Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Há riscos associados à laqueação das trompas?”

Before Falling In Love With An Emotional Girl With An Anxious Mind, Know  This

 

 

“Tenho 36 anos e não quero engravidar, já tenho um filho e não pretendo voltar a ser mãe. Há algum problema em fazer laqueação das trompas? Quais são os efeitos secundários? Será que vou ter desequilíbrios hormonais?”

 

Joana, Massamá

 

Cara leitora,

A laqueação das trompas é uma forma permanente de evitar uma gravidez e consiste em cortar, unir ou bloquear as trompas de Falópio – dois pequenos tubos que transportam o óvulo dos ovários até ao útero durante a ovulação. Há várias formas de proceder a esta intervenção cirúrgica, que é feita de acordo com aquilo que o médico considerar mais adequado ao seu caso. Estudos recentes apontam para o facto de este procedimento não provocar desequilíbrios hormonais significativos, mas é irreversível, pelo que deve sempre ter em conta que não poderá voltar a engravidar (é possível fazer uma cirurgia para voltar a engravidar, mas esta é bastante delicada e pode não assegurar uma gravidez). A laqueação de trompas não interfere com os níveis hormonais e, por isso, não provoca alterações no ciclo menstrual nem antecipa a menopausa. Os efeitos secundários são, essencialmente, os mesmos que estão implicados em qualquer intervenção cirúrgica: pode haver danos acidentais dos tecidos ou órgãos próximos, reações negativas à anestesia ou à medicação prescrita, infeções e dores.

Por outro lado, embora a laqueação de trompas apresente 99% de eficácia na prevenção de uma gravidez, aumenta o risco de uma gravidez ectópica, a qual acontece quando o óvulo é fertilizado e se desenvolve na trompa de Falópio. Essa situação põe em risco a vida da mulher e do feto, necessitando de intervenção imediata. Por fim, importa lembrar que a laqueação de trompas não protege contra infeções sexualmente transmissíveis, pelo que não substitui o uso de preservativo.

Laqueação das Trompas

Tenho 44 anos tomo a pilula, nunca tive filhos, nem penso ter. Gostaria de saber onde posso fazer laqueação trompas e se é aconselhavel?
Matilde
 
Cara Matilde,
Uma operação definitiva como a laqueação das trompas tem de ser bem reflectida com o seu médico ou ginecologista. Marque uma consulta de planeamento familiar para perceber melhor as vantagens e desvantagens dos métodos contraceptivos que utiliza e que pensa vir a utilizar.
Não tenho informação sobre há quanto tempo faz contracepção hormonal, mas se não fuma e não tem histórias de problemas cardio-vasculares na sua família pode continuar a fazê-la sem contra-indicações. Talvez queira experimentar um novo tipo: o anel vaginal, o implante (que dura vários anos), o adesivo.
Mesmo com a sua idade, em que uma gravidez poderia colocar a sua vida em perigo, não é costume recorrer-se aos métodos irreversíveis, quando não se tem filhos. No entanto, se ainda assim for essa a sua decisão, depois de se esclarecer bem sobre as outras possibilidades de contracepção (há ainda o dispositivo intra-uterino, os preservativos feminino e masculino, etc.), um médico poderá fazer-lhe a operação.
Note ainda que a vasectomia (feita ao homem) é uma operação mais fácil de realizar medicamente e menos dolorosa, pelo que pode ainda optar se tiver uma relação estável por ser o seu parceiro a recorrer ao método irreversível.
Não se esqueça que o preservativo é o único método que a protege da gravidez indesejada e também das infecções sexualmente transmissíveis.

“Será possível engravidar?”

 

“Fiz há cinco anos atrás uma laqueação de trompas. No entanto, gostaria de saber se é possível engravidar mesmo assim, pois actualmente tenho discutido com o meu marido a possibilidade de termos um filho.”
 
Cláudia, Portimão
 
Cara leitora,
somente se a laqueação de trompas não foi feita de forma apropriada será possível agora engravidar. A laqueação de trompas é um método contraceptivo no qual se efectua um corte ou bloqueamento das trompas de Falópio com o objectivo de impedir o óvulo de se encontrar com o espermatozóide, fazendo dessa forma com que uma gravidez seja impossível. É possível também fazer uma cirurgia para reverter a laqueação que fez. Aconselho-a a consultar alguns médicos ginecologistas de forma a saber se é possível reverter essa cirurgia e se existem médicos em Portugal que o possam fazer.