Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Fantasia filmar cenas de sexo!”

“Eu e o meu namorado temos uma relação muito boa, mas ele tem insistido em filmar as nossas relações. Não sei se o devo fazer pois tenho receio que ele mostre o filme a alguns dos seus amigos.

Ana, Bragança

Cara Leitora,

 

Para que este tipo de fantasias decorra da melhor forma é importante que exista confiança e, essencialmente, cumplicidade entre o par. Se de facto, existe a possibilidade de que a vossa intimidade seja partilhada com terceiros, seja prudente na decisão que tomar, pois não vá a cassete acabar na internet. Fale abertamente com o seu namorado e fale-lhe dos seus receios, e se necessário Peça para ele assinar um “contrato” no qual ele se compromete a não mostrar as filmagens a ninguém, dessa forma poderá reduzir as probabilidades de ele vir a mostrar a cassete a terceiros, pois sabe que pode ser penalizado por isso. Se mesmo assim, não ficar convencida, lembro-lhe que existem outras brincadeiras que podem estimular o prazer e trabalhar a sua sensualidade.

 

“Tenho o fetiche de ser amarrada…”

 

“Tenho 29 anos e sempre
vivi a minha sexualidade de forma espontânea e natural. Vivo há um ano com o
meu namorado, mas ultimamente sinto vontade de realizar com ele um dos meus
maiores fetiches: ser amarrada pelo meu namorado enquanto fazemos amor. No
entanto, tenho vergonha de o dizer ao meu namorado, pois não sei o que ele vai
pensar…”

 

Cláudia, Porto

 

Cara Leitora,

A sua fantasia não é nada fora do comum, por isso, a melhor forma de fazer com que o seu namorado realize a sua fantasia é falar com ele de forma directa. Ter fantasias sexuais e realizá-las com o parceiro pode ser bastante excitante e rejuvenescedor para a relação. Por isso, não tenha
receio, pois converse com o seu namorado, aproveite para lhe perguntar se ele tem algumas fantasia que ele queira realizar, e se elas forem do seu agrado, ofereça-se para as realizar. Um relacionamento sexual saudável é composto de uma combinação de dar e receber prazer, aposte nisso.

“A asfixia pode ser erótica?”

“Tenho um amigo que gosta de práticas sado-masoquistas e ele já me disse que por vezes quando se masturba pratica a autoasfixia. Tive vergonha de lhe perguntar porque não queria que me achasse ignorante, mas fiquei sem compreender aquilo que ele me disse. A asfixia pode ser erótica?”

 

Vítor, Leiria

 

Caro leitor,

A autoasfixia erótica consiste em inibir a chegada de cérebro ao sangue através de métodos autoinduzidos de sufocamento, praticados em simultâneo com a masturbação. Ao limitar o fornecimento de sangue que chega ao cérebro, este procedimento provoca um défice de oxigénio no cérebro, que os praticantes deste tipo de estimulação acreditam que intensifica as sensações, trazendo uma leveza cerebral que potencia as sensações do orgasmo. O facto de representar um risco grave, pois pode induzir à morte, também funciona como um estímulo para algumas pessoas. O facto de esta prática também poder levar à morte, pois a pessoa perde facilmente o controlo e se o cérebro não recebe oxigénio acaba por asfixiar, faz com que seja muitas vezes secreta, até que se sabe de alguma morte ocasional. Mesmo que não induza à morte, dependendo do tempo em que o cérebro está privado de oxigénio a autoasfixia também pode causar danos cerebrais muito graves.

 

“Quero fazer amor com dois homens”

“Tenho um namorado de quem gosto muito, no entanto, de há uns tempos para cá, não consigo deixar de pensar em fazer amor com dois homens ao mesmo tempo. Sei que o meu namorado nunca iria concordar, mas não consigo deixar de pensar nesta minha fantasia…”

 

Sara, Massamá

Cara Leitora,

Fantasiar sobre os mais variados cenários sexuais é perfeitamente normal, sendo a sua fantasia comum nas mulheres. O único problema é quando as fantasias começam a interferir na relação do casal, o que parece ser o seu caso, visto que não consegue deixar de pensar em fazer amor com dois homens ao mesmo tempo. As fantasias podem ser bastante divertidas, mas lembre-se que nem sempre devem ser passadas à prática pois podem ter repercussões bastante sérias não valendo a pena os problemas que podem vir a causar. Segundo nos disse, o seu namorado não iria concordar com essa prática, por isso, se gosta realmente dele, não tenha nenhuma atitude que possa prejudicar a vossa relação. Lembre-se que a realidade pode ser bastante diferente da fantasia!

 

“Quero fazer sexo com duas ou mais mulheres”

 

“Namoro há quatro anos. Ambos gostamos de praticar sexo frequentemente, no entanto, de há uns tempos para cá, não consigo deixar de pensar em fazer sexo com duas ou mais mulheres. Gosto muito da minha namorada e não a quero trair, mas esta minha fantasia não me larga…”

João Carlos, Sesimbra

 

 

Caro Leitor:

A sua fantasia é uma das mais comuns entre os homens… nunca conheci nenhum que não delirasse só de imaginar que isso pudesse acontecer. Se gosta realmente da sua namorada não tenha nenhuma atitude que possa prejudicar a vossa relação. Aborde o assunto com ela (mas com jeitinho! Não vá assustar a rapariga…) se ela concordar, óptimo! No que diz respeito a sexo o importante é que os participantes sejam adultos e consintam com o acto. Mas lembre-se que a realidade pode ser bastante diferente da fantasia, satisfazer uma mulher já dá trabalho, quanto mais duas!

Tenho o fetiche de ser amarrada…

 

Tenho 29 anos e um dos meus fetiches é ser amarrada pelo meu namorado enquanto fazemos amor. No entanto, tenho vergonha de o dizer ao meu namorado, pois não sei o que ele vai pensar…”

 

Cláudia, Porto

 

Cara Leitora,

A sua fantasia não é nada fora do comum, por isso, a melhor forma de fazer com que o seu namorado realize a sua fantasia é falar com ele de forma directa. Ter fantasias sexuais e realizá-las com o parceiro pode ser bastante excitante e rejuvenescedor para a relação. Por isso, não tenha receio, pois converse com o seu namorado, aproveite para lhe perguntar se ele tem algumas fantasia que ele queira realizar, e se elas forem do seu agrado, ofereça-se para as realizar. Um relacionamento sexual saudável é composto de uma combinação de dar e receber prazer, aposte nisso.

“A sua maior fantasia sexual é usar vibradores!”

“Tenho uma namorada que é bastante imaginativa a nível sexual e ultimamente ela tem-me pedido para realizar a sua maior fantasia sexual, que é utilizar um vibrador quando fazemos amor. Eu não sei como reagir!”

 

Nuno, Porto

 

Caro leitor,

Apesar de não ser de conhecimento comum, muitas pessoas utilizam vibradores como forma de atingir prazer sexual, quer nas práticas sexuais com os seus companheiros quer nos momentos solitários. Se essa é uma fantasia da sua namorada tente ser mais arrojado e aventureiro e experimente satisfazer o desejo dela. Sugiro que ambos visitem uma sex Shop, que escolham um vibrador que agrade a ambos e que o experimentem em conjunto. Esta experiência vai fortalecer a vossa relação e aumentar a vossa intimidade. Se depois de experimentar verificar que não gostou da prática sexual converse com a sua namorada de forma carinhosa a descubra outras formas de a satisfazer sexualmente, que agradem a ambos.  

 

“Sexo virtual”

“Tenho passado bastante tempo na net desde que a minha namorada terminou o namoro, e no outro dia proporcionou-se ter sexo virtual como uma mulher com quem estava a conversar, será que fiz mal em ter este comportamento?

 

Diogo, Setúbal

Caro Leitor,

 

Existem muitas pessoas que utilizam a Internet como forma de realizar as suas fantasias sexuais, por isso, tranquilize-se pois o leitor não é o único. A Internet é um local onde as pessoas podem dar asas à imaginação, uma vez que não precisam de apresentar a sua verdadeira identidade, basta “teclar” e deixar-se embarcar numa viagem de prazer. De facto 20% das pessoas que mantêm relacionamentos na Net confessam que não dão a informação correcta a seu respeito. O sexo virtual é considerada uma nova forma de fazer sexo, pois envolve fantasia e imaginação num ambiente fora do vulgar.

“Tenho pensado em convidar outras mulheres para fazerem amor connosco…”

“Tenho 43 anos e amo a minha mulher, mas apesar disso ultimamente tenho fantasiado com fazer amor com outras mulheres que se juntam a nós. Acho isto estranho, pois eu e a minha mulher temos uma vida sexual fantástica, experimentamos tudo juntos, e por essa razão não compreendo de onde vem esta minha vontade. Não sei se hei de dizer à minha mulher ou não…”

João Paulo, Coimbra

 

Caro leitor,

Para algumas pessoas, em especial para os homens, a ideia de ter relações sexuais com duas ou mais pessoas é extremamente excitante. Por outro lado, quando a vida de casal cai na rotina, convidar uma terceira pessoa pode trazer um vigor renovado à relação, pela excitação da novidade. Assim, não há nada de errado nessa sua fantasia, e o facto de querer partilhá-la com a sua mulher mostra que continua a amá-la, pois quando um casal gosta de partilhar tudo sem tabus isso revela que o amor que existe é forte. Converse com a sua esposa com sinceridade e frontalidade, pois ela poderá estar recetiva a esta ideia. Devem, no entanto, ser cuidadosos com a pessoa que escolherem para se juntar a vós nesta experiência, evitando correr riscos para a vossa saúde, bem como deixar claro que será uma relação meramente sexual, para que a presença de novas pessoas não interfira a nível emocional com a vossa relação.

 

 

“Quero fazer sexo anal!”

 

“Sempre tive o desejo de experimentar fazer sexo anal, mas tenho algum medo de o dizer à minha namorada pois acho que ela não vai aceitar muito bem esta ideia. Como devo abordar o assunto?”
 
Ricardo, Vila Franca de Xira
 
Caro Leitor,
O sexo anal é um tabu para a grande parte das mulheres. Deve falar sobre esse assunto de forma cuidadosa sem que a sua namorada se sinta obrigada a concordar. Exponha-lhe a sua fantasia dando sempre a entender que não ficará magoado se ela lho negar, mesmo que até fique um pouco desapontado. Assegure-lhe que não a forçará a nada e que se decidirem fazê-lo, parará se ela assim o pedir. Caso a sua namorada concorde com a prática, não se esqueça do lubrificante, que é fundamental nesta situação!