Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“O preservativo rompeu-se”

Ontem à noite fiz amor com o meu namorado mas tivemos um azar o preservativo rompeu-se e só reparamos que este estava roto no fim da relação. O que devo fazer?”

 

Cara leitora:

Fique calma!! Pois o que aconteceu consigo já aconteceu com milhares de pessoas. Felizmente existe a pílula do dia seguinte que pode ser tomada até 72 horas depois da relação. Esta
pílula não deve ser de “forma alguma” tomada de maneira regular. Deve apenas ser tomada em situação de emergência como a sua. Esta pílula poderá ser adquirida mediante receita médica em qualquer farmácia, tome atenção às indicações e posologia do medicamento. Continue a usar o preservativo pois este protege-a de doenças transmitidas sexualmente, mas visto que uma gravidez não é desejada, aconselho-a a visitar o seu ginecologista e começar a tomar a pílula, pois o seguro morreu de velho. 

Desmistifique a pílula do dia seguinte

Afinal-existe-um-horário-ideal-para-tomar-o-anti

 

Muito se tem falado sobre a pílula do dia seguinte, mas há muitas pessoas que ainda não perceberam exatamente como funciona, quando deve ser usado e em que circunstâncias. Este é um método anticoncepcional que liberta altas doses de hormonas, que atrasam a ovulação e podem evitar uma gravidez não desejada.

 

Quando não usa nenhum outro método anticoncepcional, numa relação sexual esporádica, com penetração, mesmo o seu parceiro não ejaculando, pode tomar a pílula do dia seguinte, mesmo cinco dias após essa relação sexual sem proteção.

 

Esta pílula deve ser encarada como um "comprimido" de emergência e não como um método anticoncepcional permanente, até porque inibindo ou atrasando a ovulação constantemente (que é esse na realidade o seu efeito) terá no futuro mais probabilidade de engravidar, pois a sua menstruação estará constantemente desregulada. A sua eficácia é praticamente imediata e 24 horas após a sua ingestão, o seu organismo já absorveu todos os seus efeitos.

 

Se a pílula do dia seguinte funcionar na perfeição, a sua menstruação chegará na data marcada, no entanto, mesmo não sendo regra geral, poderá haver um pequeno sangramento alguns dias antes. Se a sua menstruação atrasar mais do que dez dias, é aconselhável procurar um ginecologista e certificar-se que não está grávida.