Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

Consultório de Sexologia

Profª Drª Helena Barroqueiro

“O sexo é como um vício!”

“Entrei no ano passado para a faculdade, e a minha namorada veio morar para a mesma cidade que eu. No entanto, ela não se integrou nada bem e acabou por voltar para a nossa terra natal. Desiludido com a falta de perseverança dela, acabei com o nosso namoro de dois anos. Recomecei a sair com outras raparigas, mas tenho dificuldade em esperar que os aspetos físicos da relação se desenvolvam, e elas acham que sou muito apressado. Era capaz de fazer uma viagem de seis horas todos os fins de semana para fazer amor com a minha ex namorada, o sexo para mim é como se fosse um vício. Como hei de lidar com isto?”

 

Carlos, Faro

 

Caro leitor,

Estar numa relação pode ser fantástico, dando-lhe acesso à intimidade física e emocional, mas por vezes não é assim tão encantador. No seu caso, parece que os aspetos menos bons se sobrepuseram aos bons, fazendo-o por fim à relação, o que demonstra maturidade da sua parte por terminar um relacionamento que já não o fazia sentir-se feliz. No entanto, juntamente com os aspetos positivos do final da relação, também pode ter de enfrentar outros mais difíceis, tais como a perda de intimidade física, algo que leva tempo a construir. É normal sentir urgências sexuais, e não é difícil lidar com elas. Há pessoas que as resolvem através da masturbação ou do sexo ocasional, ou procurando envolvimentos mais sérios. Procure compreender o que é que faz com que o sexo lhe dê tanto prazer num relacionamento, para entender porque é que o sexo lhe parece ter-se tornado um vicio incontrolável, e procure satisfazer as suas necessidades não só físicas mas também emocionais para que possa voltar a sentir-se bem consigo mesmo. Por muita urgência que tenha, lembre-se que uma relação leva tempo a construir e a cultivar a todos os níveis, trazendo contudo a compensação mais tarde.