Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Quais os melhores momentos para a concepção?

104241670.jpg

 

"Sou uma mulher ansiosa por ser mãe, mas que não sabe muito a respeito do seu próprio corpo. Gostaria de saber quais são os melhores momentos para conseguir engravidar, sei que se encontram a meio do meu ciclo, mas quando? O meu período menstrual dura cerca de 30 dias, e tenho o período nos primeiros 4 dias. Seguindo este ciclo, pode dizer-me em que dias tenho maior probabilidade de conseguir engravidar?"

Luísa - Barcarena

 

Cara leitora,

Conhecer bem os ritmos e ciclos do seu corpo é fundamental, tanto se pretende engravidar, como se deseja evitar que isso aconteça, ou para poder desfrutar plenamente da sua sexualidade. Uma vez que a menstruação difere de mulher para mulher, o melhor período para engravidar varia, mas seguindo a regra do seu ciclo é possível encontrar o que procura. As mulheres têm tendência para ovular a meio do ciclo, contudo, é mais acertado dizer que ovulam 14 dias antes da menstruação. Embora seja fora do comum, as mulheres podem ovular em qualquer momento do ciclo. A fertilidade depende essencialmente de três fatores: um óvulo saudável, esperma saudável e muco cervical favorável. A mulher ovula uma vez em cada ciclo. O óvulo vive de 12 a 24 horas e depois desintegra-se se não for fertilizado. Em condições favoráveis do muco cervical, o esperma pode sobreviver até cinco dias dentro do corpo. Estas condições criam cerca de uma semana de intervalo no qual é mais provável engravidar. Consulte o seu médico para definir o seu ciclo em pormenor, para poder identificar com uma margem de erro o mais pequena possível quais são os dias em que deve tentar engravidar.

Quais são os melhores momentos para a concepção?

emagrecimento-e-sindrome-dos-ovarios-policisticos.

 

"Sou uma mulher ansiosa por ser mãe, mas que não sabe muito a respeito do seu corpo. Gostaria de saber quais são os melhores momentos para conseguir engravidar, sei que se encontram a meio do meu ciclo, mas quando? O meu período menstrual dura cerca de 30 dias, e tenho o período nos primeiros 4 dias. Seguindo este ciclo, pode dizer-me em que dias tenho maior probabilidade de conseguir engravidar?"

Luísa - Barcarena

 

 

Cara leitora,

Conhecer bem os ritmos e ciclos do seu corpo é fundamental, tanto se pretende engravidar, como se deseja evitar que isso aconteça, ou para poder desfrutar plenamente da sua sexualidade. Uma vez que a menstruação difere de mulher para mulher, o melhor período para engravidar varia, mas seguindo a regra do seu ciclo é possível encontrar o que procura. As mulheres têm tendência para ovular a meio do ciclo, contudo, é mais acertado dizer que ovulam 14 dias antes da menstruação. Embora seja fora do comum, as mulheres podem ovular em qualquer momento do ciclo. A fertilidade depende essencialmente de três fatores: um óvulo saudável, esperma saudável e muco cervical favorável. A mulher ovula uma vez em cada ciclo. O óvulo vive de 12 a 24 horas e depois desintegra-se se não for fertilizado. Em condições favoráveis do muco cervical, o esperma pode sobreviver até cinco dias dentro do corpo. Estas condições criam cerca de uma semana de intervalo no qual é mais provável engravidar. Consulte o seu médico para definir o seu ciclo em pormenor, para poder identificar com uma margem de erro o mais pequena possível quais são os dias em que deve tentar engravidar.

“O apetite sexual aumenta com a menstruação?”

 

“Tenho reparado que nos dias em que estou com o período sinto maior vontade de fazer amor. Será que existe uma explicação científica para isto, ou é apenas impressão minha?"

 

Mariana, Castelo Branco

 

Cara leitora,

 

Ocorrem várias alterações hormonais no corpo da mulher durante o mês. Cada mulher tem um ciclo de desejo sexual diferente. O facto de sentir maior vontade de fazer amor durante a menstruação é frequente nas mulheres, isto porque durante essa fase não existe o risco de uma gravidez indesejada, o que faz aumentar a libido de muitas mulheres. Se não lhe incomoda fazer amor durante esse período nem a si nem ao seu companheiro, aproveite e dê largas à imaginação. Contudo, devem tomar as devidas precauções, usando sempre um preservativo, pois apesar de as probabilidades de uma gravidez serem muito pequenas, mais vale prevenir do que remediar.

 

 

 

Periodo fértil

Após o fim da minha menstruação, um dia depois, fiz amor com o meu namorado e não usámos preservativo. Gostaria de saber as hipóteses de estar grávida, já que li um artigo em que dizia que os espermatozóides sobrevivem 3 dias no corpo da mulher...e que poderá haver já um óvulo por fecundar nessa altura... eu sei que não é o período fértil e que a ovulação só se inicia 15 dias depois do inicio do período, mas fiquei na duvida, porque já li que as hipóteses são muito poucas ou quase nulas e também que há hipóteses...
Posso estar grávida? Eu não estou a tomar a pílula agora e por isso preocupo-me, mas vou voltar a tomar.
Soraia
 
Cara Soraia,
 
A probabilidade de estar grávida é pequena, mas existe. Deve começar o quanto antes a tomar a pílula para evitar esta preocupação constante, que a afasta de sentir o prazer das relações sexuais.
A ovulação surge 15 dias depois do primeiro dia de menstruação, em ciclos menstruais de 30 dias, o que pode não ser o seu caso. Os espermatozóides podem sobreviver dentro da mulher entre 3 a 5 dias, dependendo do homem, mas não é fácil saber tais pormenores sobre o seu namorado. Durante alguns meses, anote num pequeno calendário ou numa agenda o primeiro dia de cada ciclo para compreender melhor o seu caso particular. Veja neste site em que intervalo é o seu período fértil: www.sexualidades.com
Marque rapidamente uma consulta de planeamento familiar ou num ginecologista para fazer uma contracepção adequada e aproveitar as relações sexuais e a sua relação. Se até lá não tiver o período, sentir os seios sensíveis, o sono alterado e excessivo, enjoos ou ânsias de vomitar (os enjoos podem ocorrer não apenas de manhã mas o dia inteiro, e podem ser agravados pela ingestão de determinados alimentos), tonturas e dores de cabeça que apesar de serem menos comuns podem também acontecer e são normais, faça um teste de gravidez comprado numa farmácia.

“Sofro muito de cólicas menstruais…”

“Tenho 19 anos e desde sempre sofri muito com dores do período. É uma sensação horrível e já não sei o que fazer para que me possa sentir melhor. As cólicas que sinto são horríveis e muitas vezes falto às aulas por causa disso.”

 

Ana, Lisboa

 

Cara Leitora,

Infelizmente a menstruação nem sempre é um momento tranquilo para todas as mulheres, pois há aquelas que sofrem bastante com cólicas, tal como é o seu caso. A estas cólicas dá-se o nome de dismenorreia, e resultam da contracção acentuada das paredes musculares do estômago, intestinos, vesícula biliar, bexiga e útero. A dismenorreia pode ser primária (dores provocadas pela condição natural de estar menstruada) ou secundária (causadas por irregularidades do aparelho reprodutor). O mal-estar associado a estas dores pode ser combatido com o recurso a anticoncepcionais com base hormonal tais como a pilula Diane 35 que evitam a ovulação, bem como com o recurso a medicamentos anti-inflamatórios, ou tratamentos mais caseiros como sacos de água quente colocados na barriga. Desta forma não há necessidade de continuar a sofrer, por isso procure a ajuda de um ginecologista, pois este encaminhá-la-á para o melhor tratamento para o seu problema.

 

“O meu período é muito irregular…”

Deixei de tomar a pílula já há 8, 9 meses, tenho meses que a menstruação vem ao fim de 25, 26 dias, não é certo, mas ultimamente é ao fim de 27 dias, a última menstruação foi no dia 27 de Dezembro e estava à espera que aparecesse no dia 22 de Janeiro. Como de costume os peitos uma semana antes ficam mais inchados mas depois passa 1 ou 2 dias antes de aparecer o período, mas desta vez não apareceu e continuo com os peitos muito inchados e a doer bastante. Também tenho algumas dores de barriga. Poderei estar grávida?

 Paula, Sintra

 

 

Cara leitora,

 

Uma vez que o seu período deveria ter vindo no dia 22 de Janeiro e ainda não veio, é possível que esteja grávida, o melhor é fazer um teste de gravidez para tirar quaisquer dúvidas.

 

Não consigo calcular a data da menstruação!


“O período veio-me há pouco tempo e ainda não consigo prever a data da próxima menstruação. O corpo transmite-nos sinais de que a menstruação vai chegar?”

 

 

Luciana, Braga

 

 

Cara Leitora,

Quando o ciclo menstrual é regular é fácil reconhecer os sinais que indicam em que altura virá a próxima menstruação. Cada pessoa é um caso, por isso os sinais podem variar de pessoa para pessoa, contudo existem alguns sinais comuns aos quais pode estar atenta, como por exemplo o aumento de peso devido ao facto de o nosso corpo acumular uma maior retenção de água. Alterações de apetite e de humor são outros sinais caracterizadores que a menstruação se está a aproximar. Estes factores, aliados a uma modificação da pele e do coro cabeludo, podem ajudar a saber quando o dia se aproxima. Todavia, a melhor maneira de poder controlar o dia em que lhe vem a menstruação é anotar num bloco de notas a que dia de cada mês ele vem. Deste modo será muito mais fácil ter uma ideia do dia, porque se for regular, o período virá aproximadamente no mesmo dia que no mês anterior.

 

“Como se calcula a data da menstruação?”

 

“Tenho 12 anos, comecei a ter o período há pouco tempo e ainda não consigo prever a data da próxima menstruação. O corpo transmite-nos sinais de que o período vai chegar?”
 
Margarida
 
Cara Leitora,
Quando o ciclo menstrual é regular é fácil reconhecer os sinais que indicam em que altura virá a próxima menstruação. Cada pessoa é um caso, por isso os sinais podem variar de pessoa para pessoa, contudo existem alguns sinais comuns a que pode estar atenta, como por exemplo o aumento de peso devido ao facto do nosso corpo acumular uma maior retenção de água. Alterações de apetite e de humor são outros sinais indicadores que a menstruação se está a aproximar. Estes factores, aliados a uma modificação da pele, que se torna mais gordurosa, e do couro cabeludo, podem ajudar a saber quando o dia se aproxima. De forma geral, as mulheres têm o período cada 28 dias, mas algumas podem ter ciclos mais longos que podem durar 30 ou 35 dias, por isso, a melhor maneira de controlar o dia em que lhe vem a menstruação é anotar num bloco de notas. Deste modo será muito mais fácil ter uma ideia de em que dia ele vem porque se for regular, o período virá aproximadamente no mesmo dia que no mês anterior.

Sofro muito de cólicas menstruais…

colica

Tenho 19 anos e desde sempre sofri muito com dores do período. É uma sensação horrível e já não sei o que fazer para que me possa sentir melhor. As cólicas que sinto são horríveis e muitas vezes falto às aulas por causa disso.”

 

Ana, Lisboa

 

Cara Leitora,

Infelizmente a menstruação nem sempre é um momento tranquilo para todas as mulheres, pois há aquelas que sofrem bastante com cólicas, tal como é o seu caso. A estas cólicas dá-se o nome de dismenorreia, e resultam da contração acentuada das paredes musculares do estômago, intestinos, vesícula biliar, bexiga e útero. A dismenorreia pode ser primária (dores provocadas pela condição natural de estar menstruada) ou secundária (causadas por irregularidades do aparelho reprodutor). O mal-estar associado a estas dores pode ser combatido com o recurso a anticoncecionais com base hormonal tais como a pílula Diane 35 que evitam a ovulação, bem como com o recurso a medicamentos anti-inflamatórios, ou tratamentos mais caseiros como sacos de água quente colocados na barriga. Desta forma não há necessidade de continuar a sofrer, por isso procure a ajuda de um ginecologista, pois este encaminhá-la-á para o melhor tratamento para o seu problema. 

Menopausa

menstrual-cycle-menopause.jpg

 

A menopausa marca o fim da fertilidade da mulher e ocorre, geralmente, entre os 45 e os 55 anos de idade. Durante a fase de preparação para a menopausa – perimenopausa, os níveis de estrogéneo oscilam e a ovulação torna-se inconstante. Nesta fase a mulher pode ter menstruação nalguns meses, seguindo-se de um período de ausência de vários meses. Devido às alterações hormonais que ocorrem durante a menopausa a mulher pode começar a experimentar variadíssimos sintomas, tais como afrontamentos e suores noturnos, ansiedade, irritabilidade, alterações de humor e tendência para a depressão, esquecimento, dificuldade de concentração, dores nas articulações, fadiga, secura da pele, cabelo, olhos e boca. A oscilação dos níveis das hormonas pode provocar também dificuldades físicas e emocionais durante as relações sexuais.

 

Alívio e tratamento

Alguns métodos de autoajuda, bem como os Tratamentos de Substituição Hormonal (TSH), podem ajudar a restabelecer os níveis de estrogéneo e aliviar os sintomas físicos.

O TSH alivia os sintomas da menopausa, previne a atrofia genital e as mudanças ao nível do corpo. Pensa-se que este tratamento pode ajudar a proteger de doenças como o cancro e a osteoporose, mas no entanto há médicos que acreditam que este tipo de tratamento pode acelerar o desenvolvimento de quistos. Os TSH podem ser prescritos em forma de comprimidos, adesivos e implantes. Os cremes de estrogéneos podem ser aplicados na vulva e na vagina. A hormona testosterona pode ser receitada para ajudar a recuperar a libido.

 

 Se a menopausa está a afetar a sua vida sexual, alguns dos métodos que se seguem podem ajudá-la:

 1 – Para ficar bem lubrificada, não ignore os preliminares e, caso seja necessário, use um bom lubrificante.

2- A uretra e a vagina podem ficar menos almofadadas após a menopausa e os movimentos durante o acto sexual podem provocar dor e irritação. Se tem tendência para sofrer infecções urinárias, esvazie a bexiga após o ato sexual.

3 – Pratique exercício, mantendo o seu corpo em forma. Coma alimentos que nutram a pele e o cabelo. Pode usar suplementos alimentares.

4 – A medicina alternativa, a homeopatia, a naturopatia e a medicina chinesa têm à disposição tratamentos para as mulheres na fase da menopausa.

5 – Não perca a auto-estima e cuide da sua imagem.