Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“Gostava de aprender o que é a técnica Karezza…”

“Tenho 32 anos e considero-me um homem sexualmente activo e interessado em novas experiências. Ouvi falar sobre a técnica Karezza e gostava de aprender a utilizá-la na prática.”

João Pedro, Sintra

Caro leitor,

A técnica “Karezza” não é difícil de aprender nem de pôr em prática e consiste em fazer amor de uma forma doce, na qual o afecto, a ligação e o relaxamento são os principais objectivos, e não o orgasmo em si. A própria palavra, “Karezza”, deriva de uma palavra italiana que significa carícia. Relaciona-se com o contacto da pele, as carícias, a posição de “conchinha” e eventual relação sexual, suave. Deriva de uma prática Taoísta chamada cultivação mútua, pois consiste em dedicar-se ao parceiro. Os praticantes desta técnica são de opinião que o bom sexo não é aquele que chega ao orgasmo, mas antes o que promove sentimentos de ligação e de relaxamento. Enquanto que o orgasmo deixa o organismo exausto, os adeptos da Karezza dizem que se sentem com mais energia porque as carícias sexuais sem orgasmo elevam os níveis de dopamina e ocitocina, proporcionando sensações de prazer, proximidade e paz. Uma vez que estes efeitos demoram mais a desaparecer do que após o orgasmo as variações de humor também se fazem sentir menos. Os praticantes desta técnica também defendem que ajuda a curar disfunções sexuais e a atenuar as dores menstruais,
mas advertem que só deve ser posta em prática por pessoas que estão efectivamente apaixonadas, pois se assim não for as carícias não terão o afecto que as torna tão compensatórias. Para iniciar esta prática, pode começar por dedicar mais tempo às carícias com a sua parceira, sem que as entenda como preliminares mas sim como objectivo em si mesmas. Poderá ter surpresas muito agradáveis!