Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Ele ejacula tarde!”

ejaculaç

 

Enquanto que eu atinjo o orgasmo bastante depressa, o meu marido demora bastante tempo a atingir o orgasmo. Será que estou a fazer alguma coisa errada?”

Inês, Évora

Cara Leitora,

Não se sinta preocupada pelo facto de o seu marido demorar mais tempo a ejacular do que você, pois certamente isso não está relacionado com nada que a leitora esteja a fazer. Cada pessoa demora o seu tempo até atingir o orgasmo e são raras as vezes que um casal consegue atingir o clímax simultaneamente. Existem factores que podem contribuir para que o homem demore mais tempo para ejacular, nomeadamente a toma de medicamentos para a depressão e ansiedade. Alguns destes medicamentos chegam a ser receitados a homens que sofrem de ejaculação precoce. Se o seu marido estiver sob o efeito de algum tipo de medicação, aconselhe-o a consultar o médico e a perguntar quais os efeitos que esses medicamentos podem ter na sua vida sexual. Se necessário, peça ao médico que lhe receite uma medicação diferente. 

“Ejaculação retardada”

 

 “Namoro há 10 meses e o meu namorado tem ejaculação retardada. Ele contou-me que antes de mim nunca tinha sentido prazer com a parceira, comigo ele atinge o orgasmo, apesar de demorar. Sempre nos demos muito bem sexualmente e para mim a ejaculação retardada não é um não é um problema, mas eu sinto que isso o incomoda. Gostaria de saber como posso ajudá-lo.”

 

Mariana, Lisboa

 

Cara Leitora,

A ejaculação retardada é considerada uma perturbação sexual masculina da fase do orgasmo, que afecta menos de 3 por cento dos homens, mas causa-lhes bastante sofrimento, mesmo que para a parceira seja agradável ter relações sexuais longas. No entanto, para o homem, pode fazê-lo sentir-se frustrado com a sua sexualidade, a satisfação sexual e mesmo com outros aspectos da relação. Pode ser que o seu parceiro sinta estas coisas, mas também pode ser que tal não aconteça. Como uma pessoa com ejaculação retardada precisa de estimulação adicional e mais demorada para obter o orgasmo, os conselhos que lhe posso dar são de adicionar formas de estimular o seu orgasmo, não necessariamente pela penetração vaginal mas, por exemplo, depois desta. Pode deixá-lo masturbar-se a ele mesmo (progressivamente mais perto dele: consigo ao lado sem olhar, consigo ao lado a olhá-lo, consigo a tocar-lhe); até ele lhe permitir masturbá-lo, utilizando lubrificantes e perguntando-lhe como prefere que o faça. Procure brinquedos eróticos que a ajudem a aumentar a fricção peniana, para os utilizar depois de estar satisfeita sexualmente. Para além disto é importante que comunique com ele, que o descanse sobre a satisfação sexual que ele lhe dá e sobre o prazer que tira da relação com ele. Se ainda assim sentir que ele não está feliz com a vossa vida sexual, proponha-lhe procurar tratamento sexológico como casal. 

“Ejaculação retardada”


 

“Namoro há 10 meses e o meu namorado tem ejaculação retardada. Ele contou-me que antes de mim nunca tinha sentido prazer com a parceira, comigo ele atinge o orgasmo, apesar de demorar. Sempre nos demos muito bem sexualmente e para mim a ejaculação retardada não é um não é um problema, mas eu sinto que isso o incomoda. Gostaria de saber como posso ajudá-lo.”

 

Mariana, Lisboa

 

Cara Leitora,

A ejaculação retardada é considerada uma perturbação sexual masculina da fase do orgasmo, que afecta menos de 3 por cento dos homens, mas causa-lhes bastante sofrimento, mesmo que para a parceira seja agradável ter relações sexuais longas. No entanto, para o homem, pode fazê-lo sentir-se frustrado com a sua sexualidade, a satisfação sexual e mesmo com outros aspectos da relação. Pode ser que o seu parceiro sinta estas coisas, mas também pode ser que tal não aconteça. Como uma pessoa com ejaculação retardada precisa de estimulação adicional e mais demorada para obter o orgasmo, os conselhos que lhe posso dar são de adicionar formas de estimular o seu orgasmo, não necessariamente pela penetração vaginal mas, por exemplo, depois desta. Pode deixá-lo masturbar-se a ele mesmo (progressivamente mais perto dele: consigo ao lado sem olhar, consigo ao lado a olhá-lo, consigo a tocar-lhe); até ele lhe permitir masturbá-lo, utilizando lubrificantes e perguntando-lhe como prefere que o faça. Procure brinquedos eróticos que a ajudem a aumentar a fricção peniana, para os utilizar depois de estar satisfeita sexualmente. Para além disto é importante que comunique com ele, que o descanse sobre a satisfação sexual que ele lhe dá e sobre o prazer que tira da relação com ele. Se ainda assim sentir que ele não está feliz com a vossa vida sexual, proponha-lhe procurar tratamento sexológico como casal.

Será ejaculação retardada?

Vivo com o meu namorado há mais de dois anos e antes dele tive alguns parceiros sexuais. Não querendo entrar em comparações, porque cada pessoa é diferente, acho que o meu namorado pode sofrer de ejaculação retardada.
Não atinge o orgasmo com sexo oral nem com algumas posições sexuais. Nas posições em que chega lá demora muito tempo (para cima de 20 min de penetração contínua) e por vezes nem atinge o orgasmo com penetração, pelo que muitas vezes só acontece se se masturbar.
Isso não parece incomodá-lo mas para mim por vezes chega a ser penoso pois não consigo manter a excitação tanto tempo e a partir do momento em que atinjo o orgasmo perco mesmo a vontade.
Há alguma coisa que possamos fazer para aumentar a sua sensibilidade?
Rosa
 
Cara Rosa,
 
A ejaculação retardada, tal como outras disfunções sexuais, só devem ser diagnosticadas por técnicos de saúde ou de sexologia. Dirija-se com o seu parceiro a uma consulta especializada de sexologia se pensa que a vossa relação está a ser significativamente prejudicada por esta situação.
Pode tentar aumentar a sensibilidade utilizando lubrificante que aquece, pois irá trazer mais irrigação sanguínea ao pénis e pode facilitar o orgasmo, mas certamente que outras condições terão igualmente de estar controladas para que tal aconteça (ele estar à vontade, sem preocupações, nem pressões, o ambiente ser adequado e seguro para ambos, terem tempo para relaxar…).
Não encare a sexualidade de uma forma pré-determinada… Não há problema de um membro de um casal não atingir o orgasmo em algumas relações sexuais, pode haver satisfação suficiente na excitação e no prazer do outro, não há problema se um membro do casal se masturbar depois da penetração (depois de estarem ambos satisfeitos com a penetração). Uma grande vantagem da utilização de lubrificação extra, para além da vossa natural é não se magoar, depois do seu orgasmo e enquanto ele tenta o seu. Fale com ele sobre como o pode ajudar, sem criticar nem pressionar e divirta-se com o prazer que podem ter os dois!

“O que é a ejaculação retardada?”

“Já ouvi falar de ejaculação precoce, mas um amigo meu há dias referiu-se à ejaculação retardada. Como não sabia muito bem do que se tratava não lhe respondi, mas gostaria de saber o que é e o que fazer para que isso não me aconteça.”

Rui, Seixal

 

Caro Leitor,

A ejaculação precoce é vista como um problema, principalmente entre as camadas mais jovens. Contudo, muitos homens experimentaram essa situação já na fase adulta. Actualmente, já é do conhecimento geral que a ejaculação precoce não é tanto um problema físico mas psicológico, causado por estados de grande ansiedade, de stress elevado e de grandes expectativas em relação à própria vida. Quando esta situação acontece, o medo de voltar a suceder e o desejo de agradar à parceira gera uma ansiedade tão grande que faz com que o problema piore. A ejaculação retardada é o oposto desta situação e ocorre com menos frequência. Assim, os homens têm dificuldade em atingir o orgasmo por uma sucessão de causas, as quais podem ser físicas ou psicológicas. Se o homem estiver sob o efeito de bebidas alcoólicas ou estupefacientes estas situações podem ocorrer pelo simples facto destes produtos retardarem os reflexos. Outra das causas possíveis é o homem que atrasa deliberadamente a ejaculação na esperança de a parceira atingir o orgasmo ao mesmo tempo. Claro está que quando a situação chega ao limite já não conseguem reverter a situação em seu favor. Por fim, a preocupação que o homem possa sentir no momento da relação sexual e que, consequentemente, irá dificultar a própria erecção e a respectiva ejaculação. Não existe nada mais sensato, em qualquer caso, que uma boa comunicação entre parceiros para que possam ultrapassar todos os obstáculos que poderão vir a surgir.

Como atingir o orgasmo mais depressa?

De há alguns anos para cá tenho notado que levo cada vez mais tempo a atingir o orgasmo, havendo mesmo situações em ele não acontece. Acho isso estranho, pois nunca tive essa dificuldade antes. Será que vou perder a capacidade de ter orgasmos?”

Paulo, Vilamoura

Caro leitor,

essa situação acontece com mais frequência do que imagina. É normal que com o avançar da idade o homem comece a levar mais tempo a atingir o orgasmo, o que por vezes melhora a vida sexual do casal pois dá mais tempo à mulher para atingir o clímax. Essa situação é especialmente vantajosa para homens que sofram de ejaculação precoce, mas não tanto para homens que já naturalmente demorem algum tempo até atingir o orgasmo. Nesses casos o acréscimo de tempo natural da idade pode tornar-se um problema, o que parece ser o seu caso, fazendo com que em certas ocasiões o orgasmo chegue mesmo a não acontecer. Uma possível solução é aplicar um gel acelerador no pénis antes de iniciada a relação. Este gel vai aumentar o fluxo sanguíneo na área genital fazendo com que o homem fique mais sensível à estimulação, e atinja o orgasmo mais depressa. Em alguns casos a incapacidade em atingir o orgasmo, tanto no homem como na mulher, pode ser um efeito secundário de algum medicamento. Se achar que este pode ser o seu caso, consulte o seu médico e explore a possibilidade de ajustar a dose ou mudar de medicação.

 

“O que é a ejaculação retardada?”

“Já tenho ouvido falar sobre a ejaculação precoce e estou mais ou menos esclarecido sobre o tema. No entanto, sei que também existe a ejaculação retardada, e gostava que me explicasse o que é…”
 
Sérgio - Coimbra
 
Caro Leitor,
A ejaculação retardada é o oposto da ejaculação precoce, a qual se manifesta com menos frequência. Como tal, os homens têm dificuldade em atingir o orgasmo por uma série de causas, que podem ser físicas ou psicológicas. Se o homem estiver sob o efeito de bebidas alcoólicas, drogas ou medicamentos, estas situações podem ocorrer, pelo simples facto destes produtos retardarem os reflexos. Outra das causas possíveis é o homem retardar deliberadamente a ejaculação, na esperança de que a parceira atinja o orgasmo ao mesmo tempo. Por fim, as preocupações que o homem possa sentir no momento da relação sexual também dificultam, consequentemente, a própria erecção e a respectiva ejaculação. Não existe nada mais sensato, em qualquer caso, do que uma boa comunicação entre parceiros para poderem ultrapassar todos os obstáculos que possam surgir.
 

“Demoro muito a ejacular…”

 

Tenho 28 anos e demoro muito tempo a ejacular. Gostaria de saber se é normal, acontece apenas de vez em quando, mas é preocupante pois ainda sou muito novo para ter problemas de ejaculação! Sinto-me constrangido pois às vezes a minha namorada perde a lubrificação com a minha demora.”

 

Cláudio, Porto

 

Caro leitor,

O tempo da ejaculação depende de homem para homem e da pessoa com quem está a ter relações sexuais – o que é lento e demorado para uns pode ser curto e rápido para outros. Saiba que uma relação sexual, desde o momento da penetração até à ejaculação e sem contar com os preliminares, dura para a maioria dos casais de 3 a 13 minutos. Conversas públicas muitas vezes criam-nos expectativas irrealistas e podem deixar-nos insatisfeitos com situações perfeitamente normais.

Existe uma perturbação sexual chamada ejaculação retardada, em que o homem sente bastantes dificuldades em ejacular, mas tal deve ser diagnosticado em consultas presenciais e por especialistas em sexologia. Algumas causas desta perturbação podem ser medicamentos que esteja a tomar (como por exemplo alguns anti-depressivos), por isso se for esse o seu caso, consulte o seu médico e explorem a possibilidade de alterar a medicação ou a sua dose. Procurem experimentar novas formas de viver a relação sexual: juntar lubrificante (há de vários tipos, que aumentam a circulação sanguínea, líquidos, pomadas, com diferentes aromas…), ter o orgasmo com masturbação em vez da penetração vaginal, sexo oral, e mesmo a utilização de um vibrador para ajudar a estimular e atingir o orgasmo mais rapidamente - falem um com o outro sobre questões que vos preocupem e possam interferir com o prazer de estarem juntos.

“Tenho prazer mas não ejaculo!”

“Olá, tenho 22 anos e comecei a namorar com uma colega da Faculdade. Só agora iniciei a minha vida sexual. No entanto, embora sinta que estou apaixonado pela minha namorada tenho um problema que me está a deixar um pouco confuso: apesar de obter prazer não atinjo o orgasmo! Fico constrangido e envergonhado, tenho acabado por evitar a intimidade com a minha namorada para que ela não se aperceba. O que hei-de fazer?”

 

Fábio, Leiria

 

Caro Leitor,

 

Sentir prazer sem atingir o orgasmo é naturalmente possível e acontece com frequência, no entanto, é importante perceber se se trata de uma situação passageira, decorrente de algum nervosismo e/ou ansiedade associado a esta etapa de vida e ao facto de ser ainda muito pouco experiente, ou se pelo contrário estamos na presença de uma disfunção, a ejaculação retardada. Nesta disfunção o homem, apesar de conseguir manter uma erecção, tem extrema dificuldade em ejacular, pelo menos quando o pénis está no interior da vagina. De modo a proceder a um diagnóstico adequado e uma avaliação correcta da situação, é importante recorrer a um especialista numa consulta presencial, até para desfazer qualquer dúvida que paire na sua cabeça. A partir do momento em que perceber o que se passa consigo será muito mais fácil resolver e superar esta situação. Entretanto, é aconselhável abordar desde já este assunto com a sua namorada dado o constrangimento que esta situação provoca para ambas as partes. Evitar o assunto apenas contribui para o vosso afastamento, algo que o leitor não quer.

“Será que o meu namorado sofre de ejaculação retardada?”

 

“Vivo com o meu namorado há mais de dois anos e antes dele tive alguns parceiros sexuais. Não querendo entrar em comparações, porque cada pessoa é diferente, acho que o meu namorado pode sofrer de ejaculação retardada. Ele não atinge o orgasmo com sexo oral nem com algumas posições sexuais. Nas posições em que chega lá demora muito tempo (para cima de 20 minutos de penetração contínua) e por vezes nem atinge o orgasmo com penetração, pelo que muitas vezes só acontece se se masturbar. Isso não parece incomodá-lo mas para mim por vezes chega a ser penoso pois não consigo manter a excitação tanto tempo, e a partir do momento em que atinjo o orgasmo perco mesmo a vontade. Há alguma coisa que possamos fazer para aumentar a sua sensibilidade?”

Rita, Faro

Cara leitora,

A ejaculação retardada, tal como outras disfunções sexuais, só devem ser diagnosticadas por técnicos de saúde ou de sexologia. Dirija-se com o seu parceiro a uma consulta especializada de sexologia se pensa que a vossa relação está a ser significativamente prejudicada por esta situação.

Pode tentar aumentar a sensibilidade utilizando lubrificante que aquece, pois irá trazer mais irrigação sanguínea ao pénis e pode facilitar o orgasmo, mas certamente que outras condições terão igualmente de estar controladas para que tal aconteça (ele estar à vontade, sem preocupações, nem pressões, o ambiente ser adequado e seguro para ambos, terem tempo para relaxar…).

Não encare a sexualidade de uma forma pré-determinada… Não há problema de um membro de um casal não atingir o orgasmo em algumas relações sexuais, pode haver satisfação suficiente na excitação e no prazer do outro, não há problema se um membro do casal se masturbar depois da penetração (depois de estarem ambos satisfeitos com a penetração). Uma grande vantagem da utilização de lubrificação extra, para além da vossa natural, é não se magoarem depois do seu orgasmo e enquanto ele tenta o seu. Fale com ele sobre como o pode ajudar, sem criticar nem pressionar, e divirta-se com o prazer que podem ter os dois!