Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Falta de apetite sexual”

“Amo o meu marido mas não sou capaz de lhe dizer que não me apetece fazer amor, pois tenho medo que não me compreenda e me deixe. Fazer amor torna-se um sacrifício! O que hei-de fazer?”

 

Soraia, Setúbal

 

Cara Leitora,

A falta de desejo a nível sexual pode ser resultante de problemas emocionais entre o casal, um parto, a amamentação, a menopausa e disfunções sexuais. Esta situação também pode ser provocada por doenças orgânicas, medicação e abuso de substâncias. O stress vivido no dia-a-dia, a rotina do próprio casal, e o cansaço físico e mental agravam ainda mais esta situação. O desinteresse sexual não deve ser confundido com falta de amor, pois este é um sentimento verdadeiro e profundo. Para que não surjam mal entendidos no seu casamento converse com o seu marido e procurem juntos descobrir a causa do seu desinteresse sexual. E, se necessário, consulte um especialista em sexologia, para que este os possa ajudar a respeito do tratamento mais eficaz para si.

Será que ela é frígida?

 

“Tenho notado que a minha esposa inventa cada vez mais desculpas para não fazermos amor. A verdade é que somos casados há já seis anos e nunca tivemos uma vida sexual muito activa, por isso gostaria de saber se ela sofre de frigidez.
César, Coimbra
 
Caro Leitor,
É normal que o desejo sexual da mulher diminua devido a diversas condicionantes físicas e psicológicas, por exemplo o nascimento de filhos, o stress causado pelo trabalho ou a entrada na menopausa. A frigidez é uma disfunção sexual que afecta as mulheres, fazendo com não sintam prazer durante o acto sexual e, consequentemente, não consigam atingir o orgasmo. Em termos práticos, tanto as mulheres que sofrem de frigidez como as que sofrem de falta de desejo sexual raramente procuram o parceiro, e quando este as procura a tendência é para rejeitá-lo. Esta situação causa constrangimentos e tensão no ambiente familiar, pois o facto de a esposa não estar muito receptiva a participar do acto sexual muitas vezes pode gerar incompreensão por parte do marido. Aconselho a que fale abertamente com a sua esposa, pois através do diálogo e da compreensão esta situação pode ser ultrapassada.

“Como posso recuperar a auto-estima e o prazer?”

 

O meu marido teve problemas financeiros e eu ajudei-o a pagar algumas dívidas, agora culpo-o pelas nossas dificuldades sem que ele saiba. Não sei se por causa disso, tenho um problema: não consigo ficar excitada, a minha razão quer mas a minha emoção não responde.

Tive problemas com fungos devido ao stress e contagiava o meu parceiro, isto acontecia com muita frequência, depois de um certo tempo fui-me sentindo culpada e automaticamente deixo de ficar lubrificada, só sinto sono e vontade de fugir. Como posso aumentar a minha auto estima e voltar a ser normal?”

 

Carmo, Loures

 

Cara leitora,

Como a sua relação tem algumas questões a serem resolvidas, a terapia de casal pode ajudar-vos e ter consequências positivas na vossa sexualidade. Procure terapeutas familiares ou de casal, decerto poderá encontrá-los na sua zona. As preocupações são contrárias ao prazer e à excitação (onde a lubrificação é um sinal físico), pelo que a vossa sexualidade está a sofrer de assuntos por resolver entre o casal.

O facto de referir as dívidas leva-me a pensar se não estará a encarar a sua vida conjugal como demasiado estereotipada: o marido dá o sustento e a mulher cuida dos filhos... liberte-se dessas ideias feitas e seja criativa, adapte-se à sua situação individual e em equipa, em casal. 

"O meu marido engordou e não me apetece fazer amor com ele"

 

"Estou casada há 20 anos, e de há algum para cá o meu marido desleixou-se com o seu aspecto físico e tem engordado. Ele ultimamente tem tentado perder peso, algumas vezes resulta mas passado um tempo engorda novamente. Não sei o que devo fazer, pois não me sinto atraída por ele quando ele engorda."

 

Miriam, Guarda

 

Cara leitora,

essa é uma situação complicada, pois não se pode mudar o corpo de uma pessoa de um momento para outro, principalmente depois de uma certa idade… mas também não se pode obrigar ninguém a sentir desejo sexual quando ele não existe. O metabolismo do homem e da mulher sofre alterações com a idade, o que faz com que as pessoas engordem. Lembre-se que o seu marido está, certamente, tão aborrecido com essa situação como você. É bastante frustrante tentar emagrecer e não conseguir, o que afecta bastante a auto-estima de uma pessoa. Tente conversar com ele de forma carinhosa, tentem "os dois" passar a caminhar juntos de manhã, ou fazer exercício no ginásio. Alterem a vossa alimentação, passando a consumir comida mais saudável, é importante que a leitora participe do processo, para que isso seja um projecto vosso e não uma imposição sua. É bastante importante que o seu marido sinta que o ama e que o está a apoiar nesta fase.