanguíneo com a menstruação, e por isso não descobrem que estão grávidas até vários meses após a fecundação.
O coito interrompido não é um método contraceptivo seguro, pois as taxas de falha são altas e antes da ejaculação o homem liberta já alguns espermatozóides na lubrificação.
Vão juntos a uma consulta de planeamento familiar e reflictam sobre um método mais eficaz de contracepção para vocês. Os centros de saúde têm períodos específicos para estas consultas, gratuitas e frequentes.
As alterações nos seios são realmente um sintoma de gravidez, embora isolado não significa que se trate de uma gravidez. Pode ser apenas uma alteração de peso ou hormonal esporádica. Esclareça melhor com um médico esta situação.

Preliminares e gravidez

Veio-me o período um dia antes de fazer amor com meu namorado, no acto nós usamos preservativo, mas depois continuamos com preliminares sem preservativo. O pénis dele esteve próximo da minha vagina - há alguma possibilidade de engravidar?
Sónia
Cara Sónia,
O primeiro dia de menstruação é o primeiro dia do ciclo e a ovulação e o período fértil (o intervalo feito pelos 4-5 dias para trás e para a frente do dia que marca a metade do ciclo menstrual) são calculados a partir daí, mas tendo em conta vários ciclos menstruais – pelo menos 6, que não correspondem necessariamente a 6 meses. Assim, provavelmente o dia em que teve relações sexuais não estava no intervalo do período fértil. Se estivesse e houvesse contacto genital sem protecção, a probabilidade de engravidar aumentava consideravelmente, por isso deve escolher um método contraceptivo que se adeqúe aos seus comportamentos, como a contracepção hormonal, por exemplo (pode ser em pílula, adesivo, implante, anel vaginal).
Aconselho-a a ir a uma consulta de planeamento familiar, que são gratuitas em muitos centros de saúde de Portugal, para esclarecer as suas dúvidas e começar uma contracepção que a deixe descansada e livre para viver o seu prazer!

Adolescência

(Miltom Avery, Adolescence)

Tenho 15 anos e gostava de saber se é normal ter relações sexuais
com o namorado com a minha idade?! Tenho vergonha de ir ao centro de saúde
pedir a pílula e depois acharem que eu sou uma tarada! Por favor não pense mal de mim, mas preciso de saber isto.
Inês
Cara Inês,
O mais importante no início da vida sexual de um casal é sentirem-se os dois preparados para a descoberta dessa parte da sexualidade, não haver pressões de nenhuma parte, estarem seguros da vossa saúde sexual (saber como colocar o preservativo, ter preservativos ou estar a fazer algum contraceptivo) e terem a dose certa de curiosidade e intimidade. Não é assim tão relevante em que idade tal acontece, depende de pessoa para pessoa e de cultura para cultura.
Dirigir-se a um centro de saúde para consultas de planeamento familiar - alguns têm mesmo momentos dirigidos mesmo a jovens é uma óptima ideia. Em qualquer idade, por lei, os jovens têm direito à sua privacidade e confidencialidade em relação ao pais e técnicos de saúde – ninguém pode fazer juízos de valor por se recorrer a serviços de saúde. Parece-me muito bem e responsável da sua parte que vá a um centro de saúde, não precisa de se preocupar nem ter receios, pode mesmo ir com o seu namorado e partilharem a consulta.
Para aproveitar ao máximo o prazer das relações sexuais deve sentir-se segura no que toca a gravidezes indesejadas ou infecções sexualmente transmissíveis, por isso quanto mais rápido lá for, melhor para si.

Líquido pré-ejaculatório

Eu e o meu namorado tivemos relações há pouco tempo sem protecção, mas ele teve imenso cuidado e antes de ele ejacular ele colocou o preservativo.
Ele diz que não fez nada, mas o facto é que notei algumas vezes, posteriormente, em que nos acariciamos que ele libertava uma substância.
Será que essa substância é esperma? Ou será apenas uma espécie de lubrificação?
Jacinta
Cara Jacinta,
A substância que refere é líquido pré-ejaculatório, é líquido lubrificante e contém já alguns espermatozóides, pelo que pode levar a uma gravidez indesejada. É aconselhável que vão juntos a uma consulta de planeamento familiar, onde possam escolher uma contracepção mais eficaz, que não apenas o preservativo, e onde esclareçam esta ou outra dúvida. O seguimento ginecológico das mulheres com vida sexual activa é essencial e o acompanhamento do casal pode melhorar em muito as vossas actividades sexuais e o prazer em segurança que podem tirar delas.
Em Portugal, muitos centros de saúde têm estas consultas gratuitas, anónimas e têm métodos contraceptivos acessíveis para todos. Reflictam com os técnicos de saúde da equipa quais são melhores para vocês utilizarem: adesivos, implante, anel vaginal…sem esquecer que o preservativo é o único que protege igualmente das infecções sexualmente transmissíveis e das gravidezes indesejadas, pelo que dá segurança dupla.

Preservativo: Sim ou Não?!?

Namoro há um ano e três meses com o meu namorado. Nenhum de nós teve outro parceiro sexual. Eu tomo a pílula e até há uns meses para cá usávamos o preservativo em quase todas as relações sexuais. Decidimos que era desnecessário o uso do preservativo visto que eu tomava a pílula e nunca tivemos contacto sexual com outras pessoas. Mas para além de não ficar 100% descansada quanto a possibilidade de gravidez também me preocupo com as doenças que possamos transmitir mutuamente... Acha essencial o uso de preservativo?
Sílvia
Cara Sílvia,
A sua questão é muito pertinente e surge em muitas relações. O ideal é fazer a contracepção dupla (pílula+preservativo) que a protege da gravidez indesejada e das infecções sexualmente transmissíveis e dá uma maior segurança de que se um dos métodos falhar, o outro actua e previne na mesma.
No entanto, muitos casais desejam não utilizar o preservativo. Por vezes, é por pressão masculina que se abandona a sua utilização, embora a mulher se sinta melhor a usá-lo. Se este for o seu caso fale melhor com o seu parceiro sobre as vantagens da utilização do preservativo, para que o sexo seja bom para os dois e não melhor para um que para o outro. O principal orgão sexual que temos é a cabeça...se ela estiver preocupada, o corpo não está disponível para o prazer!
Lembre-lhe que com o preservativo a penetração dura mais tempo, logo podem explorar mais posições, quando se habituam o prazer não sai prejudicado. Têm lubrificação artificial, que pode ser necessária para algumas mulheres que lubrificam pouco ou que perdem a lubrificação ao longo da penetração, podem descobrir novas formas de o colocar que aquecem a relação (a Sílvia a ele, ele a si próprio, colocar com a boca, com as duas mãos, com lubrificante com efeito de calor…). Pode até experimentar o preservativo feminino, que tem uma sensibilidade diferente e não precisa de tantos cuidados na sua colocação. Veja mais aqui: http://consultoriosexologia.blogs.sapo.pt/tag/preservativo+feminino
Se o seu namorado não for compreensivo consigo e com as suas necessidades de segurança sexual terão de pensar bem a natureza da vossa relação e o quanto um dá e o outro recebe…arrisque e seja fiel a si própria!
As infecções sexualmente transmissíveis são realmente um problema para a mulher, que muitas vezes é contagiada pelo seu parceiro, mesmo sem que haja traições.
Depois desta longa resposta, não tenho uma conclusão clara sobre se a utilização do preservativo é ou não essencial, mas cada casal e cada pessoa deve proteger-se a si mesma e à sua saúde - a responsabilidade é sua. Reflicta bem as suas necessidades emocionais e como pode aproveitar o melhor possível as suas relações sexuais. Afinal de contas, o prazer tem de ser mais forte que as preocupações realistas.
Não deixe de ir a uma consulta de planeamento familiar com o seu namorado para fazer o seguimento da vossa saúde sexual e talvez mesmo fazerem os testes necessários às infecções sexualmente transmissíveis que a deixem descansada e livre para sentir o prazer da vossa sexualidade.

Consulta de planeamento familiar

Eu e a minha namorada iniciámos a nossa vida sexual há pouco tempo e tivemos relações 3 vezes. Na penúltima aconteceu que, após fazermos amor, reparei que o preservativo se encontrava a meio do pénis, algo que me deixou assustado, embora não tenha ejaculado nele. Fui masturbar-me e vim-me normalmente. A minha namorada acha que tem o período atrasado, ela nunca tomou a pílula e agora tem os seios com algumas dores e anda com dores nos rins há 2. Ela nota que tem a barriga mais inchada como o habitual. Estamos bastante preocupados com este atraso menstrual dela… será que é normal este atraso? o que acha que poderá ser?
José 
 
Caro José,
Não lhe posso garantir o que poderá ser esse atraso na menstruação. É aconselhável que vão juntos a uma consulta de planeamento familiar, onde possam escolher uma contracepção mais eficaz, que não apenas o preservativo, e onde esclareçam esta ou outra dúvida. O facto de o preservativo se ter deslocado durante a penetração pode significar que é demasiado grande (confirme que tipo está a usar) ou que perdeu ligeiramente a erecção, o que é perfeitamente normal.
O seguimento ginecológico das mulheres com vida sexual activa é essencial e o acompanhamento do casal pode melhorar em muito as vossas actividades sexuais e o prazer em segurança que podem tirar delas.
Em Portugal, muitos centros de saúde têm estas consultas gratuitas, anónimas e têm métodos contraceptivos acessíveis para todos. Reflictam com os técnicos de saúde da equipa quais são melhores para vocês utilizarem: adesivos, implante, anel vaginal…sem esquecer que o preservativo é o único que protege igualmente das infecções sexualmente transmissíveis e das gravidezes indesejadas, pelo que dá segurança dupla.
Por fim, não se esqueçam que ter atrasos na menstruação pode ser normal e não se estar grávida, pode ser apenas uma fase mais ansiosa ou sinal de outras situações ginecológicas. Um médico e uma consulta podem esclarecer melhor estas questões.

Dores na relação sexual

Há uns 4 meses atrás comecei a vida sexual com a minha namorada. Ela era virgem e por mais que eu tenha tido cuidado para a deixar tranquila e excitada, a primeira penetração doeu um pouco (diz ela), mas passou. Comecei a trabalhar melhor nos preliminares, fiz sexo oral -  ela tinha um pouco de receio, mas percebia que gostava muito, sem contar que devido à saliva e à excitação com o sexo oral, a vagina ficava super lubrificada, o que facilita bastante a penetração. No entanto, o problema é que de há uns tempos para cá, quando vamos começar a penetração ela sente muita dor no início da penetração, até eu penetrar meu pénis por completo, depois a dor passa. Depois da relação ela sente um ardor intenso, principalmente na hora de urinar, e percebi que tem prurido. Tenho medo que seja alguma infecção - quais são as possíveis bactérias que causam isso?
 
César 
 
Caro César,
 
O prurido é um sintoma vaginal de infecções bacterianas, virais, de infecções sexualmente transmissíveis, da menopausa (pela diminuição de estrogéneos), ou de determinados hábitos, como usar roupa interior de materiais sintéticos, usar roupa/calças muito justas, fazer uma alimentação desadequada, tomar antibióticos… Como só um médico geral ou ginecologista poderá fazer um diagnóstico adequado, devem marcar ou ir a uma consulta com urgência, principalmente se o que descreve dura há mais de uma semana.
 
Até lá utilizem preservativo, pois podem reinfectar-se um ao outro e aconselhe a sua namorada a beber água antes de ter relações sexuais e urinar logo depois desta, fazendo a sua higiene. O César deve igualmente limpar quaisquer gotas do pénis depois de urinar, pois as que ficam na glande propiciam o prurido na sua namorada, com a fricção da penetração sexual. Façam o tratamento recomendado e Boa sorte!

Problemas na colocação do preservativo

Namoro há um bom tempo e tenho problemas na hora do sexo. Coloco o preservativo com cuidado no pénis, segurando a ponta na hora de colocar e desenrolando-o até a base. Porém, na hora do ato sexual, a camisinha costuma escorregar e a base começa a se desenrolar, por mais cuidado que tomemos. O que devo fazer?
 
Rodrigo
 
Caro Rodrigo,
 
A colocação correcta do preservativo é mais complicada do que parece e do que se fala…muita gente passa por problemas semelhantes. A correcta utilização deste método de barreira inicia-se antes de se abrir a embalagem (vendo a data de validade, o estado do pacote, o certificado de qualidade) e termina logo depois do orgasmo e da ejaculação, e logo depois mesmo, em que tem de ser retirado. Depois da ejaculação, o pénis do homem perde a erecção por alguns momentos e se o preservativo ainda estiver a ser utilizado na penetração pode facilmente escorregar.
Se não for esse o seu caso, poderá ainda ser uma questão de tamanho. Não se preocupe, pois todos os pénis variam muito em comprimento e largura, flácidos e erectos e, para o prazer da mulher, não interessa o tamanho mas o prazer que ela sente logo no primeiro terço da vagina (onde estão os nervos) e no clítoris. Pode ter de procurar tamanhos mais justos ou mesmo optar pelo preservativo feminino, que não levanta estas questões.
Devem ainda ir a uma consulta de planeamento familiar e escolher um método contraceptivo mais eficaz para vocês e que vos deixe descansados para se entregarem aos prazeres da vossa sexualidade!

Comichão nos genitais

Tive uma relação sexual com a minha companheira e essa relação resultou numa pequena infecção, gostaria de perguntar se é grave ou se são situações normais que passam com o tempo..
Um dia depois da relação sinto muita comichão no meu pénis um ligeiro inchaço e quando deslizo a pele do pénis para trás deparo-me que ele ganha uma espécie de liquido grosso branco ou seja parecendo um creme.. A minha dúvida é se será isso grave e se terei de procurar um médico ou se será uma ligeira infecção que venha a passar com o tempo.
 
Gonçalo
 
Caro Gonçalo,
 
As infecções virais e bacterianas NÃO tendem a desaparecer com o tempo, mas sim com os tratamentos, pelo que deve dirigir-se com urgência a um médico de clínica geral ou urologista – de modo a prevenir que piore a condição e que reinfecte a sua parceria. Por email e pela sua descrição, penso que pode ser, com efeito, uma infecção sexualmente transmissível, pelo que até finalizar o tratamento deve utilizar preservativo em todas as relações sexuais e evitar contactos genitais desprotegidos.
Não tenha vergonha de mostrar o seu pénis a um técnico de saúde – ele saberá ajudá-lo e está habituado a observar profissionalmente todas as partes do corpo. É importante que passe por uma consulta de diagnóstico e que siga o tratamento proposto. Há consultas de planeamento familiar que são gratuitas e há em vários centros de saúde.