Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Como falar de sexo com os meus filhos?

 

Tenho 3 filhos entre os 8 e os 12 anos, e não sei como abordar o tema da sexualidade com eles. Preciso de ajuda!
Nuno, Lagos
Caro leitor,
A maioria dos pais considera dificil abordar o tema da sexualidade com os seus filhos, por isso o leitor não é o único pai a debater-se com esse problema. Muitos pais acham que se derem informação a mais aos seus filhos ou se abordarem o tema cedo demais vão fazer com que eles iniciem a sua vida sexual mais cedo. De facto, acontece justamente o contrário, quanto mais informados os jovens estiverem em relação ao sexo, mais tarde vão iniciar a sua vida sexual, e de forma mais segura e responsável. Aborde o assunto de forma natural, dando aos seus filhos informação a respeito de sexo seguro e responsável, de forma a que eles estejam equipados com o conhecimento necessário para iniciar uma vida sexual saudável e positiva.

Tema de hoje: educação sexual

O meu filho de 7 anos perguntou-me como se fazem os bebés. É normal? Devo responder? Tenho muito medo de errar, pois fala-se da educação sexual, mas acho que na escola dele não há e eu nunca falei destas coisas com os meus pais. O que devo fazer?
 
Sónia
 
 
Cara Sónia, 
 
É bastante natural que o seu filho tenha curiosidade com questões de sexualidade e lhe coloque essas perguntas. A informação necessária nas várias idades é diferente para o esclarecimento dessas dúvidas, pelo que não deve ficar preocupada nem assustada. Deve ser sincera e responder às perguntas à medida que surgem, não é preciso explicar tudo, mas também não vale a pena desviar-se do assunto, pois o seu filho compreenderá que este assunto é tabu e não pode falar dele. Agora e noutras alturas ele vai precisar de si para o esclarecer!
Pode falar com os professores ou director de turma sobre a necessidade de fazer educação sexual formal e escolar, mas o seu silêncio ou explicação será bem mais valioso!
Porque não lhe compra um livro ou um filme, adequado à idade dele e o vêem em conjunto? Pode igualmente comprar um para si sobre o desenvolvimento psicológico e sexual das crianças e adolescentes e encontrar soluções de como lhe explicar a concepção e nascimento, como mãe e educadora. Não invente metáforas que só o deixarão mais confuso (a cegonha, as sementes já não satisfazem a curiosidade de uma criança de 7 anos dos nossos dias).
Tem toda a razão em se questionar sobre o modo de falar sobre sexualidade com as crianças e a sua preocupação só mostra como deseja ser boa mãe – procure informação e partilhe esta sua preocupação com outros pais, verá como são comuns as perguntas e com que respostas se podem uns aos outros!

Problemas Masculinos

Há vários problemas sexuais que podem afectar os homens em diversas fases da vida. Infelizmente, muitos homens sentem relutância em falar sobre as suas vidas sexuais com um médico. Lembre-se que a maioria dos problemas sexuais podem ser tratados com a ajuda de um profissional e ser bem sucedidos.

 

Problemas de erecção

 

De todos os problemas sexuais que os homens enfrentam, a disfunção eréctil é a mais comum, e inclui vários problemas, desde a capacidade de manter a erecção por um curto período até conseguir obtê-la de todo. É muito normal que os homens passem por isto em algum período das suas vidas.

Uma das causas mais comuns da disfunção eréctil é uma condição na qual embora o sangue aflua ao pénis da forma habitual durante a erecção, volta de novo para trás e o pénis fica flácido. Isto acontece devido ao sistema de bloqueio, que normalmente mantém o sangue dentro do pénis, deixar de funcionar convenientemente. Este problema pode ser ultrapassado utilizando um anel concebido medicamente que encaixa à volta da base do pénis.

Os problemas de erecção podem ter uma origem psicológica. Por exemplo, se estiver preocupado com o seu desempenho sexual, ou com sentimentos de inadequação, culpa, ou ressentimento, estes podem manifestar-se como uma incapacidade de ter ou manter a erecção. Esta forma pode ser muito fácil de diagnosticar porque será capaz de ter uma erecção por vezes, mas não com uma parceira. A terapia sexual é geralmente a melhor forma de tratamento deste problema.

 

Doença e envelhecimento

 

Há várias doenças que podem afectar a função eréctil, e o mesmo acontece com certas medicações. A impotência é mais provável na terceira idade, embora felizmente não seja inevitável. À medida que envelhece, os níveis da hormona masculina Testosterona descem e um dos efeitos secundários pode ser erecção enfraquecida. Isto não é necessariamente um problema, precisa apenas de descobrir aquilo que lhe dá uma melhor erecção, geralmente muita fricção directa na zona genital. Também pode ponderar a hipótese de fazer um tratamento hormonal.

 

Factos sexuais

Fumadores e alcoólicos

 

Há dois grupos de homens que estão particularmente vulneráveis à impotência: fumadores e alcoólicos. O consumo excessivo de tabaco e de álcool pode danificar os sistemas nervosos e cardiovasculares. O abuso de álcool faz com que os níveis de Testosterona baixem e interfere com os impulsos nervosos para os genitais. Também prejudica a orientação sexual e predispõe a anormalidades no esperma.